Novo ministro foi advogado de Roseana. Motivo do esforço de Sarney para segurar Temer

O Blog do Gilberto Lima revelou que o novo ministro da Justiça nomeada pelo presidente foi advogado da ex-governadora Roseana Sarney. Reconhecido como um dos maiores especialistas do país em Direito Eleitoral, Jardim foi advogado de Roseana Sarney (PMDB) em algumas causas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O novo ministro, empossado nesta quarta-feira (31) é crítico confesso da Operação Lava Jato. Jardim goza de bom respaldo nos tribunais, o que poderá garantir maior proteção política para Sarney, investigado na Operação por recebimento da propina durante a execução da obra de construção da Ferrovia Norte Sul, e por ter recebido junto com os senadores Renan Calheiros e Romero Jucá, ambos do PMDB, mais de R$ 70 milhões em dinheiro vivo desviados de obras da estatal Transpetro, braço logístico da Petrobrás.

A manutenção do já conhecido poder do oligarca em tribunais superiores é o motivo principal de Sarney reunir-se quase diariamente com o presidente Michel Temer e ter sido o principal conselheiro a pedir ao presidente que não renuncie ou estaria confessando sua culpa.

Sarney tenta manter Temer no cargo e garantir influências como esta que indicou o novo ministro com todos os requisitos para o que pretende o oligarca: proximidade do Clã, influência nos tribunais e contrariedade à Lava Jato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.