Resultado do 1º turno das eleições é homologado pelo TRE-MA

plenoTREO Tribunal Regional Eleitoral Maranhão, em sessão realizada na tarde desta quarta-feira (15), aprovou, por unanimidade, o parecer da Comissão Apuradora referente ao 1º turno das eleições 2014. A medida homologa o resultado do pleito para declarar eleitos aqueles que constam no relatório.

A homologação se deu após o relatório ter ficado disponível no dia 9 de outubro para exame dos partidos políticos e coligações por 3 dias e, finalizado este prazo, abriu-se 2 dias para que eles apresentassem reclamações que seriam submetidas a parecer da Comissão Apuradora que, em até 3 dias, apresentaria aditamento ao relatório com a proposta das modificações que julgasse procedentes ou com a justificação da improcedência das argüições.

O relatório geral da totalização das eleições 2014 do 1º turno foi apresentado pela Comissão à zero hora e seis minutos do dia 6 de outubro e não houve interposição de qualquer reclamação, conforme certificado pela Secretaria Judiciária no PAD 8.954/2014. Às 21 horas, 99,96% das urnas já haviam sido apuradas no estado.

A diplomação dos eleitos ocorrerá no dia 19 de dezembro, no entanto, é importante ressaltar que nenhum candidato será diplomado até que suas contas de campanha tenham sido julgadas. Além disso, o resultado homologado não é definitivo, pois existem recursos interpostos quanto a registros de candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral.

Cópias do relatório serão encaminhadas pela presidência do TRE-MA ao Senado Federal, à Câmara dos Deputados e a Assembleia Legislativa.

Dados

– 4.495.864 eleitores estão aptos a votar no estado;
– 3.433.672 compareceram às urnas no primeiro turno;
– 15.465 urnas eletrônicas foram utilizadas no pleito;
– 6.500 policiais militares e 180 bombeiros atuaram nos 217 municípios;
– 26 municípios receberam força federal, composta por 653 militares do Exército;
– 40 incidentes foram verificados, entre boca de urna, propaganda irregular, transporte de eleitores, corrupção eleitoral e embriagues;
– 17 pessoas foram presas.
– 1.282 processos instaurados pela Comissão de Poder de Polícia por propaganda irregular;
– 418 registrados na Comissão de Juízes Auxiliares entre representações, ações cautelares e petições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *