Pivô da crise dos laranjas, Bebianno diz a aliados que deixará governo Bolsonaro

Folha – Chamado publicamente de mentiroso pelo presidente Jair Bolsonaro em meio à crise das candidaturas laranjas do PSL reveladas pela Folha, o ministro Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral da Presidência) não conseguiu respaldo para seguir no cargo, após uma série de negociações que envolveram ministros palacianos nesta sexta-feira (15).

Bolsonaro, após se reunir com Bebianno, avisou a ele e a aliados sobre a demissão —e que a saída do ministro poderá ser formalizada na segunda-feira (18), segundo informou a coluna Painel. Já Bebianno, que presidiu o PSL durante a campanha vitoriosa de Bolsonaro, também avisou a aliados que deixará o cargo. Abordado pela Folha no hotel onde mora, em Brasília, disse que não daria declarações.

Gustavo Bebianno entra no carro ao deixar o hotel onde mora, em Brasília

Um assessor do governo que participou das conversas relatou à reportagem que o clima azedou no meio tarde, horas depois de ter ficado definido que Bebianno teria uma sobrevida no cargo. Embora tentasse um encontro pessoalmente com o presidente desde quarta-feira (13), Bebianno só foi recebido no fim da tarde, após ministros e aliados entrarem no circuito.

A conversa entre Bolsonaro e Bebianno teria sido ríspida, e o presidente chegou a deixar um ato de exoneração assinado. A gota-d’água, segundo integrantes do Planalto, foi o vazamento de diálogos privados entre Bolsonaro e Bebianno, exclusivos da Presidência, ao site O Antagonista e à revista Veja.

A temperatura da crise subiu na quarta-feira (13), quando Carlos, o filho que cuida da estratégia digital do presidente, postou no Twitter que o então ministro havia mentido ao jornal O Globo ao dizer que conversara com Bolsonaro três vezes na véspera, negando a turbulência política.

Mais tarde, no mesmo dia, Carlos divulgou um áudio no qual o presidente da República se recusa a conversar com Bebianno.

Bolsonaro, que seguia para Brasília depois de passar 17 dias internado em São Paulo após cirurgia para reconstruir o trânsito intestinal, endossou a atitude do filho —e o fez publicamente, repostando a acusação de Carlos e dizendo em entrevista à TV Record que não havia conversado com o ministro.

Na mesma entrevista à Record, o presidente disse ter determinado a abertura de inquérito da Polícia Federal sobre o esquema de candidaturas laranjas de seu partido e que, se Bebianno estivesse envolvido, “o destino não pode ser outro a não ser voltar às suas origens”, ou seja, deixar o governo.

Mudanças no trânsito do Centro a partir das 13h deste sábado. Confira!

A Avenida Silva Maia, no Centro, terá o trânsito interditado a partir das 13h de sábado (16) para construção de faixas de pedestre elevadas. A obra é executada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em parceia com a Prefeitura de São Luís completando o projeto de requalificação urbana das praças Panteon e Deodoro. No local, agentes de trânsito vão orientar os motoristas.

“O objetivo desta intervenção é completar as melhorias físicas na área do Complexo Deodoro e promover mobilidade na Avenida Silva Maia, especialmente do passeio onde é feito o embarque e desembarque do transporte urbano”, explica o secretário municipal de Trânsito e Transporte, Canindé Barros.

Serão construídas duas faixas de pedestres elevadas com acessibilidade na Avenida Silva Maia, que vai do passeio – onde há o embarque e desembarque do transporte urbano – até a Praça Deodoro. As faixas terão o mesmo nível do piso da praça para facilitar o tráfego de passageiros e serão implantadas nas duas extremidades do logradouro, sendo uma no início e outra no final – no trecho da Rua Rio Branco com Rua do Sol. Dessa forma, o trânsito que circula pela Silva Maia, descendo à Rua Rio Branco com acesso à Praça Maria Aragão, será todo desviado.

Para facilitar embarque e desembarque de passageiros, os ônibus que antes circulavam pela Rua Rio Branco terão o trajeto a partir da antiga parada do Ginásio Costa Rodrigues, fazendo contorno pela Avenida Gomes de Castro (antiga Embratel) com destino à Avenida Alexandre Moura (Parque Bom Menino). Do Parque do Bom Menino, os coletivos seguem para a Avenida Kennedy e no cruzamento com o Távola Center dobra à direita até o Tribunal Regional do Trabalho, onde contorna para o Anel Viário. A partir daí, segue em direção à Camboa, Praça Maria Aragão e Terminal de Integração da Praia Grande. Quem faz o embarque e desembarque na Rua Rio Branco e Avenida Silva Maia, provisoriamente utilizará a Deodoro.

“É mais uma ação parceira da Prefeitura e do Iphan com a finalidade de melhorar as condições de acessibilidade e segurança dos pedestres que usam o serviço público de transporte na Avenida Silva Maia. E mostra a preocupação do poder público com a segurança dos pedestres no sistema viário da área”, enfatiza o superintendente do Iphan, Maurício Itapary.

CARROS

Para veículos particulares, a interdição compreende a esquina da Rio Branco com a Rua do Sol. Permanece o tráfego de carros pequenos na Rua Rio Branco. Quem vem pela Rua dos Afogados terá acesso à via; quem vem pela Jansen Miller, o acesso será pela Praça Gonçalves Dias; e na Rua das Hortas, chegam à Rio Branco pelas vias transversais.

ALTERAÇÃO NO TRÂNSITO NO PRÉ-CARNAVAL

Por conta das prévias carnavalescas, a Prefeitura também vai fazer alterações aos sábados (dias 16 e 23), das 14h às 20h nas rotas dos veículos que descem para a Praça Maria Aragão utilizando a Rua Rio Branco. Já nos domingos o entorno da Praça Benedito Leite, onde ocorre a Feirinha São Luís, será interditado em caráter permanente durante a realização do evento.

Com a alteração, aos sábados, os veículos que, após passarem pela Deodoro e desciam a Rua Rio Branco serão direcionados à Avenida Gomes de Castro e deverão fazer o retorno na Embratel em direção ao Parque do Bom Menino, pela Avenida Alexandre de Moura. Para chegar ao Terminal da Praia Grande, na Avenida Beira-Mar, os condutores deverão seguir pela Avenida Senador Vitorino Freire, na Areinha, em direção ao Ceprama e à rotatória da Fonte do Bispo.

Os condutores que desejarem seguir em direção ao São Francisco devem pegar a Avenida Beira-Mar, pelo Viva Cidadão até o retorno semaforizado de onde serão direcionados pelos agentes para a Ponte São Francisco, considerando que a área da RFFSA estará interditada. Já o acesso à Ponte Bandeira Tribuzzi poderá ser realizado pelo Anel Viário.

Para interditar a área da Beira-Mar, equipes da SMTT bloqueiam locais como a saída da Avenida Quarto Centenário, a descida da Ponte Bandeira Tribuzzi que dá acesso à avenida Beira-Mar e à Rua Barão de Itapary, e a Avenida Beira-Mar na saída da Camboa.

Na Rua Rio Branco, a interdição acontece no cruzamento da via com a Rua Coelho Neto (nas proximidades da clínica Cegine). Também são interditadas a Rua Jansen Muller, a Travessa Jaú e a saída da Praça do Pescador, vias que dão acesso direto à Avenida Beira-Mar. Na saída da Ponte São Francisco, o trânsito é desviado para a Avenida Beira-Mar no sentido Terminal da Praia Grande.

Jornal Nacional denuncia candidatura laranja usada por Cléber Verde

Em reportagem sobre várias candidaturas laranjas como as que levaram à crise do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, o Jornal Nacional mostrou uma candidata  deputada usada como laranja do deputado federal reeleito Cléber Verde (PRB).

A candidata do partido, Marisa Rosas, gastou mais de R$ 600 mil e teve apenas 161 votos. Três gráficas receberam apenas da candidatura de Marisa Rosas R$ 540 mil. Uma das gráficas fica em Tuntum, pertence a um filiado do partido e fez material gráfico para a campanha de Cléber Verde, preasidente do PRB no Maranhão.

A direção nacional do PRB disse que determinou que os candidatos do partido deveriam assinar um termo demonstrando os gastos de campanha e se isentou de qualquer possibilidade de má gestão do dinheiro de campanha.

O deputado Cléber Verde disse ao JN que os recursos foram usados única e exclusivamente nas campanhas das candidatas. Ele alegou que a gráfica foi escolhida pela qualidade e que a candidata mostrada na reportagem é militante do partido.

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) disse que as contas da candidata estão sendo analisadas.

Gastão Vieira agradece Flávio pela articulação e revela seu primeiro projeto no retorno à Câmara

Gastão Vieira falou há pouco para o Blog sobre seu retorno ao Congresso Nacional. Gastão é o segundo suplente de sua coligação, mas pela articulação do governador, conseguiu assumir o mandato. O deputado Rubens Júnior vai para o governo e o primeiro suplente, Simplício Araújo, que já é secretário, permanece no cargo.

“Me sinto muito agradecido em voltar para a Câmara o local que eu queria estar, graças à determinação do governador Flávio Dino. Ele que fez essa costura política toda e me deu a oportunidade de ir para Brasília para ajudar o Maranhão. Ajudar a conseguir mais dinheiro, avançar no ensino técnico, na partição dos salários da educação. Vou determinado a defender os direitos fundamentais, que foram conquistas nossas nos últimos anos. Vamos dar este apoio ao governador Flávio Dino. Este mandatos erá compartilhado com ele da minha parte”, afirmou Gastão.

Licença maternidade de 1 ano

Gastão Vieira já adiantou projeto que irá apresentar na Câmara Federal aumentando a licença maternidade. Para ele, o projeto é uma forma de suprir a carência de creches em todo o país. “Eu pretendo apresentar projeto em que a mulher tenha direito de ficar um ano de licença maternidade para suprir a falta de creches e o que é fundamental, que é a criança ser bem cuidada”.

Concurso da corte momesca será neste domingo

Neste domingo (17), será eleita a Corte Momesca do Carnaval de São Luís. O concurso, realizado pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), escolherá Rei Momo, Rainha e as duas Princesas. A votação acontece a partir das 17h, no Largo do Desterro, na Avenida Vitorino Freire – bairro Desterro (Praça da Flor). O evento é aberto ao público, com entrada gratuita.

O reinado inicia com a coroação da Corte Momesca, logo após a Seletiva de Candidatos (avaliação artística), e termina após o encerramento das atividades carnavalescas na Passarela do Samba.

O candidato a Rei Momo, além de simpatia e samba no pé, deve pesar acima de 100 quilos, podendo também ser submetido à avaliação médica para cumprimento das exigências da função. As candidatas à Rainha classificadas em segundo e terceiro lugares, respectivamente, receberão os títulos de 1ª Princesa e 2ª Princesa do Carnaval 2019 de São Luís. A Corte Momesca eleita receberá a seguinte premiação: ao Rei Momo e Rainha do Carnaval serão pagos cinco mil reais e às duas Princesas escolhidas, a premiação será de três mil e quinhentos reais para cada uma.

Além do concurso, a programação é composta por apresentação do bloco tradicional Os Brasinhas, Escola Flor do Samba e grupo Feijoada Completa. Rei Momo, Rainha e Princesas serão anunciados ao som das baterias de escolas de samba e demais agremiações do Carnaval da cidade. Durante o mandato da Corte Momesca, eles participam de festas, desfiles, espetáculos públicos, shows, eventos ou festividades semelhantes, levando toda a alegria do Carnaval de São Luís.

Rubens Júnior confirmado na secretaria de Cidades

O governador Flávio Dino anunciou novos nomes que vão compor o primeiro escalão do Governo. A secretária Flávia Alexandrina assumirá a Secretaria de Gestão e Previdência. Já Lilian Guimarães assumirá a Secretaria de Transparência e Controle, antes ocupada pelo advogado Rodrigo Lago, novo titular da Secretaria de Assuntos Políticos e Comunicação.

A mudança mais impactante na política é a que já vinha sendo negociada há algumas semanas. O deputado federal Rubens Pereira Júnior (PCdoB) vai mesmo assumir a Secretaria das Cidades e Desenvolvimento e quem deve assumir o mandato é o segundo suplente Gastão Vieira (PROS), já que segundo o governador, o primeiro suplente Simplício Araújo (SD) continuará na Secretaria de Indústria e Comércio.

Simplício disse que assumirá primeiro o mandato e depois abrirá para Gastão Vieira.

Confirmação de Galdino na Cultura reforça possível mudança na Caema

Especulações sobre saída de Carlos Rogério da presidência da Caema crescem após confirmação de Galdino

O governador Flávio Dino, incomodado com as especulações sobre mudanças no governo, fez questão de confirmar com ênfase a permanência do secretário Diego Galdino na secretaria estadual de Cultura e Turismo (ou pelo menos, de Cultura, já que a discussão sobre separação das pastas segue).

O governador escreveu: “Entre varios boatos, um diz que Diego Galdino sairá da Cultura. Não há qualquer previsão nesse sentido. Ele permanece e tenho certeza de que prosseguirá o trabalho sério e eficiente que vem fazendo”.

Porém, a forte especulação desde a semana passada é que Galdino substituiria Carlos Rogério na Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema). Ao desmentir o boato apenas confirmando Galdino o governador mantém a possibilidade de mudança na Caema. E o espaço é bom. Os partidos estão de olho.

Adriano muda de nome pela terceira vez

Em entrevista ao programa Os Analistas, da TV Guará, o novo secretário estadual de esportes, Rogério Cafeteira, fez uma curiosa revelação: com a retirada do sobrenome Sarney, é a terceira vez que o deputado Adriano muda de nome.

O secretário revelou que o nome de batismo de Adriano era José Sarney Neto. Inclusive, quando pequeno era chamado de Sarney Neto, nome político que acabou sendo usurpado pelo sobrinho de José Sarney que também foi deputado estadual.

Por volta dos 17, 18 anos, José Sarney Neto incluiu o Adriano, nome do bisavô, passando a se chamar José Adriano Cordeiro Sarney.

Por enquanto, Adriano está retirando o Sarney apenas das marcas oficiais, mas, comenta-se que irá de fato mudar o nome oficialmente retirando o sobrenome Sarney passando assim pela terceira mudança de nome. E assim, o sobrenome Sarney sumiria de fato e direito de todos os cargos eletivos.

Ao mostrar mais escolas, Felipe Camarão alfineta Wellington do Curso

O secretário estadual de educação, Felipe Camarão, cutucou o deputado estadual Wellington do Curso nesta quinta-feira (14), ao tratar das entregas feitas pela pasta. Camarão publicou no Twitter: “Ô da bicicleta, só esta semana QUATRO ESCOLAS, DOIS FARÓIS E UMA QUADRA POLIESPORTIVA COBERTA com academia da saúde. Não vai perder as contas”.

A referência é clara para o tucano que começou esta legislatura chegando de bicicleta na Assembleia Legislativa, apenas no primeiro dia de sessão. Depois, ninguém mais viu o deputado aparecer para sessão em sua bike.

A pasta de Camarão tem sido o principal alvo de Wellington, que afirma que o programa “Escola Digna” é só propaganda e o governo não reformou o número de escolas que diz ter reformado.

Ainda na legislatura passada, Felipe Camarão enviou as informações à Assembleia Legislativa e ainda acompanhou os deputados da comissão de educação – inclusive Wellington – em visita a uma escola da capital.

Presidente da AGEM visita locais onde serão implantados projetos do governo em Morros

O presidente da Agência Executiva Metropolitana (AGEM), Lívio Jonas Mendonça Corrêa, em companhia do secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), Marcelo Coelho, esteve na cidade de Morros para conhecerem, in loco, as áreas onde serão implantados o Parque Natural Municipal das Águas e a Avenida Pôr do Sol. Os gestores foram recebidos pelo prefeito Sidrack Feitosa, pela secretária municipal de Meio Ambiente, Maria da Saúde Ribeiro, e pelo presidente da Câmara de Vereadores, Fábio Lisboa.

Os projetos que serão implantados em Morros fazem parte de um conjunto de ações do Governo do Estado. Serão executados pela SEMA (Parque Natural Municipal das Águas) e pela AGEM (Avenida Pôr do Sol). “Para isso teremos a parceria da Prefeitura Municipal de Morros”, destacou Lívio Corrêa.

Os projetos irão incrementar a economia da região, sobretudo no que se refere ao turismo. “São obras que irão ampliar o leque de belezas naturais de Morros, que já atrai turistas tanto do Maranhão, quanto de outras cidades”, enfatizou o presidente da AGEM.

Outras ações

Além da visita técnica aos locais dos projetos, os secretários e representantes políticos participaram da assinatura do Termo de Habilitação entre a Prefeitura de Morros e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais. Este documento, assinado por Sidrack Feitosa e Marcelo Coelho – tendo o presidente Lívio Corrêa como uma das testemunhas – vai permitir ao município proceder com cadastro, fiscalização, monitoramento e licenciamento de atividades ou empreendimentos que possam causar impacto ambiental à cidade.

Pelo termo assinado, Morros ficará responsável pela emissão de pareceres técnicos quando solicitado pelo Estado ou pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais (IBAMA) a respeito dos licenciamentos ambientais de empreendimentos e atividades que possam causar impacto ambiental. “Também caberá ao Município exercer o efetivo poder de polícia face às atividades e empreendimentos realizados sem a devida licença, além de realizar a capacitação de pessoas envolvidas nas atividades do referido termo”, explica Sidrack Feitosa.

O prefeito avaliou como positiva a parceria, destacando o grau de relacionamento entre Estado e Município, o que vem trazendo diversos benefícios. “Um enorme progresso para Morros que, em 120 anos, jamais viu um avanço tão significativo em prol da preservação e fiscalização do nosso potencial natural. Esse termo de habilitação visa também melhorar a qualidade de vida do cidadão e em breve teremos também nosso Parque Municipal das Águas, outra grande conquista”, comemorou.

Para o secretário Marcelo Coelho, o acordo firmado entre as duas partes significa um grande avanço na área, visto que o município ganha autonomia de licenciamento “e também fortalece a gestão ambiental e aumento da arrecadação”, acrescentou o secretário da SEMA.