No RN, Lula disse a Flávio Dino que quer PT, PSB e PDT juntos no Maranhão

O governador Flávio Dino esteve na semana passada em reunião com o ex-presidente Lula no Rio Grande do Norte e conversou diretamente com ele sobre a posição para o PT nas eleições do ano que vem.

Como durante a passagem do ex-presidente pelo Maranhão não houve tempo hábil para uma conversa mais reservada sobre política, Flávio decidiu fazê-la durante a passagem da caravana petista em terra potiguar. Lá, quando questionado sobre o futuro da eleição no Maranhão, Lula disse que quer PT, PSB e PDT juntos no pleito do Maranhão.

Sobre a possibilidade de Felipe Camarão ser candidato a governador, Lula descartou a
hipótese.

O próprio governador Flávio Dino contou a história para algumas pessoas quando retornou.

Dino defende Mourão no governo como uma saída de transição diante da crise com STF

O governador Flávio Dino (PSB) concedeu entrevista ao portal UOL e falou sobre o atual cenário de crise entre o presidente Jair Bolsonaro e os ministros do STF.

“O Mourão é uma pessoa mais à direita, mas não se comportaria como um arruaceiro, como um bagunceiro. Seria uma saída de transição quem sabe ou será uma saída de transição uma vez que Bolsonaro a essa altura está atormentado de desgovernado, inclusive, psicologicamente. Então, talvez fosse uma saída de transição para que haja eleições em paz no Brasil”, disse o governador.

Flávio Dino declarou que se as eleições presidenciais em 2022 ocorrerem com esse “clima gerado pelo Bolsonaro” é possível que o país se depare com confrontações e uma possível guerra civil.

Flávio Dino tem agenda com Brandão e Weverton e reforça tese de consenso

Durante as inaugurações do Governo do Maranhão neste fim de semana em Coroatá e Lagoa do Mato, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB) pregou a unidade entre os dois dos nomes da pré-disputa para o governo do estado da base, o vice-governador Carlos Brandão e o senador Weverton Rocha.

Em clima de união e descontração, Flávio Dino exaltou as ações do governo, pregou a unidade do grupo e afirmou sobre a escolha entre Weverton e Brandão para sucedê-lo: “Dizem que eles estão brigando ou que vão brigar. Não tem razão de briga, rapaz. Conversando, tudo se arruma, como dizia meu saudoso e querido pai, é no andar da carruagem que as abóboras se ajeitam. Tendo fé e paciência, tudo se resolve“, declarou Dino.

Em Coroará, o governador Flávio Dino fez a inauguração do Instituto Estadual de Educação (IEMA. Durante o evento, houve a tradicional batida de pênaltis entre Weverton e Brandão na quadra de esporte reformada.

Maranhão e Tocantins firmam cooperação e debatem projeto de Integração Geopolítica Interestadual

O governador Flávio Dino cumpre agenda no estado do Tocantins, nesta quinta-feira (22), com o governador Mauro Carlesse (TO), onde participa também da apresentação de projeto de Integração Geopolítica Interestadual. Na ocasião, será assinado um acordo bilateral e firmadas propostas para ações de cooperação entre Maranhão e Tocantins. O objetivo do encontro é efetivar políticas públicas nas regiões de fronteiras, alinhar ações estratégicas interestaduais e reforçar a integração entre os dois estados.

“O Brasil precisa disso, de cooperações e a união faz a força, sobretudo nesse cenário de pandemia. Abraçamos integralmente essa agenda cooperativa com o Tocantins, pois estamos aqui exercitando algo vital para o Brasil. Estou aqui para sublinhar essa cooperação, que atribuo ao Governo do Tocantins e destaco os esforços por esse momento. Essa integração é um caminho virtuoso que gera benefícios, direitos e o mais importante, oportunidades e o convívio fraterno entre as pessoas”, pontuou o governador Flávio Dino, sobre as tratativas de cooperação entre os estados.

As cooperações são pensadas em diversas áreas de interesse social, sendo as principais, saúde, educação, infraestrutura, agronegócio, econômico-financeira, segurança pública, turismo, ciência-tecnologia-informação e divisas entre os dois estados.

Flávio Dino sublinhou algumas iniciativas que estão em debate para concretizar a cooperação. “No turismo, faremos um estudo técnico sobre a rota integrada, que é uma tendência de turismo no mundo. Hoje, grande parte do turismo está ainda dificultado pela questão da vacinação e o turismo interno vive uma janela de oportunidade que podem não se repetir. Quanto à ponte Carolina e Filadélfia, é uma questão de avançarmos até chegarmos à concepção desse projeto e tenho certeza que será uma realidade concreta. Da mesma forma, os investimentos na área de saúde. A gestão pública se equilibra em ações a curto e longo prazo. E, nessa agenda, poderemos celebrar resultados concretos. O Maranhão adere a essa concepção”, citou o governador.

O titular da Secretaria de Estado da Indústria e Comércio (Seinc), Simplício Araújo, avaliou a importância de cooperação entre Maranhão e Tocantins. “No Maranhão buscamos avançar, sobretudo nesse cenário de pandemia. O governador Flávio Dino sempre nos incentiva a essa troca de informações. O Tocantins utiliza nossos modais de transporte para escoar suas produções e nós consumimos boa parte destes produtos. Estamos abertos para fazer nossas áreas de expertises fluir. Vamos contribuir com o que for necessário e extrair o máximo deste encontro”, enfatizou.

O presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ted Lago, avaliou os resultados de investimentos que podem ser feitos com as cooperações entre os estados. “Para o Maranhão, o Porto do Itaqui é um vetor de empregos, negócios e desenvolvimento. Estes investimentos refletem na cooperação com o Tocantins”, frisou.

“Trabalhamos em cima de experiências que tivemos e que foram exitosas. Fazendo isso, teremos uma atividade política ordenada e que, trabalhando de forma conjunta e cooperada, atingirá sua finalidade maior, que é o desenvolvimento econômico e social das regiões”, destacou o secretário de Estado do Turismo (Setur), Catulé Junior, sobre a integração do turismo entre os estados com a Rota Chapada das Mesas – Jalapão.

“É uma obra de grande magnitude. Temos o Termo de Cooperação entre os estados, que prevê um cronograma de trabalho. Nesta primeira etapa, a licitação para elaboração do estudo de viabilidade técnica econômica-ambiental e a elaboração do projeto de engenharia para construção da ponte. Estamos dando passos efetivos para a realização deste sonho. Reconhecemos o empenho para realizar um investimento desta grandeza”, explicou o secretário de Estado de Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto.

O secretário de Estado da Saúde (SES), Carlos Lula, frisou que “a saúde é o primeiro dos debates regionalizados e, neste evento, tratamos também de outras áreas e é essencial para observar a importância das políticas públicas. O Governo do Maranhão mudou a realidade em várias regiões do estado, fruto de um amplo trabalho. E sabemos que, melhorando a saúde, teremos melhorias também em outras áreas como o turismo e a infraestrutura”.

Na agenda da tarde, o governador Flávio Dino participou de coletiva, reuniu com classe empresarial dos ramos de logística ferroviária e de fertilizantes, dentre outras. A reunião finalizou com assinatura de acordo para viabilizar a ponte entre Filadélfia e Carolina, ligando os estados do Tocantins e Maranhão.

Participaram do momento, o vice-governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa; o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto), Roberto Pires; secretários de Estado; deputados estaduais; e prefeitos, dentre eles, o de Talismã (TO), Diogo Borges, que também é presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM).

Presidente nacional do PDT se reúne com Flávio Dino e reforça pré-candidatura de Weverton

Nesta terça-feira, 20, o Governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), se reuniu com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, com o senador Weverton e o deputado federal licenciado e Secretário de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano, Márcio Jerry.

Durante o encontro, conversaram sobre programas de governo, sobre articulação política e eleições 2022.

“Conversamos sobre o Programa Escola Digna, do Governo do Estado, lembrando sempre Brizola e Darcy Ribeiro. E dialogamos sobre conjuntura política do Brasil e do Maranhão”, disse o Governador e presidente estadual do PSB.

“Com os companheiros discutindo o futuro do Maranhão e do Brasil”, disse o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi. 

A visita reforça a prioridade total que a direção nacional do PDT tem pela candidatura de Weverton ao governo do Maranhão. O partido espera pela decisão do colegiado de partidos que fazem parte da base de Dino que, pelos critérios estabelecidos, deve escolher Weverton como candidato do grupo.

Dino acaba com praticamente todas as medidas restritivas

Em coletiva de imprensa, o Governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB) anunciou nesta terça-feira, 20, novas medidas, entre elas, ampliação da capacidade de público presente em eventos para até 400 pessoas, em ambientes abertos.

Também anunciou a liberação para o funcionamento de cinemas e teatros no estado. E a retomada das aulas na rede pública estadual, em sistema híbrido, a partir do dia 2 de agosto. Nesse sistema, parte dos alunos assiste às aulas presencialmente, enquanto outra parte, em remotamente.

Foi liberado o funcionamento de igrejas e templos religiosos com 100% de sua capacidade e plena retomada dos trabalhos presenciais na administração pública estadual, exceto para gestantes, com a ressalva de que os grupos de risco retornam 30 dias após tomar a segunda dose da vacina contra covid.

Segundo dados, o avanço da vacinação possibilitou maior flexibilização de medidas.

Governo do Estado anuncia novas medidas contra Covid-19

Nesta manhã, o governador Flávio Dino (PSB) anunciou a flexibilização das medidas restritivas de combate ao novo coronavírus no Maranhão.

Academias de ginástica e supermercados, por exemplo, estão autorizados a funcionar das 6h da manhã até a meia noite.

Os Shoppings podem operar das 10h às 22h. Já estabelecimentos comerciais, como bares e restaurantes, tiveram o horário de funcionamento prolongado mais uma vez e podem ficar abertos até a meia noite.

Igrejas e academias podem funcionar com 70% de suas capacidades. As repartições estaduais seguem funcionando com até 80% das atividades presenciais

O governador afirmou que a Secretaria de Estado da Saúde monitora o processo de disseminação no país de uma variante indiana, denominada de Delta. Porém, disse que no Maranhão não há motivos para preocupação.

Flávio lamentou o fato de, neste momento, 67 municípios não terem atingido o percentual de 85% de aplicação da vacina contra Covid, o que impede que estas cidades, conforme decreto estadual, recebam novas doses.

O Maranhão possui 324.015 casos de pacientes que testaram positivo para a doença, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pela SES. Cerca de 33.463 pacientes estão ativos. 281.296 conseguiram se recuperar e 9.256 faleceram.

Nas últimas 24 horas, 145 novos casos foram registrados na Grande Ilha de São Luís; 52 em Imperatriz; e 775 no interior do Estado.

A taxa de ocupação de leitos públicos de UTI para tratamento da doença na região metropolitana é de 81,72%; 51,39% em Imperatriz; e 61,32% no interior.

PSB deve ter disputa acirrada para deputado estadual

O Governador do Maranhão, Flávio Dino, quando assumiu a presidência do Partido Socialista Brasileiro (PSB), cuidou logo de convidar grande parte dos seus secretários e auxiliares para filiarem-se ao partido, visando as eleições de 2022.

Como uma espécie de “revoada”, os secretários e pré-candidatos a deputado estadual e federal estão indo para a legenda socialista. Acontece que já são 6 secretários. É pouco provável um único partido fazer uma bancada tão grande na Assembleia Legislativa, pela regra de hoje, sem coligação.

O secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula se filia, nesta quinta-feira (8), ao PSB. Além dele, também passarão a integrar as fileiras do partido os secretários Jefferson Portela (Segurança), Rogério Cafeteira (Esporte), Catulé Jr. (Turismo) e Marcos Pacheco (Políticas Públicas), além da presidente do Procon, Karen Barros. O esposo, deputado Duarte Jr., se filiou na legenda socialista na semana passada.

Entre eles, Jefferson deve disputar uma vaga de federal, ao lado de Duarte e Bira do Pindaré. Os demais, disputarão vagas de deputado estadual, ou seja, muita gente para poucas vagas.

Carlos Lula é o nome mais forte nome entre os novos socialistas com plenas condições de se eleger, em função do excelente desempenho que tem à frente da SES, sobretudo no período da pandemia.

Os demais brigarão muito. A legenda já possui o deputado de mandato Edson Araújo.

Flávio Dino e líderes partidários decidem que critérios objetivos definirão o candidato a governador

Nesta segunda-feira, 5, o governador Flávio Dino (PSB) reuniu, no Palácio dos Leões, com presidentes de partidos da base governista.

Durante o encontro, Flávio Dino pregou a unidade e deixou claro para os partidos e os secretários que estavam lá que não tem candidato a governador.

Segundo ele, a discussão vai começar agora e ser tomada em conjunto com os partidos até novembro. Diferente do que muitos já queriam impor que Brandão seria o candidato de Flávio. O próprio deixou claro que isso é uma inverdade.

“Nesta segunda, fiz reunião com líderes dos partidos que integram o nosso governo. Todos compareceram e fizemos ótimo debate sobre metas administrativas cumpridas e novos compromissos. A união faz a força, para seguir com políticas inovadoras e concretizando mudanças no Maranhão”, disse o governador Flávio Dino.

“Tivemos uma boa reunião hoje entre os líderes de partidos e o governador Flávio Dino, em que tratamos dos avanços conquistados no Maranhão e reafirmamos um pacto pela união”, disse o senador Weverton.

“Juntos continuaremos trabalhando pelo estado e construiremos um caminho para 2022, tendo Flávio Dino como candidato a senador. Voltaremos a nos reunir em novembro quando, uma vez definidas as regras eleitorais para 2022, decidiremos sobre a candidatura ao governo do estado”, afirmou o senador.

Na reunião, Flávio Dino confirmou sua pré-candidatura ao Senado e pediu apoio dos líderes partidários ao seu projeto.

Ficou definido que tudo começa agora e serão usados os mesmos critérios vitoriosos do grupo de 2012 a 2018, como agregação de forças políticas, pesquisas eleitorais e compromisso com uma agenda de governo que priorize os maranhenses.

Os líderes assinaram uma Carta de Compromisso. O único que não assinou foi o deputado federal Josimar de Maranhãozinho, presidente estadual do PL, que deixou o encontro antes do seu término.

Presentes no encontro, o senador Weverton Rocha (PDT); o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), o secretário da Indústria e Comércio, Simplício Araújo (SDD); e o próprio Josimar de Maranhãozinho concordaram no que se refere a apoiar o candidato a governador que atender aos requisitos estabelecidos.

“Seguimos firmes no projeto, apostando na unidade”, diz Weverton sobre reunião com Dino e Brandão

O senador Weverton (PDT) participou de uma reunião com o Governador Flávio Dino e o vice-governador Carlos Brandão.

Pela foto, fica claro a pauta da reunião: eleições 2022. Weverton e Brandão são pré-candidatos a sucessão do atual governador.

“Seguimos firmes no projeto, apostando na unidade e trabalhando pelo Maranhão”, disse o parlamentar.

A reunião foi uma espécie de prévia para a reunião de partidos marcada para está segunda-feira (5), quando os partidos do grupo dinista começam a discutir as eleições do ano que vem. A maioria, nesse momento, defende a candidatura de Weverton para o governo.