Bolsonaro volta a acusar o golpe e pede para retirar governo comunista do MA; Flávio Dino reage

Nesta terça-feira (27), o presidente deu novamente sinais de preocupação com os adversários das eleições de 2022 e atacou o governador Flávio Dino diante de seus apoiadores no Palácio da Alvorada. Dino é visto como um dos nomes mais promissores do campo da esquerda progressista do país. E é especulado como um possível candidato ao Planalto em 2022.

Bolsonaro falou em “comunismo” para criticar a gestão de Dino no Estado. “Tem que tirar o PCdoB de lá, cara, pelo amor de Deus. Só aqui no Brasil mesmo, comunista falando que é democrático”, criticou o presidente.

Prontamente, Dino usou uma rede social para rebater às críticas de Bolsonaro.

“Em vez de vir cuidar de trabalho sério, que o governo federal deve fazer imediatamente, Bolsonaro diz que vem ao Maranhão para esse tipo de agenda: agressões e campanha eleitoral. Tudo com dinheiro público”, ressaltou o governador maranhense.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.