Evitar alagamentos é dever de todos

Lixo obstruiu passagem da água no Rio Calhau e causou alagamentos e erosão

A forte chuva que caiu em São Luís na última quarta-feira (1º) reascende o debate sobre os problemas estruturais e comportamentais em São Luís. A cidade nasceu de forma desordenada e a cada nova construção autorizada, como os grandes prédios do Renascença, não foram previstos os sistemas de drenagem.

Na última quarta, choveu 16,5% do previsto para todo o mês de março. Ou seja, ainda teremos muita chuva este mês. Após as chuvas da quarta, as equipes da prefeitura trabalharam para desobstruir os canais e galerias no Coroado, no Cohafuma, São Francisco, Holandeses entre outros. O problema é a enorme quantidade de lixo tapando os bueiros e bocas de lobo.

Um grande exemplo se dá na rua Santo Antônio, no Calhau, onde a enorme quantidade de lixo descartado de forma irregular obstrui a passagem de água provocando inundações e erosão na pista (fotos que ilustram o Blog).

Máquinas limpam e, logo após, todo tipo de lixo é jogado de forma irregular. Assim é impossível evitar enchentes

É fato que em lugares de alagamento histórico onde a prefeitura fez intervenções, o serviço deu resultado. Não foram registrados alagamentos na Apaco, Santa Clara, Curva do Noventa, elevados, Gangan, Cohatrac e Coroadinho.

Agora, com tantos problemas já históricos e que a prefeitura precisa resolver, a população tem que ajudar não descartando lixo de forma irregular, obstruindo a drenagem. As carretas da prefeitura recolhem de 250 a 300 toneladas somente de lixo descartado irregularmente. Essa enorme quantidade não diz respeito a coleta normal de lixo. Imaginem o quanto de lixo irregular que a prefeitura não dá conta de recolher. A cidade tem um sério problema de descarte irregular que só se resolve com conscientização das pessoas.

Enquanto não houver consciência disso, a cada período chuvoso vamos conviver com as enchentes.

Máquina retira o lixo irregular em pontos do Contorno do Sá Viana. Falta de conscientização

Trabalho de retirada de lixo ao lado da Funasa, no Centro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *