Governos federal, estadual e municipal no combate ao mosquito

Campanha contra aedes São Francisco foto Gilson Teixeira (25)Este sábado foi de intensa atividade no combate ao mosquito  Aedes Aegypti, transmissor do vírus da dengue, chikungunya e do zika vírus. E na manhã deste sábado, o governador Flávio Dino e o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, receberam o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, para o lançamento da campanha nacional do Governo Federal de combate ao mosquito. Na ocasião, foi realizado o ‘Sábado da Faxina’, com vistoria em residências e orientações de moradores nos bairros do São Francisco e Ilhinha.

Jaques Wagner informou que a mobilização compõe uma ação muito maior que vem sido desempenhada pelo Governo Federal, como forma de acabar com a doença que vem atingindo vários países. “Hoje não é ‘o’ dia. É mais um dia é mobilização contra com o mosquito Aedes Aegypti, e esta é a única arma que nós temos hoje para combater as questões da consequência do Zika vírus. Estamos trabalhando fortemente e acredito que até o fim do ano já teremos disponível a vacina da dengue e estamos trabalhando com Organização Municia de Saúde para a vacina contra as consequências da Zika”, adiantou o ministro da Casa Civil.

Os bairros São Francisco e Ilhinha foram escolhidos para sediar a mobilização, por serem considerados de alto risco de infestação do mosquito pelo Levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti (Lira). De 8h a 12h do sábado, mais de oito mil imóveis foram visitados por 286 Agentes de Endemias e 48 Supervisores de Campo do município de São Luís, acompanhados de 772 militares do Exército, Aeronáutica e Marinha; e 100 homens da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros. Foram cerca de 1200 profissionais integrando três equipes.

edivaldoflaviojacquesA força-tarefa soma 1.166 pessoas entre agentes de endemias e supervisores de campo do município, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e militares do Exército, Aeronáutica e Marinha. A meta é visitar 8.069 imóveis.

Paralelamente, a operação ‘Bota Fora’ coletou entulho, pneus e lixo. O trabalho é realizado regularmente integrando as atividades da secretaria e foi intensificado nesta campanha. O dia ‘D’ da campanha foi realizado na área pelo fato do São Francisco e Ilhinha terem apresentado alto risco de infestação, segundo o Levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti (Lira).

MP permite agentes entrarem à força em locais abandonados

Campanha contra aedes no São Francisco foto Gilson Teixeira (3)O governador Flávio Dino editou a Medida Provisória nº 31.428, do dia 4 de fevereiro de 2016, que permite o ingresso forçado de agentes de saúde em imóveis públicos e particulares abandonados para ações de prevenção e combate ao Aedes aegypti.

A Medida Provisória classifica como imóvel abandonado aquele com flagrante ausência prolongada de utilização, situação que pode ser verificada por características físicas do imóvel, por sinais de inexistência de conservação, pelo relato de moradores da área ou por outros indícios.

Todas as Secretarias Municipais de Saúde do Maranhão deverão notificar o proprietário do imóvel, mediante entrega pessoal da notificação ou seu envio por carta registrada. Diante da notificação, o proprietário deverá, pessoalmente ou por contato telefônico, agendar data e horário para realização de inspeção no imóvel pelo agente sanitário da Secretaria Municipal de Saúde de sua cidade. A visita deverá ocorrer no prazo máximo de 48 horas, contado do agendamento.

2 pensou em “Governos federal, estadual e municipal no combate ao mosquito

  1. O povo tem que se conscientizar que não podemos apenas esperar pelo poder público, devemos fazer nossa parte e mantermos a prevenção contra o mosquito Aedes aegypti. O Edivaldo está certo em fazer essa mobilização, mas devemos combater também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *