Muito discurso pela apuração. Vamos ver na prática..

Na Assembleia Legislativa, o tom hoje (7) foi muito em volta de que a denúncia de propina que coloca em xeque a atuação de todos os parlamentares e que a apuração seria necessária.

O presidente da Casa, Arnaldo Melo, encaminhou à Corregedoria Parlamentar o pedido de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o caso.

Enquanto a denúncia está quente, todos se dizem muito indignados e exigindo investigação rigorosa. Edurado Braide, Marcelo Tavares e Bira do Pindaré foram exigir explicações. Tatá Milhomem e César Pires já haviam solicitado a apuração. Eliziane Gama, Luciano leitoa, Raimundo Cutrim engrossaram o coro por investigação.

Por enquanto, oposição e situação afinam o discurso pedindo que seja investigado com rigor quem pegou dinheiro para aprovar o projeto contra os babaçuais. Stênio Rezende, que foi o autor do projeto, não fala nada sobre as acusações.

Lembram que há bem pouco tempo, Raimundo Cutrim (ainda no DEM, e hoje no PSD) denunciou a negociação de emendas parlamentares com agiotas? A denúncia foi sufocada e nada de apuração. Até hoje, o caso não foi esclarecido e ficou por isso mesmo. E agora, terá apuração?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.