Bira ressalta o prejuízo de oito anos em que o Pam Diamante ficou fechado

Após oito anos fechadobira, a Governadora do Maranhão reinaugurou, nesta segunda-feira (29), o Hospital PAM Diamante. O deputado estadual Bira do Pindaré (PSB), durante os quase quatro anos do atual mandato vinha denunciado diuturnamente o descaso da Governadora com a saúde Pública e com a “reforma” do PAM Diamante.

 

O parlamentar inclusive utilizou inserções na Propaganda Eleitoral Gratuita para denunciar o abandono do Hospital. Em um breve pronunciamento após a reinauguração, a gestora afirmou que não terá tempo para terminar a obra por completo e, portanto, deixará os acabamentos para seu sucessor.

 

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa, Bira do Pindaré criticou duramente a Governadora pela demora na reforma, ressaltou que a população de São Luís ficou prejudicada e sem atendimento por muitos anos, enquanto era anunciada com pompa a construção de 72 hospitais, que nunca foram totalmente concluídos, pelo interior do Maranhão.

 

“Nós temos relatos de muitas pessoas que procuram essas unidades e não encontram funcionamento. Ou porque não tem médico, ou porque não tem um medicamento. Então, a transformação na saúde pública do Maranhão é uma grande enganação. Não existe efetivamente. O povo do Maranhão continua sendo obrigado a se espremer nas filas do Socorrão em São Luís, porque não tem as unidades regionais de alta complexidade no interior”, protestou Bira.

 

O socialista destacou a triste realidade das pessoas que moram no interior do Maranhão. Não existe atendimento ortopédico em cidades como Pinheiro, Chapadinha e Santa Inês. Os pacientes são transferidos para São Luís, ou até para Teresina, Belém ou Fortaleza, em casos extremos maranhenses procuram atendimento em Brasília ou Goiânia.

 

Para Bira, o Governo do Maranhão anunciou a reinauguração do PAM Diamante, na semana da eleição, para tentar justificar ações na área da saúde que não aconteceram no mandato da Governadora. “Este é o PAM que deveria estar aberto ao povo, mas infelizmente ficou cinco anos parado e agora fizeram a maquiagem e vão entregar alguma coisa para tentar justificar à população que o hospital está em funcionamento”, denunciou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *