Cutrim só conseguiu cinco assinaturas para CPI da Agiotagem

cutrimAssim é difícil chegar à verdade dos fatos. O próprio deputado Raimundo Cutrim (PSD), que é o acusado, pede a abertura de uma CPI na qual ele será o principal investigado, e os parlamentares não assinam a CPI. Apenas os deputados Bira do Pindaré (PT), Cleide Coutinho (PSB), Neto Evangelista (PSDB), Zé Carlos (PT)e Eliziane Gama (PPS) haviam subscrito o pedido de CPI da Agiotagem até o momento em que Cutrim se pronunciou na tribuna da Assembleia, nesta segunda-feira (29).

O deputado disse que apresentou dois requerimentos à Mesa Diretora da casa. O primeiro pede instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito CPI) para apurar a prática de crime de agiotagem no Maranhão, e o segundo pede para que o próprio Cutrim seja ouvido pela Comissão de Ética da Assembleia.

Cutrim disse que quer uma acareação com o assassino de Décio, o pistoleiro Johnatan Sousa; com o secretário de Segurança Pública do Estado, Aluísio Mendes; e com todos os delegados, promotores e procuradores envolvidos na investigação.

São necessárias 14 assinaturas para que a CPI seja instalada na Assembleia Legislativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *