Diferença: São Paulo tem promessa de frota de ônibus com ar condicionado e Wifi até 2020

São Paulo de Dória: menos de 10% de ônibus com ar condicionado e promessa difícil de 100% até 2020. São Luís de Edivaldo: mais de 50% de ônibus refrigerados e entregas seguem regularmente

Enquanto São Luís já está com mais de 50% da frota de ônibus novos com ar condicionado e WiFi será implantado em todos os novos ônibus até o final do primeiro semestre, em São Paulo esta realidade ainda está muito distante. Hoje, menos de 10% da frota de São Paulo é equipada com ar condicionado. E vale lembrar que poucos destes ônibus foram entregues na gestão do tucano.

O prefeito João Dória, que passa o dia se fantasiando de gari fingindo ser bom gestor, anunciou que irá implantar ar condicionado em 100% da frota até o final do seu mandato, em 2020. Com a atual patamar de ônibus com refrigeração, dificilmente o prefeito paulistano cumprirá a meta. Os próprios técnicos do sistema em São Paulo consideraram a promessa de Dória muito difícil de ser cumprida, pois custaria subsídio de R$ 3 bilhões. Dória ainda pretende acabar com o serviço de cobrador, para amenizar os custos. Mas a reação da classe deve ser forte. O desemprego gerado com a medida também não vale a pena em um ambiente de recessão.

Já em São Luís, a licitação do transporte público tem mudado a realidade verdadeiramente para os usuários. O ritmo de entrega é alto e já passa dos 500 ônibus entregues. O Wifi também está muito próximo de se tornar realidade para os usuários. A frota hoje já está adaptada conforme o que ficou estabelecido no processo de licitação, e falta apenas finalizar a licitação da empresa que irá prestar o serviço para que o usuário acesse internet de graça nos ônibus. O aplicativo que dá os horários dos ônibus também está funcionando bem. O “Meu Ônibus” já é sucesso entre os usuários.

Pode-se falar qualquer coisa sobre outros setores, mas na comparação transporte público, São Luís ganha por muito de São Paulo.

Prefeitura pune empresa de ônibus e intensifica fiscalização em elevadores

“Somente sairão das garagens os ônibus que estiverem com os elevadores para usuários com dificuldade de mobilidade funcionando, conforme as normas de acessibilidade em vigor no país”, garantiu o secretário Canindé Barros

SMTT em reunião com reunião com representantes das Pessoas com deficiência, SET e Sindicato dos Rodoviários

SMTT em reunião com reunião com representantes das Pessoas com deficiência, SET e Sindicato dos Rodoviários

A secretaria municipal de Trânsito e Transportes vai intensificar a fiscalização do funcionamento dos elevadores dos ônibus que prestam serviço de transporte público em São Luís. Nesta segunda-feira (1º), o órgão municipal fará vistoria nas garagens das empresas que operam o sistema de transporte público na capital maranhense. “Somente sairão das garagens os ônibus que estiverem com os elevadores para usuários com dificuldade de mobilidade funcionando, conforme as normas de acessibilidade em vigor no país”, garantiu o secretário Canindé Barros.

A fiscalização foi anunciada durante reunião, nesta quarta-feira (27), com representantes do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (Comdef), Defensoria Pública do Estado do Maranhão, Sindicato das Empresas de Transportes do Maranhão (SET), e o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado do Maranhão.
Empresa do caso Maria multada
Maria participa da reunião na SMTT

Maria participa da reunião na SMTT

O secretário municipal de Trânsito e Transportes, Canindé Barros, informou que esta semana uma empresa foi multada por não oferecer, no quesito elevador para cadeirante, as condições exigidas para a prestação do serviço contratado pela Prefeitura de São Luís. A SMTT exigiu imediatamente a apreensão do ônibus da empresa Sol e Mar, da linha Cidade Olímpica/São Francisco, para verificar o funcionamento do elevador. O caso ocorreu com a integrante do Coletivo de Mulheres com Deficiência, a recepcionista Maria de Jesus Rocha.

Segundo o secretário Canindé Barros, nos últimos três anos, a Prefeitura tem realizado investimentos contínuos para a melhoria do transporte urbano da capital. Todos os ônibus adquiridos na gestão do prefeito Edivaldo (371 veículos) são adaptados com elevadores.  Ainda de acordo com Canindé Barros, aproximadamente 80% do da frota do transporte público possuem mecanismos de acessibilidade. A frota atual em circulação no município é de cerca de 874 ônibus.

Reciclagem

O presidente do SET, José Medeiros, atribui as falhas nos equipamentos à carência e demora no atendimento de pedidos de peça de reposição. “Nesta reunião constatamos falhas no sistema, principalmente nos elevadores, assim também como a falta de humanização dos operadores para que eles possam colaborar com o usuário”, ressaltou Medeiros.

Os operadores exclusivos dos elevadores são os cobradores. Por sugestão do presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado do Maranhão, Isaías Castelo Branco, será realizado um seminário que dará início ao processo de reciclagem dos profissionais pelo Sest/Senat, retomando um procedimento do passado.

Uma nova reunião será realizada no dia 15 de fevereiro para voltar a discutir soluções para o atendimento aos usuários com deficiência e idosos.

Veja o vídeo da revolta da cadeirante com o atendimento no ônibus:

Com ampla participação, Edivaldo dá mais um passo para a Licitação do Transporte Coletivo‏

16432_audiencia_publica_sobre_transporte_publico_fiema_200116_fotobaeta12A Prefeitura de São Luís promoveu, nesta quarta-feira (20), no auditório da Fiema, audiência pública para tratar do processo licitatório do serviço de transporte público do município. Em meio a críticas construtivas e sugestões pertinentes para melhorar o serviço prestado na capital, vereadores, lideranças comunitárias e a população reconheceram que a atual gestão do prefeito Edivaldo é a primeira a encarar de frente os problemas do setor.

A audiência teve como objetivo possibilitar a participação popular de vários segmentos envolvidos na realidade do transporte público, tais como categorias e representações de usuários, líderes comunitários de vários pontos da cidade, vereadores, empresários do setor de transportes, instituições ligadas à defesa dos usuários de transporte público (Procon, Promotoria de Defesa da Pessoa com Deficiência, OAB, Empresa de Mobilidade Urbana), bem como expor para o conhecimento de todos os critérios analíticos, técnicos e jurídicos nos quais se baseiam a formulação do edital de licitação.

“Várias gestões passaram aí é a primeira vez que um prefeito realiza a licitação do transporte público dessa cidade, após anos de espera. Temos que reconhecer que o prefeito Edivaldo é o único que teve coragem de fazer isso. É claro que o nosso transporte não está uma maravilha, necessitamos de mais qualidade e isso virá com essa licitação”, disse Paulo Henrique, presidente da Associação de Usuários dos Transportes Coletivo, Urbano, Ferroviário, Rodoviário e Aéreo do Estado do Maranhão.

A audiência pública do serviço de transporte coletivo do município de São Luís foi coordenada pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT).

Conduzida de forma democrática e transparente pelo secretários de Governo, Lula Fylho, e de Trânsito e Transporte, Canindé Barros, a população presente teve direito a se manifestar de maneira livre, expor reclamações e cobrar respostas do poder público diante das dificuldades do transporte público na capital. Entre os principais pedidos, a oferta de mais ônibus – e que apresentem conforto aos usuários, novos abrigos e qualidade dos serviços prestados.

Os representantes da gestão municipal afirmaram que com a licitação do serviço de transporte coletivo de São Luís, a Prefeitura poderá cobrar das empresas a excelência do serviço oferecido à população. Acrescentaram também que o prefeito Edivaldo tem atuado com o máximo de empenho para suplantar as deficiências.

Várias medidas de melhoria do sistema de transporte foram implementadas pela atual gestão, tais como redução da idade da frota (cerca de 40% da frota renovada, isto é, 371 novos ônibus substituíram parte da antiga frota), inserção da biometria facial, recarga embarcada, bilhete único, intervenções que garantiram mais fluidez nos corredores facilitando o deslocamento de alunos e trabalhadores a seus locais de destino bem como outras melhorias do sistema.

Para o vereador Honorato Fernandes (PT), foi um momento oportuno para a população expressar o que realmente deve ser feito para aprimorar o sistema de transporte público da cidade. “Tudo ocorreu da forma mais democrática, quanto mais participação, melhor”, afirmou.

Vice-presidente da Comissão de Transportes da Câmara de Vereadores de São Luís, o vereador Marquinhos (DEM) elogiou a inciativa e reiterou que a licitação tem que atender aos interesses somente do povo.

O líder do governo na Câmara, vereador Osmar Filho (PDT) reiterou que o prefeito Edivaldo terá sua gestão marcada na história pela bravura de ter concretizado uma licitação do transporte que há anos era aguardada pelos ludovicenses. “Enquanto outros prefeitos dessa cidade prometeram e não fizeram, o prefeito Edivaldo enfrentou o problema com vontade. Logo assim que concluída a licitação, o povo de São Luís terá um transporte público eficiente e de qualidade. Todos verão os benefícios e reconhecerão o esforço do prefeito”, assinalou.

Os vereadores Pedro Lucas (PTB) e Bárbara Soeiro (PMN) também entendem que os avanços serão consideráveis e declararam que, enquanto no papel de fiscalizadores, o processo está seguindo a sequência correta.

A publicação do edital deve ocorrer em fevereiro Logo após, o recebimento de propostas das empresas interessadas; julgamento e publicação dos vencedores; assinatura de contrato; início da operação em fase de transição e operação completa por parte das empresas operadoras.

Governo reforça segurança nos pontos finais de ônibus e terminais de integração

Secretário de Segurança se reúne com membros do sindicato dos rodoviários de São Luís

Secretário de Segurança se reúne com membros do sindicato dos rodoviários de São Luís

O Governo do Estado vai reforçar a segurança nos pontos finais das linhas de ônibus e nos terminais de integração de São Luís. A medida foi proposta ao secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, e ao delegado geral de Policia Civil, Augusto Barros, pelos diretores do Sindicato dos Rodoviários de São Luis, durante reunião, nesta sexta-feira-feira (24), com a presença, também, de representantes da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT).

Jefferson Portela garantiu o cumprimento da reivindicação de colocar mais segurança nos pontos finais de ônibus e nos terminais de integração e ainda afirmou que o Governo do Estado vai incluir e reforçar a conexão desses locais ao sistema de câmeras de monitoramento, o que garantirá uma intervenção rápida da polícia, garantindo maior tranquilidade à população.  “Vamos organizar um serviço de segurança também dentro dos terminais de integração, executando a política de paz do governo Flávio Dino”, anunciou.

O diálogo entre os gestores públicos e a sociedade, é, na visão de Jefferson Portela, uma estratégia básica para o bom desempenho das políticas públicas colocadas em prática na área de segurança pública. “Para o governo Flávio Dino, as propostas formuladas pelos setores organizados pela sociedade são sempre bem-vindas”.