Após pedir revogação de medida protetiva, mulher é assassinada pelo ex-marido em Imperatriz

Homem matou ex-mulher e ex-cunhada inconformado com o fim do relacionamento.

A cabeleireira Gleyciane da Mota Bandeira, foi morta a tiros pelo ex-companheiro neste domingo (30), no bairro Novo Horizonte, em Imperatriz. A mulher havia pedido medida protetiva, após várias ameaças do ex-marido, identificado apenas como Alan, que não se conformava com o fim do casamento. No dia 27 de maio deste ano, porém, ela pediu revogação da medida, e o processo foi extinto em 26 de junho.

Segundo a polícia, o assassino invadiu a residência e efetuou vários disparos contra a ex-mulher. A irmã dela, Dayane da Mota Bandeira Oliveira, que estava no local, também foi assassinada. Após atirar contra as duas mulheres, ele recorreu ai suicídio.

Em nota, a Patrulha Maria da Penha, sugeriu que as mulheres que sofrem qualquer tipo de ameaça de violência doméstica não retirem a medida protetiva, pois possibilita acompanhamento mais próximo e dá autonomia para prisões preventivas dos acusado pelas autoridades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *