Edilson Baldez e João Martins usaram, abusaram e sucatearam o Sebrae

Edilson Baldez e João Martins: dupla foi muito ruim para micro e pequeno empreendedor do Maranhão

O SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) é um serviço social autônomo, parte do Sistema S, que deve apoiar as pequenas e microempresas, fundamentais para o desenvolvimento de um estado pobre como o Maranhão. Mas a entidade tem sido controlada justamente por quem interesse no grande empreendedor. E esta situação tem sido péssima para mudar a realidade do Maranhão.

O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae )CONDEL) é o presidente da Fiema, Edilson Baldez. Mesmo sendo apenas presidente do Conselho deliberativo, Baldez tem funcionado como um superdiretor do Sebrae e parece não estar disposto a deixar o poder.

Baldez está completando os quatro anos de mandato e não poderia mais se reeleger. Tentou dar um golpe e mudar o regimento para conseguir mais uma reeleição. O Estatuto determina um rodízio entre os órgão que compõem o conselho na presidência. O presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Maranhão (Faema), Raimundo Coelho, deveria ser o próximo presidente do Conselho. Parece que Baldez quer transformar o Sebare na Fiema se perpetuando no cargo.

E como tem usado o poder!

Em todos os eventos do Sebrae, as pessoas que vêm ao Maranhão se hospedam no hotel da família de Baldez, o Abbeville. Ele está em nome da mulher e das filhas.

Quem tem mandado e desmandado na Casa também é o conselheiro Celso Gonçalo, irmão do prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, que também tem relação de parentesco com o presidente da Fiema.

A “gestão” João Martins

O Sebrae é formado por três diretores. Há pouco tempo, um destes era o sobrinho de José Sarney José Moraes. Quando José Moares iria pedir demissão, inventaram um plano de demissão voluntária, e ele levou quase R$ 1 milhão, para não sair de mãos abanando.

Tudo com o aval do diretor superintendente do Sebrae, João Batista Martins. Além de Baldez, Martins também aproveita bem o cargo.

João Martins tem direcionado a grande maioria das ações do Sebrae, como “Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP)”, para o município de Bequimão, administrado pelo irmão, o emedebista Zé Martins.

Enquanto leva o Sebrae para Bequimão, Martins deveria se atentar mais à péssima gestão do órgão. Moraes havia desativado a área de economia criativa, fundamental para a vocação maranhense de microempreendedorismo, que só foi reativado agora. Também deveria explicar como a grande maioria das pessoas cadastradas como MEI (micro empreendedor individual) são da área de tecnologia e inovação. Cerca de 75% somente nesta área. Um absurdo para o tipo de empreendimento.

Outra situação grave é a do Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana – o Multicenter Sebrae. Enquanto Martins corta custos internos, deixando os funcionários do Sebrae trabalhando em condições indignas, cedeu gratuitamente o Multicenter Sebrae para diversas atividades. O blog pesquisou junto à entidade e verificou que o preço da locação do espaço é de R$ 40 mil, mas em 2017, mais da metade dos eventos que poderiam reforçar o caixa do Sebrae foram cedidos de graça. Pelo menos oficialmente…

6 pensou em “Edilson Baldez e João Martins usaram, abusaram e sucatearam o Sebrae

  1. Reformas nas Unidades do SESI de Imperatriz, Açailândia, Bacabal, Balsas ,Caxias e São Luís , deveriam passar por uma CPI pelo o Ministério Público, todas mal feitas, com licitações fraudulentas, sem acompanhamento dos técnicos e engenheiros. Obras inacabadas em São Luís e outras deflaudaçoes. Investiguem!!!

  2. NOTA DE ESCLARECIMENTO

    A respeito de postagem publicada neste blog sob o título “Edilson Baldez e João Martins usaram, abusaram e sucatearam o Sebrae”, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Maranhão (SEBRAE-MA) esclarece:

    • O presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae no Maranhão, Sr. Edilson Baldez das Neves, foi eleito para mandato iniciado no dia 01 de janeiro de 2015, que segue vigente até 31 de dezembro de 2018, conforme Estatuto da instituição, que também prevê a cláusula que veda a possibilidade de reeleição ao cargo em todo o Sistema Sebrae.
    • As decisões e deliberações lideradas ou referendadas pelo Sr. Edilson Baldez estão pautadas nas prerrogativas que regem o cargo por ele ocupado como líder de um conselho com representatividade em instâncias privadas e governamentais com ligação direta ao ambiente das micro e pequenas empresas, público de interesse do Sebrae-MA.
    • A respeito da afirmação de que o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae estaria exercendo influência na decisão com relação a contratação de serviços de hospedagem com o Hotel Abbeville, esclarecemos que a referida empresa foi declarada vencedora do processo licitatório do tipo Pregão Presencial nº 004/2015, por apresentar menor proposta de valor, conforme regras estabelecidas para o certame.
    • Com relação ao afastamento do ex-diretor técnico da instituição, Sr. José de Ribamar Morais, esclarecemos que o mesmo exerceu o seu direito de aderir ao Plano de Demissão Incentivada (PDI), visto que se enquadrava nos critérios definidos junto ao Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae-MA e Sebrae Nacional, que autorizaram o plano, respectivamente, em 27 de julho de 2017 e 22 de novembro de 2017, com execução prevista até março de 2018; trâmites que foram cumpridos pela diretoria executiva da instituição e comprovados para fins de auditoria interna e externa.
    • Em relação à afirmação de que a “grande maioria das ações do Sebrae, como ‘Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP)’, para o município de Bequimão, administrado pelo irmão, o emedebista Zé Martins”, informamos que o Programa Nacional de Educação Empreendedora, ao qual está vinculada a solução JEPP está sendo executada em 42 organizações, públicas e privadas, entre elas: IFMA, UFMA, SESI, SENAI, instituições de ensino básico, profissional e superior, além de 23 prefeituras municipais em todas as regiões do estado do Maranhão, beneficiando com educação empreendedora aproximadamente 26 mil alunos, com 600 professores já capacitados pelo Sebrae.
    • Finalmente, sobre a afirmação de que o diretor superintendente do Sebrae-MA cedeu o espaço do Multicenter Sebrae para diversas atividades, informamos que todos os processos de cessão realizados foram analisados, deliberados e aprovados em reuniões ordinárias do Conselho Deliberativo Estadual da instituição, com anuência da maioria do colegiado de 15 membros titulares, sempre observando a aderência dos eventos à missão institucional do Sebrae.
    • Lembramos que o Sebrae-MA é auditado regularmente por órgãos federais de controle, como Tribunal de Contas da União e Corregedoria Geral da União, e empresas de compliance com atuação nacional.

    Por fim, ressaltamos que o Sebrae é uma instituição que há 45 anos desenvolve ações em prol dos pequenos negócios no Brasil e, especialmente, no Maranhão, transformando realidades pela via do desenvolvimento sustentável e sempre cumpriu sua missão pautado na transparência e austeridade com a gestão dos recursos públicos e privados que nossa instituição administra.

  3. distribuicao de cargos com autos salario, contratassao das proprias empresa, comida e bebida a vontade nas reuniao, luxo e poder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *