Prefeita de Bom Jardim afastada até o fim do mandato

malrinetegralhadaO município de Bom Jardim não tem sorte mesmo. Bom Jardim ficou famosa em todo o Brasil por conta das peripécias de Lidiane Leite, a prefeita ostentação. Agora, a atual prefeita, Malrinete Gralhada (PMDB) foi afastada até o fim do mandato (31 de dezembro) pela Justiça por improbidade administrativa.

O juiz Raphael Leite Guedes determinou o afastamento, além do bloqueio dos bens da prefeita e das empresas envolvidas na acusação de desvio de dinheiro público. São elas a CONTREX (construções e Serviços Eireli-ME), de J W COMÉRCIO E SERVIÇOS EIRELI – EPP (Piaza & Cia), de Wilson Piaza Rodrigues e de Lucas Fernandes Neto. Os bens bloqueados somam o valor de R$10 milhões para o ressarcimento dos cofres públicos.

O Ministério Público acusou a prefeita de celebrar contratos sem licitação com preços fora da realidade. A contratação da empresa Contrex seria ilegal, uma vez que ela está registrada como microempresa, sendo condicionada a ter uma receita bruta anual igual ou inferior à R$ 360 mil. Somente ele, teve contratos que somam R$ 3.203.842,60.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *