Dutra decreta situação de emergência; Prefeitura e governo atuam para minimizar efeitos das fortes chuvas

O prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra, decretou situação de emergência por 90 dias, faltando apenas o governo do estado homologar. O prefeito e o presidente da Agência Executiva Metropolitana, Lívio Corrêa, com sua equipe técnica, vistoriaram as áreas atingidas pelas fortes chuvas e definiram as ações emergenciais.

As ruas 11, 139, 17, 92 e 98 do Maiobão foram as mais afetadas. “O governo do estado, que é parceiro, está vendo que Paço do Lumiar tem sido castigada com estas chuvas intensas. Estamos aqui com esse espírito, de fazer de forma rápida, como tem sido o governador Flávio Dino e aqui em Paço do Lumiar”, disse Dutra. Durante a vistoria foram constatados os efeitos danosos das chuvas, como alagamento de algumas residências e asfalto quase que completamente arrancado em diversos trechos. “Na Rua 11, a força da água foi tão grande que provocou uma correnteza que impediu qualquer pessoa passar pelo local”, lamentou.

A população do Maiobão reconheceu a boa vontade da atual gestão e a rapidêz na busca de soluções. “Moro aqui há 33 anos, sempre teve este problema e nunca um prefeito veio aqui ver nosso problema. Estamos com a rua assim, mas eu estou confiante que ele vai resolver. Ele não cruza os braços pelo Paço do Lumiar”, afirmou a moradora Rosimeire Duarte.

Segundo Lívio Corrêa, a ideia, a partir da vistoria, é analisar a adoção de medidas emergenciais que possam evitar novos problemas decorrentes das chuvas. “Este é o procedimento que o Governo do Estado está adotando em todos os municípios que fazem parte da Região Metropolitana, para dar suporte aos moradores atingidos”, destacou.

“Neste momento, como prevenção, iremos optar por trabalhar com galerias. Obras maiores, para evitar novos alagamentos, só após o período chuvoso”, finalizou Dutra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.