SES atua com eficiência e bebê com cardiopatia rara é transferido para tratamento em Fortaleza

Atuação do secretário Carlos Lula e sua equipe garante que pequeno maranhense com problema raro recebesse tratamento

O bebê maranhense Breno Miguel Campos Correa, que nasceu com uma cardiopatia rara, foi transferido na noite desta quinta-feira (27) para um hospital em Fortaleza (CE), onde deverá receber tratamento adequado em um hospital de referência.

Devido o quadro clínico raro, a criança precisou de atendimento que não é ofertado no Maranhão. Assim que tomou conhecimento do caso, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), dentro de sua atribuição e competência, inseriu a criança na lista da central nacional de regularização de alta complexidade do Ministério da Saúde para tratamento do paciente fora do Estado, mas o pedido foi negado.

A SES entrou em contato com a Defensoria Pública do Estado e da União para que as Instituições acionassem judicialmente a União para revisão da negativa.

Após contato com Unidades de Saúde de outros estados para acelerar a transferência da criança e o início do tratamento, visto que a UTI aérea estava disponível e não havia obstáculos para translado, finalmente foi disponibilizado um leito específico para atender o caso de Breno Miguel na capital cearense.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, usou as redes sociais para comemorar a boa notícia. Para Lula, o resultado só foi possível “graças ao esforço incansável das nossas equipes e da resposta da SES/Ceará”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *