Após MPF pedir suspensão da licença de José Humberto, MPE quer acionar chefe da Capitania dos Portos

Sempre acusado de letargia no que tange à gravidade do problema dos serviço de ferry boat que tem causado muito transtorno para a população maranhense, o Ministério Público Estadual resolveu agir após o Ministério Público Federal à Capitania dos Portos do Maranhão que suspenda a concessão para que o ferry José Humberto navegue na baía de São Marcos.

O blog teve a informação de que o MPE pretende acionar o Capitão de Mar e Guerra, Alexandre Roberto Januário, por ter concedido a licença para que o ferry trazido pelo governo do Maranhão do Pará faça o transporte de passageiros.

Interessante o MPE querer acionar um representante de um órgão federal e em momento algum questionar as autoridades estaduais, que são de sua competência fiscalizar, sobre toda a lambança do sistema de transporte aquaviário e da aquisição do José Humberto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.