Concurso da Saúde: Flávio já está com projeto de Lei em mãos

 

Flávio fecha projeto da criação de cargos e Plano para que o Concurso da Saúde seja realizado

Flávio fecha projeto da criação de cargos e Plano para que o Concurso da Saúde seja realizado

EXCLUSIVO – Já está pronto o projeto de Lei que cria o Plano de cargos e determina o concurso público para a secretaria estadual de Saúde. O projeto já foi encaminhado para o governador Flávio Dino, que deve dar o “ok” ainda esta semana para que seja enviado à Assembleia Legislativa já na volta dos trabalhos, na semana que vem.

De acordo com o projeto, a carreira terá três grupos, das cidades com menor IDH até a capital. Algo semelhante ao que acontece com a carreira de juiz Os novos profissionais começarão trabalhando nos 30 municípios mais pobres do Maranhão, e avançam na carreira para os municípios maiores até chegarem à capital, que seria a “entrância final” (apenas para fazer um paralelo com a magistratura).

Serão 37 cargos de médico, com salário inicial de R$ 19.994,60. Outros 74 para enfermeiro, 14 para dentista, sete para cada um dos demais cargos (nutricionista, psicólogo, farmacêutico, técnico de Educação Física, fisioterapeuta e assistente Social).

Para os cargos não médicos, a remuneração inicial é de R$ 10.580,80.

Todos os cargos são de nível superior e dedicação exclusiva. A remuneração possui um percentual de produtividade e os valores destacados são com a maior produtividade.

Centro de irregularidade

Este Blog é um dos mais ferrenhos cobradores da realização de concurso público na secretaria estadual de saúde, onde a terceirização precária é marca. A secretaria com um dos maiores orçamentos do Estado, nunca teve concurso público e era um centro de irregularidades na gestão anterior.

4 pensou em “Concurso da Saúde: Flávio já está com projeto de Lei em mãos

    • Boa pergunta,enquanto os servidores antigos dos demais órgãos?por exemplo dou da Universidade Estadual do Maranhão -UEMA desde 1980,ajudei a construir essa IES e nem mesmo os nossos direitos são respeitados,por exemplo;temos um processo ja ganho na justiça desde o desgoverno de Zé Reinaldo Tavares,ja percorrei todas as instâncias e em todas ganhamos se nós tivéssemos realmente om governo sério ja teria implantado os nossos 21,07% que determina a lei e quanto a diferença ele nos chamaria pra negociarmos,pois ele se esquece que nós tambem temos nossas necessidades,e por isso precisamos muito,mais peço a Deus que toque no coração de nosso governador para que ele como conhecedor da lei que é,sabe que temos direito e que nos dê o que é nosso.

  1. dado o número de terceirizado o número de vagas a ser oferecidas é ínfimo cerca de 167 vagas segundo o secretário Marcos Pacheco, o que chega a ser uma piada eles vão continuar deixando a saúde terceirizada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *