404 anos: Governo do estado investe em geração de emprego e renda em São Luís

Governador-Flávio-Dino-vistoria-obra-do-Mais-Asfalto-na-rua-de-Santana-foto-Gilson-Teixeira-3-2433767Medidas diretas executadas pelo Governo do Estado têm estimulado a economia, promovido capacitação e gerado emprego, favorecendo a melhoria da renda. Em São Luís, milhares de pessoas foram contempladas com moradia, habitação e trabalho, uma marca da gestão que entende a qualidade de vida como uma consequência das oportunidades geradas e da garantia de condições adequadas e dignas.

O programa ‘Mais Empregos’ é um dos mais importantes para gerar postos de trabalho e movimentar a economia. Dividido em três eixos, o programa impulsiona o comércio, gera recursos e oportuniza trabalho. “Este programa é uma importante ferramenta de combate à crise e tem a missão de somar na estabilização do setor movimentando os recursos com o estímulo ao comércio local”, pontuou o secretário de Estado do Trabalho, Emprego e Renda (Setres), Julião Amim.

No eixo ‘Mutirão da Rua Digna’ será firmada parceria com instituições de classe, sindicatos, associações comunitárias e cooperativas para obter a mão de obra a ser utilizada na melhoria de vias dos bairros periféricos. O governo irá garantir os recursos financeiros para a compra dos materiais necessários aos serviços. Pela ação, a Setres espera firmar parceria com mais de 100 instituições.

O eixo ‘Cheque Moradia’ vai conceder R$ 5 mil a pessoas de baixa renda para compra de material que servirá à reforma de suas residências. Serão quatro mil famílias que a partir das compras, movimentarão o comércio de material de construção e garantirão emprego aos trabalhadores do setor. O projeto está em fase de cadastro dos beneficiados e avaliação dos estabelecimentos fornecedores do material.

O terceiro eixo do projeto vai estimular a contratação de novos trabalhadores pela iniciativa privada. A cada emprego gerado, o empresário terá desconto de R$ 500 no Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). “Esses programas formarão uma tríade socioeconômica que vai possibilitar a ampliação de empregos, a circulação de dinheiro e a melhoria da qualidade de vida das pessoas”, reiterou Julião Amim, da Setres.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.