Flávio Dino enaltece diálogo com Famem e municípios no combate a Covid-19

Nesta sexta-feira, 19, o governador Flávio Dino anunciou, durante entrevista coletiva por vídeo conferência, novas medidas restritivas com o objetivo de conter o avanço no novo coronavírus no Maranhão.

Ao anunciar as medidas, o chefe do executivo estadual destacou o diálogo com os municípios e enalteceu a articulação do presidente da Famem, Erlanio Xavier, junto aos filiados para combater a pandemia. “Tenho conversado sempre com o senhor presidente da FAMEM, prefeito Erlanio, que tem sido muito correto no diálogo conosco e, por intermédio dele, feito essas pactuações”, disse.

Flávio também lembrou da reunião com representantes de todos os poderes. “Realizei uma reunião com todos os poderes e convidei os prefeitos das cidades mais atingidas, os prefeitos de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa estiveram conosco e temos mantido esse clima de diálogo constante entre as equipes de saúde e, no caso, de todos os municípios, representados pelo presidente Erlanio Xavier”, completou.

Bares e restaurantes fechados a partir desta segunda

Começou a valer nessa segunda-feira, 15, a suspensão de atividades de bares e restaurantes na grande Ilha.

Na última semana, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), anunciou novas medidas para conter o avanço da Covid-19 no estado. Dentre elas, a suspensão de atividades em bares e restaurantes da Grande Ilha de São Luís.

Dino explicou, que com as novas medidas, o decreto antigo em vigor no estado desde a última sexta-feira (5), será prorrogado até 21 de março.

O chefe do executivo divulgou a criação de dois auxílios emergenciais para o setor cultural e para donos de bares e restaurantes, durante o período em que o decreto estadual permanecer em vigor.

Para o setor cultural de São Luís, o valor do auxílio será de R$ 600 e o critério, é ter participado da Lei Aldir Blanc. A parcela única será creditada até o dia 19 de março, apenas com o cadastro realizado pela Secretaria de Estado da Cultura (SECMA).

Já o auxílio para donos de bares e restaurantes da Grande Ilha, será no valor de R$ 1 mil. O repasse será feito por meio de parcela única e creditada na próxima sexta-feira (19).

Flávio Dino anuncia apoio a Lula em 2022

FOTO: RICARDO STUCKERT

Em entrevista ao Metrópoles, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) avaliou o primeiro discurso de Lula após a decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que anulou as condenações contra o petista, como uma sinalização à frente ampla.

Embora tenha seu nome como um plano do PCdoB para a corrida eleitoral de 2022, Dino, diante da probabilidade de candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em 2022, aponta que “sem dúvida alguma” estará no apoio ao petista.

“O posicionamento que ele adotou no discurso foi na direção de ser o articulador de um conjunto de forças capazes de derrotar o bolsonarismo. Esse foi o principal ponto. Você junta quem pode juntar com um programa amplo, que fale com o país inteiro, que pactue a nação contra a barbárie bolsonarista. E a reação foi positiva”, disse Dino.

“Acho que Lula é o nome mais indicado para ser candidato e, se ele for, de fato, eu, particularmente o apoiarei, sem dúvida alguma”, enfatizou o governador.

Reação positiva

Dino considerou um “sinal positivo” do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), ex-presidente da Câmara, reconhecer a liderança do ex-presidente e suas diferenças com o atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Um político como Rodrigo Maia, que hoje está no centro-direita, reagiu positivamente. Isso mostra que o discurso foi correto.”

Flávio Dino diz que só começa a discutir sucessão em julho

Em entrevista ao Bom dia Maranhão, da TV Mirante, o governador Flávio Dino falou sobre o atual cenário político do Maranhão.

Ao ser questionado pelo jornalista Clovis Cabalau sobre quem será o escolhido por ele para ser candidato a governador, Flávio disse que só discutirá a sucesso no mês de julho.

“Em meados deste ano, se Deus quiser, lá para o mês de julho, a gente comece este diálogo com os partidos. A minha disposição, é até o mês de dezembro, termos anunciado os pré-candidatos a governador, vice e também ao senado”, disse.

Dino ressaltou que a escolha será feita após dialogar com todos os partidos aliados. “Nós queremos o nosso grupo unido para apresentar o programa que continue as mudanças e as políticas sociais”, afirmou.

“Até o final do ano, vamos reunir o grupo e definir as candidaturas e eu espero que haja uma unidade”, completou o governador.

Com essa declaração confirma-se que a notícia que parte da imprensa estava divulgando sobre a escolha de Brandão não passa de fakenews.

O chefe do executivo ainda disse que os pré-candidatos e seus aliados, Carlos Brandão e Weverton, se comprometeram com ele sobre acolher um pensamento majoritário de grupo. “O vice-governador Carlos Brandão, que tem me ajudado muito no Governo, quanto o senador Weverton, que tem representado o Maranhão no Congresso, se comprometeram comigo”, disse.

Felipe Camarão garante internet com 200 mil chips aos estudantes do Ensino Médio

Com o objetivo de garantir o acesso à educação em meio a pandemia, o secretário de Estado de Educação, Felipe Camarão, garante aos estudantes do Ensino Médio a distribuição de 200 mil chips, visando acesso às aulas na internet.

Seguindo um cronograma, a SEDUC começa na próxima segunda-feira, 15, aulas na TV, em canal exclusivo contratado para transmissão em todos os turnos.

Os aviões que partem rumo ao interior do Estado com novas doses de vacina contra o coronavírus, também levam parte da carga de 200 mil chips de internet, oferecidos pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Educação.

Hoje, 04, foram enviados os chips para os estudantes da rede pública dos municípios de Imperatriz e Açailândia, para terem acesso às aulas remotas.

O subsecretário de Educação, Danilo Moreira, ressalta os esforços conjuntos entre SES e SEDUC, utilizando da mesma logística para a distribuição das doses da vacina e dos chips para estudantes. “Um espaço conjunto com a Secretaria Estadual de Saúde, na mesma logística, no mesmo compromisso, a entrega do serviço com internet. Essa é uma determinação do governador Flávio Dino de enfrentar a pandemia, levando direito à vida, educação, e esperança a cada local do Maranhão”, disse.

Flávio Dino: “Governo tem subordinação aos interesses da população”

“Temos subordinação aos interesses da população. E por isso temos que nos governar e temos que nos comportar e agir de modo a que essa subordinação se dê com eficiência, afim de garantir que os resultados apareçam. É o que nós estamos cuidando hoje”.

Com essa declaração, o governador Flávio Dino entregou 32 patrulhas agrícolas para os municípios maranhenses, adquiridas por meio de emendas parlamentares dos deputados federais do estado, inclusive de parlamentares que fazem oposição ferrenha ao seu governo.

Os equipamentos são resultado da união da Bancada Federal do Maranhão em prol da população. Demonstrando seu espírito democrático, Flávio Dino fez questão de externar que seu governo apoia todas as emendas enviadas pelos deputados, quer sejam eles a favor ou de oposição, por se tratar de benefícios para a população maranhense.

Os deputados Rubens Júnior e André Fufuca participaram da solenidade de entrega e enfatizaram o modo republicano com que Flávio Dino administra o Maranhão. Oposicionistas como Hildo Rocha e Aluísio Mendes foram destinatários de emendas e reconhecidos pelo gesto durante o evento.

Os tempos são outros no Maranhão. E desta vez todos os que querem, realmente, ajudar o estado a mudar são reconhecidos. Bem diferente das perseguições e boicotes ocorridos no passado.

Levantamento do portal G1 aponta Flávio Dino como o governador que mais cumpriu as promessas de campanha

Um levantamento do portal G1 com todos os Estados brasileiros mostra que Flávio Dino é o governador que mais cumpre compromissos de campanha em todo o Brasil. A pesquisa também constata avanço ano a ano durante a gestão de Flávio.

Segundo o G1, que pertence ao Grupo Globo, Flávio Dino já cumpriu integralmente ou está cumprindo 92% dos compromissos assumidos durante a campanha eleitoral de 2014. É o maior porcentual entre todos os 27 governadores avaliados.

Ao fim do primeiro ano de governo, em 2015, Flávio havia cumprido integralmente 12 compromissos; e dez estavam em andamento. Em 2016, tinham sido 15 cumpridos integralmente e 14 em andamento.

Agora, ao fim de 2017, são 22 cumpridos integralmente e 12 em andamento. Do total de 37 compromissos, portanto, o governador do Maranhão já cumpriu ou está cumprindo 34, de acordo com o levantamento do G1. Isso significa 92% dos compromissos honrados em três anos.

Entre eles, está implementar o Bolsa Escola, aumentar a rede de ensino em tempo integral, reformar e recuperar as escolas do Estado, aumentar o número de médicos no Maranhão, aumentar o número de policiais e criar a Secretaria de Transparência e Controle.

Os 92% atingidos por Flávio são bem acima da média nacional, de 60%, ainda de acordo com o G1.

Os Estados que mais se aproximam do Maranhão são Rondônia (85%), Goiás (82%), Ceará (80%) e São Paulo (75%)

Veja aqui a pesquisa do G1: https://g1.globo.com/politica/noticia/promessas-dos-politicos-em-3-anos-de-mandato-governadores-cumpriram-32-dos-compromissos-de-campanha.ghtml

“Uma ponte é união, a ponte une e é o que o Brasil está precisando hoje”, diz Dino em Paulino Neves

O governador Flávio Dino esteve em Paulino Neves para a inauguração da histórica ponte sobre o Rio Novo, que ligará os Lençóis Maranhense e o Delta do Parnaíba. Durante o seu discurso, ele destacou a união, fazendo alusão ao objetivo de uma ponte, que simboliza o atual momento de superação da crise no Maranhão.

“Quero dizer para vocês que é muito importante aqui a presença do prefeito Roberto. Uma ponte é união, a ponte une e o que o Brasil está precisando hoje é de união. União ampla para sair da escuridão, união ampla para sair da crise. Eu não sei o partido do prefeito A, B ou C, nem pergunto. Mas faço questão de convidar sempre porque a gente quando pode se ajuda um ao outro, todos os 217 prefeitos, no meio da escassez de recursos, para gente poder fazer mais pela população”, disse o governador.

Essa tem sido uma das mudanças políticas prometidas por Flávio Dino ainda na campanha de 2014. Com histórico de prefeitos boicotados pelo poder público estadual que não rezavam na cartilha da oligarquia, o Maranhão necessitava de um governante republicano que se dispusesse a ajudar todos independente de colocação partidária. E é isso que Dino vem demonstrando na prática.

Ontem e hoje mesmo ele levou uma série de benefícios para Barreirinhas, cidade administrada por Albérico Filho que é primo de José Sarney, hoje o maior opositor ao atual governo.

Com essa mudança, só quem ganha é o povo do Maranhão. O verdadeiro beneficiado com uma política feita sem distinção.

Flávio Dino diz que Roberto Rocha fortalece o atraso do Maranhão

Flávio respondeu pela primeira vez aos ataques de Rocha

Blog da Silvia Tereza – O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), não poupou críticas ao senador Roberto Rocha (PSDB) e nem à ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), durante entrevista à rádio São Luís, na manhã desta segunda-feira (09). Para ele, os dois representam o atraso e disse ainda esperar que o agora novo tucano retome “o caminho correto”.

Flávio Dino disse ainda que, nesse momento, Roberto Rocha, ao atacar o governo, de modo injusto, acaba fortalecendo o atraso do  Estado e ajudando aqueles que não querem o bem do Maranhão.

“Eu lamento muito que tenha tido esse problema do senador Roberto Rocha. Eu espero que ele reflita melhor sobre a história recente do Maranhão e quem sabe consiga retomar o caminho correto”, afirmou Dino.

Sobre Roseana Sarney, segundo o governador, a mesma representa a síntese do atraso. Flávio Dino disse que a ex-governadora é a responsável maior por tantos problemas econômicos sociais porque ela representa um sistema de poder.

“Quando se fala dela, nós temos que lembrar que Roseana Sarney Murad é exatamente os Sarneys, os Murads. Essas poucas famílias que dominaram o nosso Estado, politicamente, concentraram riquezas nas mãos que fizeram com que o Maranhão nunca tivesse progredido tanto como poderia. Outros estados passaram na nossa frente, como Ceará e Pernambuco, porque exatamente havia um modelo político errado, sintetizado nessas poucas famílias que, simplesmente, achavam que eram donas do Estado”, disse.

As diferenças entre os 400 e os 405 anos de São Luís

Blog do Garrone – As comemorações dos 405 anos de São Luís demonstraram mais uma vez as muitas mudanças que o Maranhão atravessa.

Quando da comemoração dos 400 anos, ainda no reinado de Roseana Sarney, houve muita festa com artista de fora e muita falcatrua com dinheiro público.

Trabalho mesmo, nada.

Até hoje os processos judiciais das festanças dos 400 anos tramitam, em razão de gastos superfaturados, supérfluos ou em duplicidade.

Já agora, nesse período de seriedade e transparência que o Maranhão vive, a história é bem diferente.

Em primeiro lugar, o governador Flavio Dino demonstrou muito trabalho e resultados. Foram 18 inaugurações em uma semana.

Quem pensava em ver a Lagoa da Jansen livre de esgotos que ali eram despejados em décadas? Pois aconteceu com Flavio Dino, num trabalho de saneamento que continua.

O governo inaugurou praças e equipamentos de lazer para o povo da Camboa, Liberdade, Fé em Deus, mostrando que se preocupa com todos.

Avançou na urbanização da Praia do Aracagi e corrigiu uma das “heranças malditas” de Roseana: aquela avenida que tinha mais postes e canteiros do que espaço para o trânsito.

O governo também ampliou a estrutura esportiva e de cultura, em várias partes da capital. Merece destaque a belíssima obra do Forte Santo Antônio, que estava abandonado há décadas.

Agora, o Forte abriga museus para o povo do Maranhão e para os turistas, deixando ainda mais bonita a Ponta D’Areia.

A histórica Escola Modelo agora está restaurada, entregue à alegria e aos cuidados de centenas de professores, funcionários e estudantes, orgulhosos da nova infraestrutura educacional entregue pelo Governo.

Claro que nos 405 anos teve festa também. A cidade e os cidadãos merecem. Mas foram coisas sérias, prestigiando os artistas maranhenses em primeiro lugar. Como foi bonito ver o maranhense Claudio Fontana dizendo que há 50 anos esperava a oportunidade de cantar em sua cidade, em um dia de aniversário.

Enfim, basta comparar. Os 405 anos apagaram as marcas negativas das festanças superfaturadas do reinado de Roseana Sarney.

E mostraram os novos ares que o Maranhão respira.