Prefeitura apoia Festa da Juçara; programação vai até 15 de novembro

Música e Cultura em mais uma edição da Festa da Juçara, no Maracanã

Música e Cultura em mais uma edição da Festa da Juçara, no Maracanã

Juçara e a beleza natural do parque são alguns dos atrativos da tradicional Festa da Juçara, no Maracanã, organizada pela comunidade local. A programação artística, que teve início no dia 18 de outubro, será realizada até 15 de novembro, no Parque da Juçara. Em sua 46ª edição, a festa conta com apoio da Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Cultura (Func), e o governo do Estado.

Neste domingo, 1º de novembro, a programação tem início ao meio dia, com show do cantor Mário Fernando, no palco principal. Às 18h, é a vez da dança portuguesa da Estiva, em seguida o grupo Pagode dos Boleiros e no encerramento a apresentação do Boi Pirilampo.

No palco lateral do parque acontecem os shows de música romântica e seresta. A cantora Janaína e banda sobe ao palco às 16h para cantar o melhor da música romântica popular. Em seguida, entra em cena o cantor Marlon Max, que vai registrar o show em disco ao vivo.

Este ano, o Parque da Juçara foi totalmente revitalizado, com os serviços de substituição da placa de identificação do espaço, pintura, cobertura do espaço de exposição e venda de artesanato, além da reconstrução do palco principal para atrações artísticas. A Prefeitura de São Luís garantiu o apoio de infraestrutura, palco lateral, sonorização e programação artística da Festa da Juçara.

Para o presidente da Func, Marlon Botão, apoiar o festejo atende a política de descentralização dos eventos culturais da cidade. “O festejo em Maracanã já tem uma história e tradição que fazem parte da dinâmica cultural da cidade. E é nas comunidades rurais que vemos surgir a maioria dos nossos mais representativos grupos folclóricos, como é o caso do Boi de Maracanã. O apoio da Prefeitura atende a uma orientação da gestão municipal, além da parceria com o governo do Estado”, explicou Marlon Botão.

O Parque da Juçara fica aberto todos os dias até 15 de novembro, das 8h às 22h. Para comercialização de comidas típicas e consumo da polpa da juçara foram montadas 33 barracas com produtores da própria comunidade. As raízes, sementes e fibras da planta também são reaproveitadas para produção de artesanato natural. Dez barracas de artesãos locais estão em exposição durante o festejo.

Um palco lateral foi montado para programação de música romântica, brega e seresta, com artistas da comunidade. “A organização dos dois espaços foi a forma encontrada para atender à diversidade de gostos musicais da comunidade. Ao lado do palco lateral também o visitante pode consumir produtos e alimentos do comércio informal”, explicou Jocélio Reis Moraes, produtor cultural do evento.

SEGURANÇA

Para garantir a segurança do evento, o festejo conta com a presença de efetivo policial da Guarda Municipal, Polícia Militar, segurança privada, além de apoio de técnicos da Secretaria Municipal de Saúde (Semus). “Nossa expectativa é atrair, a cada domingo, mais de 15 mil pessoas para o festejo. Além de usufruir das nossa culinária típica e programação cultural, o visitante também pode agendar uma visita guiada pela trilha ecológica do Maracanã”, finalizou Jocélio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *