Paula Azevedo paga reajuste salarial de Agentes Comunitários de Saúde e Endemias

Após investir maciçamente na educação de Paço do Lumiar, a prefeita Paula Azevedo também tem investido na saúde. Agora agentes comunitários de saúde (ACS) e agentes de combate às endemias (ACE) do município contam com reajuste salarial, um direito que garante mais reconhecimento e mais dignidade para a categoria.

O pagamento, já com reajuste salarial, aconteceu nesta quinta-feira (11), obedecendo a Emenda Constitucional nº 120, de maio de 2022, que estabelece o pagamento de R$ 2.424,00 do piso dos agentes comunitários de saúde (ACS) e de combate a endemias (ACE). Estima-se que mais de 250 agentes comunitários de saúde (ACS) e agentes de combate às endemias (ACE) recebam o reajuste.

A Prefeita Paula Azevedo disse reconhecer a importância desses profissionais para a manutenção de serviços básicos de saúde. “Esses profissionais são fundamentais na promoção da saúde e na prevenção das mais diversas doenças, pois são eles que acompanham cada luminense de casa em casa, fazendo busca ativa e auxiliando em cada necessidade médica, então mais do que justo dar a eles o reajuste”, enfatizou a prefeita.

Além dessa medida, Paula pretende ainda realizara no próximo dia 02 de setembro a entrega de kits com uniforme para a todos os Agentes Comunitários e Agentes de Endemias, além de vários profissionais ligados a coordenação de Zoonoses.

O kit tem em sua composição: bolsas, calças, coletes, camiseta manga longa, camiseta manga curta e bonés.

A entrega deste fardamento representa mais uma ação de valorização e reconhecimento destes profissionais.

Entenda porque o governo insiste em fingir que seu candidato laranja é seu verdadeiro adversário

Pacto entre Brandão e Lahesio tenta fragilizar Weverton no segundo turno.

O porta-voz do governador Flávio Dino voltou ao enredo que tenta desesperadamente emplacar: a falácia de que o verdadeiro adversário do atual governador Carlos Brandão é o ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim, e não o senado Weverton.

A história que vem sendo repetida à exaustão é reforçada com pesquisas forjadas no porão do Palácio dos Leões com manchetes querendo o tempo todo estimular um “crescimento” do ex-prefeito a ponto de tirar Weverton do segundo turno das eleições.

Por que mesmo o governo sabendo que não há mais o que fazer e o segundo turno será entre Weverton e Brandão ele insiste no discurso? Tem uma lógica.

Brandão cedeu sua marqueteira para Lahesio Bonfim. Ele confia que com uma cristalização de um percentual de voto bolsonarista no ex-prefeito ele já esteja consagrado com cerca de 12% do eleitorado. Se ele cativar mais algum eleitor para fora do que está cristalizado, existe grande chance de tirar votos de Weverton e deixá-lo menor em um segundo turno. Lahesio não fala mais do atual e nem do ex-governador e se afasta de Bolsonaro. O marketing de Brandão cedido para sua campanha crê que mesmo com o afastamento ele não perde o voto cristalizado e pode beliscar algo fora do bolsonarismo. Como Lahesio tem servido de linha auxiliar do governo, poderia inclusive estar fortalecido e apoiar Brandão no segundo turno, o que  seria a cartada final para tentar uma vitória.

Mas por que o discurso do ex-governador não consegue reverberar e ter impacto? Porque não tem o mínimo de lógica.

Como o governo pode dizer que Weverton está morto e seu adversário é Lahesio se toda a estrutura de comunicação bancada pelo governo é utilizada para atacar ferozmente o candidato do PDT?

Qual a lógica do programa de rádio oficial do governo, dos quatro principais blogs governistas e do jornal impresso oficial passarem 24 horas por dia batendo no candidato que “está morto e não vai pra lugar nenhum” e tratarem o principal “adversário” com flores e tapete vermelho?

Basta ler o panfleto na internet criado pelo governo exclusivamente para fazer campanha chamado “Diário 98”. O site bate diariamente no candidato do PDT que não vai pra lugar nenhum e joga loas para o “candidato que vai enfrentar Brandão no segundo turno”.

O esforço retórico do marketing do governo para fingir que seu adversário é Lahesio é desmentido pelo próprio posicionamento de sua mídia.

População de Ribamar contribui com orçamento do município

A Prefeitura de São José de Ribamar realizou nesta quarta-feira (10), a audiência pública do Orçamento Participativo para elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2023. O evento foi realizado no IFMA, Campus São José de Ribamar.

A audiência pública tratou de quatro temas importantes: Saúde, Educação, Assistência Social e Infraestrutura. Os assuntos debatidos foram definidos por meio de uma consulta pública, realizada no site oficial da prefeitura.

O presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, Edilson Souza, relatou que a participação da população é importante. “A prefeitura ouve a população e aplica as sugestões. Todos os anos essa audiência tem que acontecer, porque os moradores sabem o que de fato acontece em cada comunidade”.

Segundo a secretária adjunta de Finanças, Geane Paulino, a audiência pública serve para cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal. “A gestão ouve a população e aplica o orçamento de forma mais eficaz, nas áreas sugeridas por eles”, destacou.

De acordo com o secretário de Planejamento, Administração e Finanças, André Siqueira, a população contribui desde o mês de abril.

“Com essas sugestões da participação online e as que foram feitas aqui nesta audiência, vamos realizar uma LOA que será precisa na resolução de grande parte dos problemas do município”, disse.

A LOA é uma lei de iniciativa do poder executivo que tem o objetivo de estabelecer as receitas e despesas previstas para o ano seguinte. Nela, consta o planejamento de serviços, gastos de obras e os serviços prioritários, de acordo com a previsão de recebimento de recurso.

Weverton recebe carta de compromisso sobre produção agrícola da região metropolitana

Com a presença de cerca de 32 representantes de comunidades da Zona Rural de São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar, foi realizado na noite de quarta-feira (10), na sede da Fetaema, o Encontro sobre Política Agrícola e Abastecimento. Na ocasião foi entregue ao candidato ao governo do Maranhão, Weverton Rocha (PDT), uma carta compromisso com pontos que tem por objetivo promover o aumento da produção na agricultura com ações de fortalecimento por meio da Assistência Técnica, pesquisa, capacitação e apoio à comercialização dos produtos oriundos da agricultura familiar, entre outros temas. A carta foi lida por Leandra Leal, presidente da Associação dos Agricultores do Cabral Miranda, Zona Rural de São Luís. O encontro foi organizado pelo vereador, e ex-secretário Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Ivaldo Rodrigues.

Weverton Rocha recebeu a carta e falou aos presentes que sabe dos problemas enfrentados no setor de produção agrícola e abastecimento no Maranhão e destacou que, na sua caminhada pelo estado, este tem sido um ponto que sempre tem abordado.

“Tenho rodado todo o Maranhão e onde chego visito feira e conversado com os produtores e a resposta é sempre a mesma. Os produtos comercializados nas feiras e mercados não são oriundos do nosso Estado. O Maranhão, este estado com terras tão produtivas e muitos recursos naturais, não produz nem o cheiro verde que consome. É preciso mudar esse panorama e nós vamos mudar. Esta carta que a Leandra estava lendo tem muitos pontos já presentes em nosso plano de Governo. Vamos criar oportunidades para os homens e mulheres do campo e vamos buscar meios destes produtos gerarem renda para os produtores e chegarem à mesa da nossa população”, disse Weverton Rocha que falou que, se eleito, vai montar uma mesa de conversa com os municípios da grande Ilha, para dialogar sobre metas e soluções para as demandas da região. Weverton também falou de projetos para geração de emprego e renda para a população.

“Sempre falo que o que teve de bom em governos anteriores vamos melhorar e ampliar, como é o caso do programa Primeiro Emprego. Acho esse programa de suma importância para a nossa juventude, que muitas vezes não consegue uma colocação no mercado de trabalho por falta de experiência”, disse Weverton Rocha que também falou sobre reinserção de mulheres no mercado de trabalho
.
“Teremos também o programa Segunda Chance, direcionado para mulheres, acima de 40 anos, que saíram do mercado de trabalho e necessitam, e querem, retornar. Vamos fazer parcerias com empresas e bancar a metade do salário destas mulheres, que assim retornam ao mercado de trabalho o que vai contribuir na sua renda familiar. É para isso que eu quero ser governador do Maranhão. Para gerar emprego e renda para a nossa população. Para fazer o nosso estado produzir e essa produção levar comida para a mesa da nossa população. Quero ser governador para dar oportunidade para os nossos jovens. E para isso conto com a ajuda do apoio e colaboração de todos vocês”, disse Weverton Rocha.
Também participaram do encontro Liviomar Macatrão, secretário Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento; Angela Silva, presidente da Fetaema; secretários de abastecimento, vereadores e lideranças rurais de São Luís, Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar.

Magno Bacelar está na lista de fichas-sujas do TCU e pode ficar inelegível

O Tribunal de Contas da União entregou nesta quarta-feira (10) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a relação de gestores e ex-gestores que tiveram as contas julgadas irregulares pela Corte de Contas nos últimos oito anos. Os nomes na lista estão, a princípio, inelegíveis para as eleições deste ano.

Uma pessoa que tenha as contas julgadas irregulares, em julgamento do qual não cabe mais recurso, nos oito anos anteriores a uma eleição, pode ser declarada inelegível pela Lei da Ficha Limpa.

O documento contém 6.804 nomes e, destes, 617 são do Maranhão.

Analisando a lista, o blog identificou apenas o nome do ex-deputado e ex-prefeito de Chapadinha, Magno Bacelar, o Nota 10, entre os registraram candidatura e estariam inelegíveis. Magno Bacelar concorre a deputado federal pelo PP.

Magno teve contas rejeitadas com trânsito em julgado em 4 de março deste ano. Assim, ficaria inelegível até 4 de março de 2030.

O ex-prefeito de Imperatriz, Ildon Marques, também está na lista. Mas ele não se candidatou este ano. Ildon está apoiando Kekê Teixeira (MDB) para deputado estadual e Rodrigo Brasmar (PP) para federal.

Outras figuras conhecidas que estão com a ficha suja são os ex-prefeitos de Paço do Lumiar, Bia Venâncio e Gilberto Aroso, que também não serão candidatos.

Quem também continua com a ficha suja é o ex-prefeito de Santo Antonio dos Lopes, Eunélio Mendonça, marido da deputada Ana do Gás.

A ex-prefeita de Bom Jesus das Selvas, Cristiane Damião, que foi muito cotada para ser vice na chapa de Edivaldo Holanda Júnior mas acabou não sendo indicada, também está na lista de fichas sujas do TCU.

Inelegibilidade por contas irregulares

Segundo explica o TCU, cabe à Justiça Eleitoral declarar a inelegibilidade de um candidato, com base nos critérios definidos na Lei da Ficha Limpa.

Em ano eleitoral, o papel do TCU se restringe a enviar ao TSE a lista de pessoas físicas que tiveram suas contas julgadas irregulares nos últimos oito anos que antecedem a eleição.

Segundo o TSE, quando uma candidatura é registrada, o juiz eleitoral analisa se o ato é válido ou não, e um dos critérios usados é justamente a lista do TCU.

Pista de atletismo do complexo do Castelinho abandonada

Atletas profissionais e amadores reclamam da falta de manutenção há anos da Pista de Atletismo Professor Furtado, no Complexo Esportivo Canhoteiro, em São Luís. A praça esportiva está sem reforma há anos e tem sua estrutura comprometida por conta de uma erosão que põe em risco também a integridade física dos atletas.

Parte da pista caiu e os frequentadores alertam para problemas ainda maiores que podem aparecer. A reclamação é antiga e com o passar do tempo, só piora.

As demandas são antigas e os problemas aumentam ao passar dos anos no Complexo Esportivo Canhoteiro.

O governo não cuida nem desta que deveria ser a principal praça esportiva do estado para atender atletas profissionais e amadores de diversas modalidades, imagine as praças menores. O complexo não tem suportado a falta de manutenção. O Ginásio Castelinho teve parte do teto desabado em 2019, a piscina olímpica está há anos sem manutenção, entregue à sujeira e servindo de criadouro para o mosquito Aedes aegypti.

A pasta de esportes que antes era comandada pelo candidato a deputado estadual Rogério Cafeteira hoje tem como titular Naldir Lopes, indicado do deputado Fábio Macedo.

Carlos Lula lamenta fraqueza do Ministério da Saúde para conter casos de monkeypox

Nas redes sociais, o ex-secretário de Estado da Saúde e ex-presidente do Conass, Carlos Lula, destacou a falta de ação rápida do governo federal para reduzir a transmissão do vírus monkeypox no Brasil. Nesta quarta-feira (10), o Maranhão registrou o primeiro caso positivo.

“Como sempre lamentamos a resposta tardia do Ministério da Saúde a uma emergência de saúde global. Afinal de contas, cadê a vacina?”, escreveu Carlos Lula.

Apenas ontem (9), o Ministério da Saúde resolveu colocar o país em nível máximo de alerta e lançar um plano de contingência. A medida acontece quase 20 dias após a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarar emergência de saúde global.

“Na escalada de casos no país, o Ministério conseguiu acabar com o gabinete de crise para observar a doença e depois foi obrigado a reabri-lo. São os piores da história. Com alguma folga”, criticou.

Enquanto o governo brasileiro ainda negocia a compra de vacinas, os Estados Unidos já aplicam as doses desde o mês de julho.

Fernando Pessoa confirma que segue no grupo de Weverton

O Prefeito de Tuntum, Fernando Pessoa (PDT), nesta quarta-feira (10), reafirmou seu apoio ao candidato a Governador do Maranhão Weverton (PDT).

“Estamos juntos nessa luta meu amigo Weverton! Quero lhe agradecer também por tudo o que você já fez pelo nosso município, saiba que sou eternamente grato”, disse o Gestor Municipal em redes sociais.

Fernando Pessoa segue junto ao grupo do candidato Weverton, mas apoiará para o Senado Federal o ex-governador Flávio Dino.

“Caminharemos lado a lado para o elegermos o próximo Governador do Estado do Maranhão! Vamos em frente, o treino acabou, agora é hora do jogo. Foguete não dá ré”, concluiu o prefeito.

Mês da Advocacia é celebrado pela OAB/MA com várias conquistas para a classe

Ao celebrar o dia do Advogado e Advogada, a gestão Ordem Maranhens conduzida por Kaio Saraiva celebra a efetivação de cerca de 31% das oito diretrizes de gestão que contemplam mais de cem propostas apresentadas. A gestão de Saraiva é marcada pelos reencontros, principalmente, os presenciais, que acontecem na Casa do Advogada e Advogada por todo o Maranhão.

Foram diversas conquistas, com modernização, qualificação e valorização da advocacia, alcançadas pelo trabalho em conjunto da Diretoria, Conselheiros Seccionais e Federais, Presidentes de Subseções e Comissões, ESA, TED e da CAAMA. “Muitos foram os avanços nos últimos anos, hoje o nosso objetivo é buscar a democratização de nossa instituição e a interiorização da nossa Ordem”, afirma o presidente da OAB/MA, Kaio Saraiva.

Entrega de sede e salas, seminário, compromissos, combate à violência contra a mulher, eventos esportivos e confraternização compõem a programação em comemoração ao Mês da Advocacia. A programação é desenvolvida por meio das comissões da OAB/MA e da Caixa de Assistência dos Advogados do Maranhão (CAAMA).

A gestão celebra 31% de propostas efetivadas e inúmeras outras conquistas. Dentre elas:

Manutenção das Varas Trabalhistas em Açailândia, Timon e Pedreiras;
Ampliação da profissionalização do Sistema;
Destaque para o trabalho da advocacia maranhense na aprovação do novo Estatuto da Advocacia (Lei 8.906/1994);
+ 8.346 advogados certificados pelos cursos da ESA no Maranhão;
+ 600 horas de capacitação;
+ 20 temáticas abordadas;
05 pós-graduação gratuitas;
+ 1.700 novos profissionais no mercado que passaram pelo projeto Bem Vindos;
Criação da Diretoria de Capacitação da Jovem Advocacia;
Promoção de programas de qualificação para atuação em ambiente virtual.
Vistoria da Comissão de Fiscalização da Atividade Profissional;
Criação dos Núcleos Regionais das Prerrogativas no interior.
Solicitação junto ao TJMA para criação de mais Varas Judiciais no Maranhão;
Entrega do auditório da OAB/MA;
Cobrança à PGE a regularização dos precatórios do Maranhão;
Solicitação para desburocratizar e normalizar o pagamento das advogadas e advogados dativos;
Criação da Diretoria de Capacitação da Jovem Advocacia;
Promoção de programas de qualificação para atuação em ambiente virtual.
Em breve lançaremos 05 pós-graduação gratuitas;
Campanha Advocacia Sem Assédio;
Defesa da igualdade de gênero por meio das ações afirmativas
Câmara Municipal de São Luís;
Extinção da Anuidade da Caixa de Assistência dos Advogados do Brasil;
Ampliação do Auxílio Maternidade pela CAAMA: menos burocracia para acessar o benefício;
Descontos para a criação de sociedade de Jovens Advogados;
Atuação de mais de 50 Comissões Temáticas garantindo direito à classe e a sociedade;
Testagem e aplicação de Vacina contra a Covid 19 e da gripe H1N1 para a advocacia e seus familiares;
Orientação Profissional por todo o Estado entre tantas outras.

Em resposta sobre seu patrimônio, Lahesio distorce com fatos de 2020 e diz que ficou milionário com a a medicina

O candidato a governador Lahesio Bonfim mostrou mesmo que está acuado e não tem argumentos para se defender sobre o aumento gigantesco do seu patrimônio, que saltou de R$ 2,2 milhões para R$ 4,6 milhões em dois anos.

Em sua resposta, Lahesio fez questão de misturar fake news que teria sofrido de seus adversários em São Pedro dos Crentes nas eleições de 2020 com fatos atuais e, para justificar seu patrimônio, afirma que sua fortuna foi conquistada com 20 anos de medicina.

“Em eleições anteriores, o Dr. Lahésio foi alvo de outras fake news em relação ao seu patrimônio, quando  usaram documento oficial do TSE falsificado, com o objetivo de denegrir o nome do prefeito que ficou conhecido nacionalmente pelo seu modelo de gestão e a sua recondução ao cargo com 90,11% dos votos. ‘outra, falam da minha declaração de bens, mas falem que fizeram um fake, que pegaram os meus bens, multiplicaram por dois, por três, para aumentar meus bens e assustarem a população'”, diz a nota do candidato do PSC.

A fake news que Lahesio se refere, é que teria usado prints falsos de sua declaração dobrando bens na eleição de 2020 em sua cidade. É uma tática retórica de usar alguma mentira contra ele utilizada em uma campanha anterior para misturar tudo como se fosse a mesma coisa e tentar descredibilizar o fato real.

O fato real é claro e cristalino. Em 2020, o patrimônio declarado era de R$2.271.000,00. Em 2022, passou a ser de R$ 4.614.637,82. É essa a questão.

Como ele pode dizer que ficou milionário com a medicina, se em 2016, quando foi eleito prefeito pela primeira vez ela havia declarado ter R$1.085.000,00, sendo duplicado quatro anos depois e duplicado novamente dois anos depois?

Apenas entre 2020 e 2022, Lahesio teria que ganhar uma média mais de R$ 97 mil por mês sem gastar nada. Qual médico tem esses rendimentos?