EXCLUSIVO – Flávio Dino lidera com larga vantagem pesquisa em Imperatriz

Flávio possui mais do que o dobro das intenções de voto de Roseana em Imperatriz

O instituto Exata realizou pesquisa de intenção de votos para o município de Imperatriz. A pesquisa foi realizada no final de junho e avaliou o cenário para o governo do estado com os principais pré-candidatos. Em uma foi incluído o nome do deputado estadual Eduardo Braide (PMN), que afirma ser pré-candidato a deputado federal, mas sempre tem seu nome ventilado para o governo.

No cenário sem Braide, Flávio Dino lidera com 61%, Roseana Sarney tem 25%, Roberto Rocha aparece com 11% e Maura Jorge com 3%.

Apesar de ser apontado como nome novo que pode entrar em um vácuo, Eduardo Braide não empolga o eleitor de Imperatriz. Com a inclusão do nome do deputado, Flávio Dino possui 60%, Roseana 24%, Roberto 9%, Eduardo Braide 4% e Maura Jorge 3%.

Com descaso de Assis Ramos, vereadores de Imperatriz buscam ajuda de Flávio Dino

O governador Flávio Dino recebeu, nesta segunda-feira (8), no Palácio dos Leões, vereadores da cidade de Imperatriz. Com os trabalhos na ponta, lidando de forma mais próxima e direta com a população, os representantes do Legislativo da cidade levaram pleitos e demandas ao Governo do Estado. Os vereadores do município não aguentam mais tanto descaso do prefeito Assis Ramos.

Ao lado do vice-governador, Carlos Brandão, e de secretários estudais, Flávio Dino pôde atender e dar encaminhamento a muitas das solicitações levadas. “Fizemos essa audiência a partir de uma solicitação do presidente da Câmara, José Carlos, sobre pautas de interesse da cidade. Como tenho mantido uma prática de diálogo constante no nosso Governo, é uma alegria receber representantes dos bairros, das comunidades, dos povoados. A visita foi muito bem sucedida, foi muito positivo para que o nosso Governo pudesse ouvir essas reivindicações e elas serão atendias, porque temos os braços abertos para todas as regiões, claro que muito especialmente para a cidade de Imperatriz, que é de enorme relevância política, cultural e econômica para o Maranhão”, destacou Flávio Dino.

Liderado pelo presidente da Câmara, José Carlos Pé de Pato, 16 vereadores compareceram à reunião. Cada um pôde apresentar solicitações de curto, médio e longo prazo. Anseios antigos da população foram prontamente atendidos pela equipe de Governo presentes no encontro, como a recuperação de ruas, o suporte à saúde do município que, infelizmente, segundo os vereadores, está em situação de fragilidade, a determinação para abertura da licitação para construção do Iema da cidade e de convênio para atendimento da oncologia infantil, além de providências para o aterro sanitário e para implantação do Centro de Atenção aos Idosos.

“O dialogo é sempre importante e com esse encontro a sociedade e a cidade toda saiu ganhando, porque o governador demonstra claramente o desejo e o interesse de atender a Imperatriz, e, para nós, é um motivo de muita alegria, já que o governador vai atender a maioria dos pedidos de pronto, além do que ele já vem fazendo pela cidade”, defendeu Pé de Pato.

De opinião semelhando compartilha o vereador Carlos Hermes, que também esteve no encontro, e defendeu a importância do parlamento municipal como porta-voz do povo, intermediando necessidades que passa por todos os cantos da cidade.

Vereador aciona MP sobre decreto de emergência de Assis Ramos

MA10 – Na última quinta-feira (2) o vereador Zeziel Ribeiro (PSDB) protocolou, junto ao Ministério Público em Imperatriz, um pedido de averiguação da legalidade do decreto de situação de emergência publicado pela Prefeitura de Imperatriz no dia 23 de fevereiro. Segundo o vereador, a Câmara não foi consultada sobre o decreto.

A Notícia de Fato pede que haja “a instauração de procedimento administrativo no âmbito da Promotoria Especializada de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, a fim de apurar eventual conduta improba e/ou irregular do prefeito Francisco de Assis Andrade Ramos”.

Entenda o caso

No dia 23 de fevereiro, o prefeito Assis Ramos assinou o decreto nº 011/2017, que declara situação de emergência na Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos de Imperatriz, causada, segundo o decreto, por atos de administrações anteriores. Assis Ramos ressaltou que “encontrou em situação de abandono as vias públicas, trazendo sérios prejuízos ao município, essencialmente a mobilidade urbana”.

A situação de emergência, conforme o decreto tem prazo de 120 dias, visando à realização das medidas necessárias ao restabelecimento da trafegabilidade das principais vias públicas e demais corredores de trânsito de Imperatriz.

Pastor Porto defende Madeira sobre acusação de rombo: “dívida normal”

O prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, divulgou nota detonando o antecessor, Sebastião Madeira. Segundo o peemedebista, Madeira deixou rombo” de R$ 37,3 milhões somente na saúde de Imperatriz. O titular do Blog conversou com o ex-vice-prefeito, Pastor Luiz Porto, que estava hoje em São Luís, para ser empossado como novo secretário estadual de Relações Institucionais.

Porto rebateu as acusações de Ramos, mas admitiu dívida deixada por Madeira, apenas reduzindo o valor. Para ele, as dívidas giram em torno de R$13 milhões a R$15 milhões, o que seria normal neste período de crise.

“É injusto da parte dele, talvez falta de conhecimento, levantar uma tese dessa de rombo de 37 milhões. O prefeito Madeira está absolutamente tranquilo porque sabe que todo prefeito deixou dívida neste tempo de crise. Tem uma dívida de 13 a 15 milhões. Ele [Madeira] vai deixar que o prefeito Assis faça uma busca na Justiça que ele vai mostrar, porque isso não existe”, afirmou.

Porto disse que ainda é cedo para avaliar o mandato de Assis, mas afirmou que as demandas são muito grandes com as fortes chuvas e a buraqueira que tomou conta da cidade.

Funcionários da Mirante de Imperatriz entram em greve

Os funcionários do grupo Mirante de Imperatriz cruzaram os braços nesta terça-feira (24). Eles estão com o vale alimentação cortado e alegam não ter tido nenhuma explicação por parte da empresa, por isso, os trabalhadores deflagraram greve geral.

“Não podemos permitir que o trabalhador seja massacrado com a perda de benefícios adquiridos com luta e profissionalismo”, declaram em comunicado.

Eles alegam que em 2015, os trabalhadores ficaram com os salários congelados . Em 2016, o reajuste salarial foi abaixo da inflação. Agora  em 2017, os funcionários foram surpreendidos com o corte do Vale Alimentação.

Caema conclui obra e abastecimento de água é normalizado em Imperatriz

A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA) concluiu obra para substituição de adutora, para garantir o abastecimento do município de Imperatriz. Na última segunda-feira (16), a executora da obra de instalação de esgotamento sanitário no bairro Bacuri causou rompimento acidental da adutora de 900 mm no Parque Buriti, ao escavar a área para implantação de interceptor tronco nas mediações da Estação de Tratamento de Água da CAEMA.

A substituição de trecho danificado da adutora com afixação por junta mecânica teve início na madrugada da ultima quinta-feira (19) e durou todo o dia. Às 22h30, os trabalhadores concluíram a operação e desde então, acontece o bombeamento progressivo da água para regularizar o abastecimento. Desde que o acidente aconteceu, a Companhia trabalhou sem intervalos na recuperação da adutora.

O presidente da CAEMA, Davi Telles, acompanhou de perto a situação in loco desde o ocorrido para averiguar de perto a situação e garantiu que a solução é definitiva. (Foto: Divulgação/Caema)

O presidente da CAEMA, Davi Telles, acompanhou de perto a situação in loco desde o ocorrido para averiguar de perto a situação e garantiu que a solução é definitiva. (Foto: Divulgação/Caema)

Inicialmente, foi tomada medida emergencial de reparo que consistiu na solda do equipamento e instalação de abraçadeira, mas as fortes chuvas que caem na cidade atrapalharam o trabalho, que teve sua primeira etapa finalizada na noite de quarta-feira (18). Porém, por conta do envelhecimento da tubulação, a medida não surtiu o efeito esperado e a substituição do trecho começou imediatamente, na madrugada de quinta.

O presidente da CAEMA, Davi Telles, acompanhou de perto a situação in loco desde o ocorrido para averiguar de perto a situação e garantiu que a solução é definitiva. “Usamos luvas de correr e interseccionamos cerca de 1,75m da adutora. Este é o procedimento padrão. Desde às 22h30 de ontem, já reiniciamos o bombeamento da água e, em alguns bairros, o abastecimento já foi restabelecido. Até o fim da tarde, todos já terão água em suas torneiras novamente”, garantiu o presidente.

A empresa Mobicon Construções Ltda, responsável pelo acidente, distribuiu nota à imprensa assumindo o compromisso de dar apoio à população durante os reparos e também à Companhia. Em nota, a empresa informou que tem total responsabilidade sobre o ocorrido e colaborou com o trabalho da CAEMA para sanar os problemas causados pelo acidente.

O presidente da CAEMA, Davi Telles, acompanhou de perto a situação in loco desde o ocorrido para averiguar de perto a situação e garantiu que a solução é definitiva. (Foto: Divulgação/Caema)

O presidente da CAEMA, Davi Telles, acompanhou de perto a situação in loco desde o ocorrido para averiguar de perto a situação e garantiu que a solução é definitiva. (Foto: Divulgação/Caema)

Investimentos

O Governo do Estado está reforçando investimentos no abastecimento de água de todo o estado em 2017. A CAEMA investirá R$ 140 milhões no Programa de Reabilitação de Sistemas (PRS) em 60 municípios, beneficiando 790 mil pessoas. Em Imperatriz, o Governo garantiu a renovação de contrato de concessão de fornecimento junto à prefeitura, com garantias de ampliação de oferta de água para áreas rurais que até então não eram cobertas pela Caema.

Além da ampliação da área de cobertura, investimentos vão abranger regiões de Imperatriz que atualmente passam por problemas de fornecimento. Até o fim do primeiro semestre, o governo investirá R$ 20 milhões para sanar problemas históricos de desabastecimento no segundo maior município do Maranhão. Já foi assinado contrato para obras de rede na ordem de R$11 milhões, e na próxima semana será publicada licitação para recuperação da Estação de Tratamento de Água e Captação, na ordem de R$6 milhões.

Empresa rompe adutora e Imperatriz fica sem água

A cidade de Imperatriz está sem água desde segunda-feira (16), quando a empresa Mobicon, que está executando a obra de saneamento do Bacuri rompeu uma adutora acidentalmente.

Os operários da Mobicon estavam fazendo escavação para implantação do interceptor tronco nas imediações da estação de tratamento de água da Caema e atingiram o cano de 900 mm da adutora, o principal cano de abastecimento de Imperatriz.

Desde o rompimento, toda a equipe da Caema e da Mobicon estão mobilizadas para resolver o problema. A chuva tem atrapalhado muito a resolução do problema. Na noite desta terça-feira (17) começaram a solda, mas como choveu a noite toda, o buraco encheu novamente de água e, nesta quarta-feira (18), reiniciaram a drenagem para recomeçar o processo de solda.

A empresa Mobicon emitiu nota pedindo desculpas à cidade pelo grande transtorno que causou.

Prefeitura de Imperatriz renova concessão de abastecimento de água com contrato inovador

A prefeitura de Imperatriz renovou, na manhã desta quarta-feira (28), o contrato de prestação de serviços na cidade feito pela Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA). O contrato de programa é inovador no Estado, pois tem a interveniência da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Maranhão (ARSEMA), que passa agora a ser fiscalizadora dos serviços da Companhia, dentro dos termos da Lei n.º 1.445, na qual também foi elaborado o novo contrato. A Lei Nacional de Saneamento é de 2007 e preceitua uma metodologia específica para renovar contratos de concessão, onde todos os requisitos legais estão sendo obedecidos.

O ato de assinatura do contrato aconteceu na Câmara Municipal de Imperatriz, com a presença do presidente da Companhia, Davi Telles; do prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira; da Secretária de estado das Cidades, Flávia Alexandrina Moreira; da Diretora Geral da ARSEMA, Olga Prazeres; e do Deputado Estadual Marco Aurélio.

Como um dos pontos de destaque do novo contrato, a ARSEMA está sendo formalmente nomeada, conforme determina a lei, para exercer atividades de regulação no município de Imperatriz. Olga Prazeres, diretora geral do órgão, destacou a adequação do novo modelo de concessão do saneamento cumprindo o que é estabelecido pela Lei do Saneamento. “A partir da assinatura deste contrato, de maneira oficial, a ARSEMA acompanhará, fiscalizará e incentivará o cumprimento das metas estabelecidas neste contrato, incentivando o aprimoramento das normais estabelecidas em prol da sociedade”, ressaltou. “estaremos ouvindo a população e aproximando os usuários do serviço de saneamento da CAEMA”, finalizou. Outro destaque é que o novo contrato contempla o Plano de Saneamento Básico elaborado pelo município de Imperatriz, em respeito o que foi estabelecido na lei.

O Contrato prevê também, entre outros pontos, que as áreas rurais que hoje não tenham abastecimento tenham acesso a ele, e que áreas que são administradas pelo município passem a ser administradas pela CAEMA.

“Estamos hoje em um momento importante, em que estamos aqui para renovar a concessão dos serviços de saneamento no município de Imperatriz. Estamos aqui para destacar o que está escrito no artigo 11, inciso 4 da Lei de Saneamento (n. 11.445/2007), cumprindo, além deste artigo, cumprindo o princípio da transparência e da moralidade na prestação dos nossos serviços, como é de praxe no Governo do Estado”, destacou a Secretária de estado das Cidades, Flávia Alexandrina.

“A CAEMA demonstra que tem condições de fazer os serviços públicos de água e esgoto de maneira eficaz, e nós conseguimos conquistar a prefeitura de Imperatriz e a sociedade imperatrizense para renovarmos este contrato, nestes termos. Exatamente nestes dois anos de mandato do governador Flávio Dino, a CAEMA demonstrou uma capacidade de reação, e nós partimos pra este momento a partir da compreensão de que a CAEMA é devedora da sociedade imperatrizense. Nós assumimos que o problema existe e partimos para resolver este problema”, afirmou Davi Telles.

Os investimentos do Governo do Estado na cidade de Imperatriz vêm avançando, em se tratando de saneamento. Atualmente, está sendo executada a obra de instalação de rede esgoto no bairro Bacuri, o maior de Imperatriz, com investimentos de quase R$2 milhões, beneficiando cerca de 10 mil moradores da área. Já na primeira quinzena de 2017, o Governador Flávio Dino estará na cidade para assinar a ordem de serviço para início imediato de obras de melhorias no abastecimento do município, com investimentos na ordem de R$20 milhões. A obra vai abranger as 12 zonas de abastecimento de Imperatriz, melhorando o sistema de abastecimento de água, incluindo doze bairros que sofrem com desabastecimento.

“Imperatriz não tinha confiança de que a CAEMA pudesse melhorar os serviços aqui. Ao longo do tempo de trabalho deste novo governo, já melhorou consideravelmente a oferta de água tratada da cidade, já temos investimento para esgoto, colocaram as estações elevatórias para funcionar e assim, ganhamos confiança e terminamos por escolher o caminho de renovar o contrato com a CAEMA, pois há investimentos grandes na cidade acontecendo”, ressaltou o prefeito Sebastião Madeira.

O deputado Marco Aurélio também ressaltou o investimento que o Governo estadual têm feito no município. Segundo o deputado, especialmente sobre o abastecimento, o Governo encontrou caminhos para solucionar os problemas existentes há mais de 30 anos. “O Governo está fazendo investimentos importantes em Imperatriz, a exemplo da obra do Bacuri, e temos perspectivas de investimentos grandes no ano que vem, na ordem de R$20 milhões, para levar mais dignidade a todos os imperatrizenses a partir do trabalho da CAEMA”, disse.

Audiência Pública

Na noite de terça-feira (27), representantes do Governo do Estado também realizaram audiência pública a Câmara Municipal de Imperatriz para apresentar o novo contrato de programa de prestação de serviços à população. A minuta do contrato foi apresentada e esclarecida pelos assessores técnicos da Secretaria de estado das Cidades e pelo presidente da CAEMA, Davi Telles, que acolheu as perguntas da população em relação ao abastecimento de bairros do município. Além do presidente da Companhia, também estiveram presentes a Secretária de estado das Cidades, Flávia Alexandrina; a Diretora Geral da ARSEMA, Olga Prazeres; o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira; o deputado estadual Marco Aurélio; o promotor de meio ambiente do município, Jadilson Cirqueira; e membros da sociedade civil.

Imagem do Dia: Flávio Dino e Assis Ramos

Um encontro inusitado, mas que demonstra republicanismo das duas partes ocorre nesta terça-feira (20). O governador Flávio Dino recebeu o prefeito eleito de Imperatriz, o sarneysta Assis Ramos (PMDB).

Assis Ramos entregou um documento com medidas relacionadas às questões urgentes de Imperatriz, entre elas manter um canal direto entre as gestões estadual e municipal; estudar a implantação de um programa conjunto de benefícios fiscais, para atração de novas indústrias e visando o aumento da oferta de emprego e renda; garantir recursos para a saúde; convênio com a Uema Sul para formação e pós-graduação de professores do ensino fundamental; ampliação do sistema de captação, tratamento e distribuição de água; e inserir os servidores públicos de Imperatriz no programa de construção de moradias.

Assis, inclusive, mesmo sendo adversário político de Dino, reconheceu o trabalho de Flávio Dino em Imperatriz nos últimos dois anos.

O peemedebista derrotou a candidata do governador em Imperatriz, Rosângela Curado (PDT).

Parentes tentam politizar a insubordinação do major Janilson

Major Janilson: detido por insubordinação e tenta fazer teatro político

Major Janilson: detido por insubordinação e tenta fazer teatro político

Os parentes, estimulados por alguns políticos de Imperatriz, tentam ainda politizar o caso do major Janilson preso há cerca de duas semanas. Querem caracterizar a detenção como se fosse uma prisão política pelas declarações de voto do major.

No entanto, escondem a real razão de sua prisão. O major foi detido, não pelo que pensa ou manifesta a respeito das eleições. O major foi detido justamente porque se recusou a cumprir a missão de policiamento das eleições no local destacado.

A imensa maioria dos policiais do estado foi remanejado de áreas durante o último fim de semana. O objetivo era justamente reforçar o policiamento em todos os municípios do estado. Ao todo, 9 mil homens estavam nas ruas cumprindo sua missão.

Menos o major Janilson, que se recusava, considerando a missão de policiar as eleições uma “perseguição”. Ele já foi até posto em liberdade. Vai entender…