Diálogo por consenso entre os principais líderes do grupo dinista

O governador Flávio Dino (PCdoB) tenta, de todas as formas, construir um consenso no seu grupo em relação a escolha do candidato a governador para as eleições de 2022.

Um fato a destacar são as aparições dos pré-candidatos em eventos recentes. E agora as reuniões de membros do alto escalão de ambos os “lados” afim de costurar essa unidade, dialogando para chegar a um consenso.

Recentemente, o senador Weverton, pré-candidato ao governo, recebeu a visita do secretário-chefe da Casa Civil e aliado de Brandão, Marcelo Tavares. Não foi divulgado a pauta, mas todos especulam que trataram das eleições e da unidade do grupo.

Por outro lado, o vice-governador Carlos Brandão, também pré-candidato ao governo, recebeu a visita do presidente estadual do PCdoB, deputado federal licenciado e secretário de Cidades e Desenvolvimento Urbano Márcio Jerry.

Jerry é o home forte do governo, braço forte de Flávio Dino e tem uma maior aproximação com Weverton.

Segundo ele, todos os integrantes da base de sustentação política do governo que se sintam em condições de disputar o governo e 2022 tem legitimidade para pleitear a candidatura, porém adianta que este debate ainda não está posto.

O fato é que os dois estão declaradamente em campanha junto lideranças e prefeitos visando se cacifar para o momento em que o governador decidir bater o martelo.
Em entrevista que concedeu ao jornalista George Marques, Jerry deixou claro que o momento é de dialogar, buscar o consenso, assegurar a unidade e consequente evitar um racha no grupo que venha prejudicar o projeto que está sendo desenvolvido desde que 2014.

O secretário observou ainda que a realidade aconselha seguirem juntos para continuar vencendo e ajudando o Maranhão a ser um lugar melhor para todos. Diante que foi exposto pelo dirigente comunista, resta aos dois pré-candidatos baixarem as armas, procurar o entendimento, buscar o consenso e evitar fissuras que possam colocar em risco a unidade do grupo.

Carlos Lula diz que navio não passou pela Índia e chance de nova variante é muito pequena

Nesta segunda-feira, 17, o secretário de Estado de Saúde, Carlos Lula, concedeu uma entrevista ao programa Ponto Continuando, da Rádio Educadora AM e falou sobre vacinação, casos de covid-19 e CPI no Senado.

Sobre o caso do navio “Mv Shandong da Zhi”, que foi fretado pela Vale para transportar minério de ferro e está ancorado na costa maranhense. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que um homem de nacionalidade indiana, de 54 anos, foi internado em um hospital da rede privada de São Luís com sintomas do novo coronavírus (Covid-19). Lula disse que a equipe da Secretaria está acompanhando o caso e que cabe a Anvisa fiscalizar os portos, mas que a SES se colocou à disposição.

Segundo ele, a pessoa foi insolada e está em observação. Ele explicou que o navio não veio da Índia, portando, está desacatada essa variante.

As informações são da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que atualizou os números após outros 12 tripulantes testarem positivo para a doença dentro do navio. A SES também informou que todos estão sem sintomas e seguem isolados dentro da embarcação.

Os outros três tripulantes apresentaram sintomas e foram internados no Hospital UDI, em São Luís. Eles estão em uma ala separada e isolados. O quadro de saúde deles é estável.

Sobre a vacinação, Lula disse que solicitaram ao Ministério Público a liberação da vacinação para pessoas abaixo de 60 anos, por meio de seus planos de saúde.

O gestor disse que a vacina Astrazema é reconhecida pela Anvisa e Ministério da Saúde e explicou que a probabilidade de desenvolver trombose é mínima. “Não vacinar não é um ato contra você, mas um ato contra a sociedade”, disse o secretário de Saúde.

Questionado sobre o apagão das vacinas, Lula disse que as próximas semanas serão difíceis em relação a vacinação. Para ele, a postura irracional do presidente Jair Bolsonaro tem dificultado a aquisição de doses de vacinas. Os estados tem recebido doses mínimas em comparação a necessidade.

Em relação aos casos e óbitos de Covid-19, o Governo do Estado tem mantido a estrutura de hospitais de campanha. O secretário afirmou que é ilusão sobre a diminuição, que apenas foi estabilizado. Segundo ele, ainda existe um número alto de casos no estado.

“A CPI ainda vai dar uma dor de cabeça para o governo federal”, disse o secretário de Saúde do Maranhão sobre a CPI do Senado da Covid-19. Para ele, o fundamental da comissão é esclarecer os fatos durante a pandemia.

PCdoB deve se fundir ao PSB e ter novo nome do novo

As conversas para uma possível fusão entre PSB e o PCdoB estão adiantadas as.

No último final de semana, a direção nacional do PCdoB, que contou com a participação do governador Flávio Dino, discutiu a tese.

A princípio, o PCdoB se incorporaria ao PSB e os comunistas assumiriam, de início, o comando de seis estados, hoje controlados por socialistas mais ligados ao bolsonarismo.

O acordo já está praticamente fechado, restando apenas a distribuição dos diretórios nos estados.

O resultado da fusão entre PSB e PCdoB, pode ter um novo, existem duas opções: FÉ (Frente da Esperança) ou Socialistas.

O acordo seria que o novo partido apoiaria a candidatura de Lula à Presidência e teria Flávio Dino candidato ao Senado no Maranhão.

Mais de 12 mil cestas básicas são entregues pelo Programa Comida na Mesa

O programa Comida na Mesa realizou, nesta segunda-feira (17), a entrega de mais de 12 mil cestas básicas a 10 municípios. A ação garante dignidade e segurança alimentar às famílias maranhenses e incentivo à agricultura familiar.

O governador Flávio Dino destacou que o programa Comida na Mesa é um complemento à rede de assistência do Governo do Estado no combate ao Coronavírus.

“Realizando entrega de grande importância para garantir que dois eixos principais da nossa ação nesse momento, em primeiro lugar, cuidar da saúde pública, garantir que haja vacina, vacinação, assistência hospitalar a nossa população, mas também cuidando do socioeconômico, na dimensão dos investimentos, obras pra geração de empregos e também essas ações de assistência e segurança alimentar. Nós temos restaurantes populares, todos os dias servindo 40 mil refeições, também todas as semanas 12 cestas básicas, hoje mais 12 mil cestas básicas entregues aos municípios e muito rapidamente, tenho certeza, chegarão as famílias que mais precisam”, disse Flávio Dino.

O secretário da Secretário das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Márcio Jerry, ressaltou a importância do programa Comida na Mesa, sobretudo no período de crise socioeconômica causada pelo Coronavírus.

“Governador Flávio Dino tem feito um bom trabalho”, diz senador Weverton

Em artigo, o senador Weverton (PDT), disse que “o governador Flávio Dino tem feito um bom trabalho para melhorar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos municípios mais pobres do Maranhão. Merece destaque o forte investimento em educação, cujos resultados positivos terão repercussão não apenas no IDH, mas também na renda da nossa população”, destacou.

Para ele, no entanto, desenvolvimento não se resolve em pouco tempo. “Há, pela frente, um esforço grande a ser feito para que possamos modificar o perfil socioeconômico do estado”, completou.

O parlamentar destacou que “o Maranhão tem potencial para atrair muitos investimentos e é importante nos prepararmos para que isso aconteça de forma que todos sejam beneficiados e de forma a interiorizar esses ganhos”.

Ele finalizou que as bases estão criadas, e é preciso avançar ainda mais em um projeto de crescimento sustentável e inclusivo, que torne o Maranhão não apenas um estado potencialmente rico, mas um lugar em que as pessoas possam usufruir das riquezas.

Bruno Covas, prefeito de São Paulo, morre vítima de câncer

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), morreu às 8h20 deste domingo (16) aos 41 anos, em São Paulo, informou a prefeitura, em nota. Desde 2019, ele lutava contra um câncer no sistema digestivo com metástase nos ossos e no fígado. Deixa o filho Tomás, de 15 anos.

Covas estava internado no Hospital Sírio-Libanês, no Centro da capital paulista, desde 2 de maio, quando se licenciou da prefeitura. Na sexta-feira (14), ele teve uma piora no quadro de saúde e a equipe médica informou que seu quadro havia se tornado irreversível.

Flávio Dino anuncia novas medidas contra Covid-19

Em coletiva nesta sexta-feira (14), no Palácio dos Leões, o governador Flávio Dino anunciou novos grupos prioritários para receber a vacinação contra Covid-19.

O chefe do executivo estadual informou o retorno ao trabalho de pessoas do grupo de risco que já vacinaram, divulgou a chegada de novo lote de vacinas Coronavac, prorrogou medidas sanitárias e atualizou o cenário da doença no Maranhão.

Pessoas em situação de rua, caminhoneiros e profissionais dos transportes rodoviário, ferroviário, aéreo, aquaviário e portuário são os novos grupos prioritários para vacinar contra a Covid-19.

Novas vacinas chegam ao Maranhão até segunda-feira (17). Trata-se de lote da Coronavac, que será distribuído a 33 municípios maranhenses para aplicação da segunda dose.

Na vacinação dos profissionais da educação, o estado obteve o melhor desempenho proporcional do Brasil, com 83 mil imunizados.

Na rede estadual, haverá reunião com gestores; e quanto ao ensino superior, o governador lembrou que há a autonomia das instituições para definir. Paralelamente, o Governo segue a vacinação dos grupos determinados pelo Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde.

Flávio Dino anunciou que pessoas do grupo de risco que já foram vacinadas podem retornar ao trabalho após 30 dias – exceto gestantes. A medida vale para setores públicos e privados. As medidas vigentes permanecem até dia 24 de maio. Portanto, escolas públicas manterão aulas na modalidade online; escolas privadas no modelo hibrido (online e presencial); indústria e comércio (incluindo academias), das 9h às 21h; bares e restaurantes, até às 23h; supermercados de 6h à 0h; delivery até 23 horas. Os estabelecimentos devem funcionar com 50% da capacidade.

Eventos com 50 pessoas estão permitidos; música ao vivo, a partir deste sábado (15); eventos com até 100 pessoas, a partir da segunda-feira (17); administração pública estadual e igrejas, funcionam com 50% da capacidade; e demais protocolos sanitários – uso de máscaras, distanciamentos social – continuam obrigatórios.

Execução de obras viabilizadas por emendas parlamentares é pauta de reunião entre Othelino e Márcio Jerry

Com o objetivo detratar sobre a execução de emendas parlamentares e de ações estratégicas do Governo do Estado em benefício dos municípios maranhenses, o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), reuniu-se, nesta sexta-feira (14), com o secretário de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), Márcio Jerry.

O deputado disse que, como boa parte das emendas são destinadas à Secid, é importante manter o diálogo para que elas sejam executadas da melhor forma possível.

“Tratamos, ainda, sobre ações estratégicas do Governo do Estado em diversos municípios, em especial, o programa Mais Asfalto, que já tem quase sete anos de duração, contribuindo significativamente com a melhoria da mobilidade urbana de muitas cidades”, disse Othelino Neto.

Márcio Jerry agradeceu a visita do chefe do Legislativo Estadual e reforçou a relação harmoniosa com o Parlamento maranhense, colocando-se à disposição da Casa do Povo e dos deputados.

“Reafirmo nosso compromisso de estar sempre ao lado da Assembleia Legislativa do Maranhão, muito bem conduzida pelo deputado Othelino. Vamos seguir juntos e dialogando sempre com o Parlamento, trabalhando na execução das emendas parlamentares e de muitas outras ações de interesse dos municípios maranhenses”, disse o titular da Secid.

Braide paga primeira parcela do 13º salário do servidor de São Luís amanhã

O prefeito de São Luís Eduardo Braide (Podemos) utilizou as redes sociais para anunciar o pagamento da antecipação da primeira parcela do 13º salário do servidor público municipal para amanhã, 15.

“Nesse momento, essa antecipação é uma importante ajuda pro nosso pessoal, além de incentivar o comércio e serviços em nossa cidade”, disse o prefeito Braide.

Braide mostra sensibilidade com a situação das famílias dos servidores, no momento de crise agravada pela pandemia. E, desta forma, também, injeta recursos para ‘girar a roda’ da economia na capital maranhense.