Turma de Fernando Sarney já teve R$ 1,2 milhão aprovado na secretaria de Cultura este ano

diegogaldinoAs entidades culturais ligadas ao empresário Fernando Sarney já tiveram projetos valiosos aprovados pela secretaria de Cultura do estado na atual gestão. Apenas os projetos do Boi Barrica valem R$ 1,2 milhão. Nos negócios de sustentação do Clã Sarney com o poder público, a Cultura sempre teve papel fundamental.

Euricelia Mariana Coqueiro Costa apresentou os projetos em nome do Boi Barrica, todos aprovados com facilidade pela Secma. Os projetos são apenas do carnava 2016. Para o São João, a perspectiva é de a fatura seja ainda maior.

boibarricaO nome Boi Barrica ficou conhecido nacionalmente pela Operação da Polícia Federal, na qual o principal acusado era justamente o filho do ex-senador José Sarney. Relatórios de inteligência do Coaf mostraram indícios da prática de uma série de supostos crimes praticados por Fernando Sarney, como crime contra o sistema financeiro, lavagem de dinheiro e sonegação fiscal.

Baseado nos relatórios do Coaf, apontando a existência de movimentações financeiras atípicas nas contas de pessoas físicas e de empresas, o Ministério Público Federal pediu à Justiça a quebra do sigilo bancário de Fernando Sarney, Tereza Cristina Murad Sarney e de três empresas.

Os dados obtidos com a análise das contas bancárias confirmaram, conforme o Ministério Público, diversas transações “com graves indicativos de ilicitude”.

Outro lado

O presidente da Companhia Barrica, José Pereira Godão, afirmou que os projetos não são do Boi. Ele também defendeu a legitimidade da brincadeira para ter projetos aprovados no governo. “Esses projetos nada tem a ver com o Boi Barrica. Parecem ligados a Fundação Municipal de Cultura, para a realização do carnaval 2016, verificando os títulos envolvendo escolas de samba, blocos e premiações… O Boizinho Barrica, com 31 anos de existência, resistência e de inquestionável notoriedade é uma das maiores manifestações culturais brasileiras, requisitada e divulgada internacionalmente pelo excelente trabalho artístico/cultural/comunitário que pratica. Ao lado da Natalina da Paixão e do Bicho-Terra, formam a Companhia Barrica do Maranhão, com imenso sucesso popular, fonte de inúmeros trabalhos de pesquisas escolares e artísticas, uma obra sócio/cultural de permanente visitação turística, sendo orgulho e patrimônio imaterial do nosso estado!”

WhatsApp-Image-20160513

4 pensou em “Turma de Fernando Sarney já teve R$ 1,2 milhão aprovado na secretaria de Cultura este ano

  1. MAS, A LEI JÁ ADMITE A INSCRIÇÃO POR PESSOAS FÍSICAS?

    A VERDADE É QUE, TIRANDO OS ERROS DESSA LEI QUE SÓ BENEFICIA GRANDES PROJETOS E EVENTOS, E A INEXPERIÊNCIA DA ATUAL EQUIPE, A SECMA E A FUNC SEMPRE SERVIRAM COMO DESCULPAS PARA LAVAGEM DE DINHEIRO E BENEFÍCIO DE ALGUNS.

  2. Falta de respeito para com as outras brincadeiras e atividades artísticas do Estado. O governo que se propõe ser a “mudança”, permanece enriquecendo os mesmos grupos ligadas à Roseana Sarney, não podendo deixar de ser, e curiosamente sendo a rica cultura do Maranhão.

  3. Clodoaldo, a obrigação da SECMA é analisar os projetos sobre o aspecto técnico, independente de qual empresa ou grupo apresente. O problema é que maioria dos projetos apresentados não tem qualquer consistência, os postulantes não sabem fazer projetos.

  4. A verdade é que esse jovem, Diego Galdino, sem experiência alguma, foi colocado por amizades na secma e não fez nada que beneficie a população e sim aos amigos..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *