Dono da UTC-Constran revela propina de R$1 milhão a Lobão

lobaoA revista Veja revelou nomes e valores de propinas que estão no acordo de delação premiada do engenheiro Ricardo Pessoa, dono da construtora UTC. O empresário tem contratos bilionários com o governo federal e é apontado como o chefe do clube dos empreiteiros que se organizaram para saquear a Petrobras.

A Veja desta semana revela quem são os 18 figurões da República a quem o dono da UTC, em sua delação premiada, diz ter dado dinheiro. Desde a sua prisão, em novembro passado, Ricardo Pessoa ameaça contar com riqueza de detalhes como políticos graúdos se beneficiaram do maior esquema de corrupção da história do país.

Em cinco dias de depoimentos prestados em Brasília, Pessoa descreveu como financiou campanhas à margem da lei e distribuiu propinas. Ele disse que usou dinheiro do petrolão para bancar despesas de 18 figuras coroadas da República. Ao Ministério Público, Pessoa fez questão de registrar que essa caminhada foi pavimentada com propinas. Altas somas. Os detalhes estarão na edição da Veja que começa a circular neste final de semana. 

Valores
Campanha de Dilma em 2014 7,5 milhões de reais
Campanha de Lula em 2006 2,4 milhões de reais
Ministro Edinho Silva (PT) *
Ministro Aloizio Mercadante (PT) 250.000 reais
Senador Fernando Collor (PTB) 20 milhões de reais
Senador Edison Lobão (PMDB) 1 milhão de reais
Senador Gim Argello (PTB) 5 milhões de reais
Senador Ciro Nogueira (PP) 2 milhões de reais
Senador Aloysio Nunes (PSDB) 200.000 reais
Senador Benedito de Lira (PP) 400.000 reais
Deputado José de Fillipi (PT) 750.000 reais
Deputado Arthur Lira (PP) 1 milhão de reais
Deputado Júlio Delgado (PSB) 150.000 reais
Deputado Dudu da Fonte (PP) 300.000 reais
Prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) 2,6 milhões de reais
O ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto 15 milhões de reais
O ex-ministro José Dirceu 3,2 milhões de reais
O ex-presidente da Transpetro Sergio Machado 1 milhão de reais

* Como tesoureiro, arrecadou dinheiro para a campanha de Dilma de 2014

1 pensou em “Dono da UTC-Constran revela propina de R$1 milhão a Lobão

  1. O que acontece com o Programa Projovem Urbano no Maranhão? Com o palavra o Governo do Estado.

    O Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem), na modalidade urbana, visa à formação integral do jovem entre 18 e 29 anos, que não concluiu o ensino fundamental, para inseri-lo no mercado de trabalho e possibilitar a ele o exercício da cidadania. Oferece um curso de duração de 18 meses, que é realizado presencialmente e a distância. Ao participar do programa, os alunos recebem uma bolsa mensal de R$ 100,00 (cem reais).

    No Maranhão, a implementação do Programa, que era visto como um sonho, virou pesadelo, pois os inúmeros profissionais que prestaram serviços para o Governo do Estado, pasmem, não foram pagos.

    Mas como todo pesadelo se finda com o despertar do alvorecer, o mesmo se pensou que iria acontecer dada a mudança de governo, ocorrida em primeiro de janeiro de 2015. A partir dali, nascia uma esperança no coração de cada trabalhador, pois puderam contemplar a ascensão de seus defensores de outrora aos “tronos” de seus algozes do passado.

    Quem não lembra dos discursos acalorados no parlamento maranhense, cobrando uma posição da então Governadora Roseana Sarney e de seu Secretariado? Será que a mudança mudou?

    Governador, faça a verdadeira mudança e pague os professores do Programa Projovem Urbano, que estão com seus salários vencidos desde 2010. Processo n° 0000490/2012-CC – Casa Civil.

    Júlio França
    Professor do Projovem Urbano no Maranhão .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *