Depois de tomar PSDB, Roberto Rocha foca em PPS e PSB

O senador Roberto Rocha não para de se movimentar para tomar legendas de gabarito alto que estão na aliança do governador Flávio Dino. Embora a engenharia seja difícil, Roberto Rocha trabalha diuturnamente para tomar mais dois partidos grandes do campo dinista após ser alçado presidente estadual do PSDB. São eles o PPS e o PSB.

Rocha já teve conversas com o presidente nacional do PPS, Roberto Freire e tenta convencê-lo da viabilidade de seu projeto para que interceda no Maranhão colocando o PPS em sua coligação. A articulação iria de encontro ao projeto do partido estadual, já que a deputada Eliziane Gama, está se fortalecendo a cada dia o nome como pré-candidata a senadora na chapa do governador Flávio Dino.

Embora muitos socialistas maranhenses desdenhem, é bom abrir os olhos. Hoje, a turma de Pernambuco controla o partido dando suporte ao presidente estadual no Maranhão Luciano Leitoa e ao projeto de reeleição de Flávio Dino. Mas o jogo continua e não é tão fácil quanto parece. A eleição nacional do partido é só em março de 2018 e o vice-governador de São Paulo, Mário França, não jogou a toalha. Até porque Geraldo Alckmin sonha em ter o partido na sua coligação para a presidência da República.

Caso Mário França vença, Rocha já está articulando para que o comando do PSB no Maranhão fique com a deputada federal Luana Alves. Vale lembrar que o marido de Luana, ex-prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves, foi quem levou Roberto Rocha para o PSB em 2012. Com Luana no comando do partido, estaria assegurada  a aliança com o PSDB.

Pode até não ser fácil Roberto conseguir fechar os acordos, mas ele não para de articular. Não será por falta de aviso…

 

Roberto Rocha entra em um PSDB rachado e tem candidatura indefinida

Nem bem ingressou no PSDB, Roberto Rocha já vê no partido um racha após a troca de ofensas entre o vice-presidente da legenda, Alberto Goldman, e o prefeito de São Paulo, João Dória. Depois de sair enxotado pela cúpula nacional do PSB, o senador Asa de Avião desembarcou em um ninho em que a confusão predomina em todas as esferas.

Neste final de semana, o tucano Arthur Virgílio (AM), prefeito de Manaus que anunciou a intenção de ser candidato a presidente, diz que o PSDB está “mais que rachado”. Segundo ele, o estado do partido é “petrificado”. A legenda “vive certos mitos como o de que as denúncias de corrupção atingiram os partidos ao redor, mas não ele mesmo”.

Com isso, já são três os pré-candidatos do partido à presidência pelo PSDB. Além de Virgílio e Dória, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, maior entusiasta da filiação de Roberto Rocha ao partido.

Diante deste cenário, o maranhense vê sua candidatura ao governo do Maranhão cada vez mais incerta. Ele, aliás, prova – com mais essa confusão – que tem chamariz tumultos partidários, como os que conviveu no PSB a nível local e estadual.

Pelo visto, Roberto Rocha não terá vida fácil na sua obsessiva empreitada em chegar ao Palácio dos Leões. A bagunça do PSDB nacional pode mudar os rumos do partido à nível local e enfraquecer a candidatura do senador.

Apoio do PSDB estadual ele já não tem…

Único deputado do PSDB na AL elogia gestão de Edivaldo

seregiofrotaA pré-candidatura de Eliziane Gama (PPS) continua com pilares políticos enfraquecidos. O PSDB, que declarou apoio a Eliziane e deve indicar o vice da chapa, está longe de uma unidade. O secretário estadual de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, não apoia a candidatura e disse que o PSDB “se apequenou” com a aliança.

O acordo PSDB-PPS mostrou mais fragilidade nesta segunda-feira (20). Foi a vez do deputado estadual Sérgio Frota (PSDB), único representante da legenda que está no parlamento estadual, também demonstrou a insatisfação com o rumo do tucanato na capital. Sérgio eloigou a gestão do principal adversário de Eliziane: o prefeito Edivaldo.

“Independente de ideologias partidárias, devemos discutir o que é melhor para a cidade. Sei que o prefeito tem condições, até por que está há quase quatro anos e conhece bastante a máquina”, considerou o tucano.

Sérgio Frota destacou ainda a postura do prefeito em relação ao orçamento público de São Luís e elogiou sua atuação ao administrar a cidade. “Nós vivemos uma conjuntura econômica complicada, em decorrência da conjuntura política que também é adversa e qualquer gestor, municipal ou estadual, vai ter dificuldades”, disse.

Frota elogiou ainda a licitação do transporte público, reconhecendo o certame como um feito histórico da gestão Edivaldo Holanda Júnior e como um grande avanço para São Luís na área de mobilidade urbana.

Vereador tucano com Edivaldo?

edivaldojosue

Parece que os vereadores do PSDB não estão tão alinhados assim com a pré-candidata, Eliziane Gama (PPS), apoiada pelos tucanos. Neste final de semana, o vereador Josué Pinheiro (PSDB) participou ao lado do prefeito Edivaldo (PDT) de inauguração de obras no São Raimundo e fez questão de estar bem à frente (ao lado do prefeito) durante o ato.

Embora a cúpula tucana tenha promovido um almoço com os vereadores para demonstrar unidade, quem conhece os corredores da Câmara Municipal de São Luís, sente há algumas semanas o incômodo dos vereadores do partido com a aliança que estava para se concretizar.

O PSDB tem a maior bancada da Casa ao lado do PDT com quatro vereadores. A reeleição de quatro, mesmo coligado, é muito difícil. E com uma eleição difícil, ninguém quer assumir postura de oposição e triplicar a dificuldade faltando quase quatro meses para a eleição.

Tucanos reclamam de Eliziane sendo enfiada goela abaixo: “humilhante”

chicovianaTucanos com importância na sigla já começam a reclamar da forma como a pré-candidatura de Eliziane Gama está sendo enfiada “goela abaixo” para os filiados. O ex-vereador Chico Viana afirmou nas redes sociais que pretende se lançar pré-candidato a prefeito e que a decisão só deveria ser tomada na convenção do partido.

“Quem decide é a convenção do partido, da qual faço parte e nela vou me lançar candidato. Se for derrotado é outra coisa”,afirmou.

Para Viana, é uma humilhação para um partido do tamanho do PSDB definir seu apoio com tanta antecedência e não possuir em seus quadros alguém com capacidade de gerir a cidade. “Acho humilhante o partido já decidir que não tem na sigla ninguém capaz de gerir São Luís”.

O encontro do fechamento entre Eliziane e PSDB

IMG-20160525-WA0001_resized

Os presidentes nacionais de PSDB e PPS, Aécio Neves e Roberto Freire, deram suas bênçãos à aliança dos dois partidos nas eleições municipais de São Luís este ano. Os tucanos de alta plumagem no estado Carlos Brandão, João Castelo e Pinto Itamaraty referendaram a aliança, que, consequentemente, garante a vaga de vice na chapa para o PSDB.

Preocupação com queda

Tanto os tucanos quanto a direção nacional do PPS mostraram grande preocupação com a tendência de queda de Eliziane nas pesquisas. A terceira via das eleições de São Luís tem ganhado corpo e tomado votos exatamente da pré-candidata de PSDB-PPS. Essa tendência está preocupando a cúpula que estuda meios de estancar a sangria de votos.

Vice

Os tucanos foram comedidos nas conversas com relação a vice. “Temos 50 dias”, disse Brandão. Mas é fato que o nome de Pinto Itamaraty é o mais forte para o posto. Ficou aberto para novas negociações e ainda não estão descartados outros nomes. A quem defenda o nome do vereador José Joaquim, histórico no partido, que tem uma reeleição muito difícil.

Neto Evangelista e Castelo

A avaliação dos tucanos é que seus dois pré-candidatos tinham problemas opostos. Neto Evangelista ia muito bem nas pesquisas qualitativas e mal nas quantitativas. Já Castelo muito melhor nos números e péssimo nas quali. Assim, consideraram que as duas pré-candidaturas estavam inviáveis. Castelo já estava consciente da fragilidade da candidatura e apenas trabalhou para negociar com seus números debaixo do braço.

Já Neto Evangelista mantém a pré-candidatura. Ele almoçou com Pinto e Brandão horas antes da reunião definitiva com Eliziane. Depois, os encontrou em uma rápida conversa no salão verde no final da noite muito abatido. Porém, teve a garantia de que o acordo continua. Se conseguir melhorar suas números nas pesquisas quantitativas, reabre o canal de discussão.

O problema foi que Neto fez um acordo suicida. Manteria a pré-candidatura com a melhora nas quantitativas, o que de certo não ocorreria em curto prazo. E não deu outra: perdeu a aposta e teve que aceitar os termos do acordo.

Política maranhense em notas

PSDB já não esconde aliança

brandaoelizianeO PSDB já não esconde a aliança com a deputada federal Eliziane Gama. O vice-governador Carlos Brandão e presidente estadual do PSDB esteve em Brasília ao lado da deputada Eliziane. O acordo está fechado e os tucanos indicarão o vice na chapa de Eliziane, que deve ser o suplente de senador, Pinto Itamaraty. O anúncio oficial deverá ser na próxima semana. Castelo também está fechado com a popular-socialista. Já Neto Evangelista, deverá sofrer a rasteira do partido.

Brandão como ponte

carlosbrandaoPor falar em Brandão, além do próprio governador Flávio Dino, que já mostrou que terá diálogo com o novo governo, o vice-governador também demonstrou fundamental importância como interlocutor com os ministros tucanos. Esta semana o presidente do PSDB-MA esteve com o senador Aécio Neves, presidente nacional da sigla, e em visita de cortesia aos ministros tucanos José Serra e Bruno Araújo para ampliar e fortalecer esse debate. Segundo ele, irão colaborar muito com o governo dinista.

O “Papi” de Fufuquinha

fufuquinhaepapiO deputado federal Júlio Delgado (PSB-MG) durante sessão do Conselho de Ética nesta quinta-feira (19) revelou como o deputado maranhense André Fufuca (PP-MA) chama o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha. Fufuquinha chama o presidente afastado de “papi” nos corredores do parlamento. O presidente do PP maranhense ficou uma fera com a revelação.e disse que Delgado é “um verdadeiro moleque” e “um exemplo de que até os canalhas envelhecem”. Ele retrucou afirmando que Fufuca não tem autoridade, nem representatividade para fazer essas acusações.

Greve não é por melhorias

educaçãoNão é por melhorias a categoria que o Sindicato exige a greve dos professores de São Luís. Afinal, dificuldades existem, mas melhorias já foram realizadas pela gestão Edivaldo Holanda Júnior aos professores. Ao longo da gestão Edivaldo, o aumento salarial oferecido aos professores já soma 28,43%. Também foram implantados mais de 11 mil direitos estatutários para a categoria – o maior programa de implantação de direitos na história do estatuto do magistério.

Intransigência e política

Ao que tudo indica, é intransigente a atitude do Sindicato dos Professores de São Luís em deflagrar uma greve em plena crise financeira. Dos 11,36% exigidos de aumento, a Prefeitura já garantiu 10,7% em contrapartida. Uma eventual greve de professores nesse contexto seria motivada mais pela disputa interna e política entre os dois grupos do que pelo efetivo interesse em garantir direitos e bons salários aos professores.

Manutenção de políticas sociais

SUAS 2O deputado Weverton Rocha (PDT-MA) entrou na briga pela manutenção de políticas sociais no governo Temer. O líder da bancada do PDT recebeu representantes do Fonseas, Congemas, CNAs e Funasuas, órgãos que integram o sistema de Assistência Social do país. Em pauta, a grande preocupação com o iminente desmonte do Sistema Único de Assistência Social (Suas) que o governo interino de Michel Temer avalia realizar seguindo o discurso do Estado Mínimo. “O discurso do Estado Mínimo e de enxugar a máquina, não pode colocar de lado a visão social que incluiu milhões de brasileiros”, afirmou.

Política maranhense em notas

Justiça pelo bem-estar de todos

othelino-neto-400x266O deputado Othelino Neto (PCdoB) apelou ao bom senso do poder judiciário para não deixar que empresários que não aceitam a livre concorrência barrem a licitação do transporte na capital. “Confiamos que a Justiça não cederá a esta pressão porque, até como o próprio nome diz, a Justiça, o Poder Judiciário vai zelar pela legalidade e pelo bem-estar de todos”, comentou Othelino ainda antes das Ações na Justiça. O deputado afirmou que a Assembleia estará atenta e permanecerá vigilante com relação ao processo.

Prejuízo a 700 mil ludovicenses

edivaldoholandaO coro contra o golpe dos empresários foi maior na Assembleia. Além de Othelino, Levi Pontes, Edivaldo Holanda (PTC) e Sérgio Frota (PSDB) também se disseram perplexos com a informação. “A licitação que o Prefeito Edivaldo leva a cabo neste momento, nesta cidade, é para por fim exatamente a esse descalabro, a essa falta de respeito para com as mais de 700 mil pessoas que se utilizam do transporte coletivo na nossa cidade”, afirmou Edivaldo Holanda. “Queria dizer que respeito muito a classe empresarial, mas nós vivemos no capitalismo e no capitalismo nós temos que favorecer a livre concorrência”, complementou Sérgio Frota.

Apenas ganhar tempo e atrapalhar

setTendo em vista que o processo licitatório passou por todo procedimento legal, foi amplamente discutido em audiências públicas, em uma audiência na Câmara Municipal que começou pela manhã e terminou tarde da noite, com critérios claros, o que se pode depreender é somente uma tentativa de adiar a licitação por parte dos empresários que entraram com Ação contra a licitação.

Fábio menor e Do Curso cresce

wellingtondocursoÚltimo nome a entrar na disputa pela prefeitura de São Luís, o deputado Wellington do Curso (PP) tem crescido na disputa como terceira via. Como o Blog vem alertando, caso Castelo e Bira do Pindaré não sejam candidatos, Wellington, Fábio e Rose Sales brigam pelo posto de terceira via.Neste contexto, o vereador, que sorria da candidatura de Wellington inicialmente, está cada vez menor na disputa e o deputado estadual ganha terreno.

PSDB tem data para definição

carlosbrandaoO vice-governador e presidente estadual do PSDB, Carlos Brandão, definiu a data para que o PSDB defina sua posição em São Luís. O partido vai reunir dia 20 de maio para definir sobre sucessão municipal. Embora ainda mantenha as pré-candidaturas de João Castelo e Neto Evangelista, o PSDB deverá ir com a deputada federal Eliziane Gama. Eliziane, o suplente de Senador, Pinto Itamaraty, e o deputado federal Carlos Brandão, estão em Brasília onde tratam com o senador Aécio Neves o acordo para que o PSDB seja vice na chapa de Eliziane.

Novo prazo de duplicação da BR-135

frenteparlamentarA Frente Parlamentar em defesa da recuperação e conservação das rodovias federais do Maranhão realizou, na tarde desta terça-feira (10), audiência pública para discutir a situação das BR’s maranhenses. Entre os pontos discutidos, foram esclarecidas questões como duplicação da BR-135, recuperação da mesma via e da BR 222. Durante explanação, o superintendente do DNIT, Gerard Fernandes, informou que a previsão oficial de entrega da duplicação do primeiro trecho da BR-135 é de abril de 2017, sendo que R$ 100 milhões em recursos ainda faltam para conclusão. Ele garante, porém, que o recurso será obtido em forma de emenda impositiva, num aporte total de R$ 50 milhões e R$ 50 milhões já estão empenhados.

 

Política maranhense em notas

Eliziane quer “todos contra Edivaldo”

fabioelizianeA deputada federal Eliziane Gama disse que irá visitar todos os pré-candidatos que fazem oposição ao prefeito Edivaldo. A ideia, segundo ela, é “construir pontes para o debate cívico”. Claro, o debate cívico entre eles e todos contra o atual prefeito. Eliziane espera um pacto de não agressão com os adversários fazendo com que eles sirvam indiretamente como seus “laranjas” batendo no prefeito e ninguém a coloque contra a parede ou exponha suas contradições. Espera, não?

Mas a realidade é outra

candidatosmenoresPelo que apurou o Blog, pelo menos dois pré-candidatos que estão mais abaixo não pretendem centrar fogo somente em Edivaldo e deixar Eliziane tranquila. A leitura que eles têm da pesquisa Escutec e de outras pesquisas internas é que Eliziane tem tendência de queda e é nesse espaço que podem crescer. Já Edivaldo, se mantém estável e em uma média que deve lhe garantir o segundo turno. A briga então de Fábio Câmara, Rose Sales e Wellington do Curso é para aproveitar a tendência de queda de Eliziane para “tomar” votos dela e tentar chegar ao segundo turno. Uma missão difícil, mas a única chance. A não ser que sejam, de fato, candidatos apenas de apoio à popular-socialista.

PSDB na vice quase certo

elizianepintoJá estão muito adiantadas as negociações entre a pré-candidata a prefeita Eliziane Gama e o PSDB. Os tucanos deverão indicar o vice na chapa da popular-socialista. O deputado federal João Castelo praticamente já “tirou o time de campo” e terá compensações em caso de vitória de Eliziane em outubro. O nome mais cotado para vice é do suplente de senador Pinto Itamaraty. A composição já é dada como certa nos bastidores das duas legendas. Tudo amarrado com as direções nacionais dos partidos.

Retaliação de Eliziane a Luciano Leitoa

lucianoleitoaO senador Roberto Rocha (PSB-MA) afirmou em entrevista ao blog do Ludwig que o PPS está rejeitando a pré-candidatura do prefeito de Timon à releição por conta do veto de Luciano Leitoa à filiação de Eliziane Gama ao PSB. Rocha afirma que nada tem a ver com a situação. “O prefeito Luciano vetou a candidata e é natural que agora muitos quadros do PPS rejeitem uma aliança automática com a candidatura dele, em Timon. É inevitável também que seus adversários explorem essa situação. Mas daí a atribuir a mim essas dificuldades, vai um longo caminho que só a má-fé de alguns pode explicar”. Ele também negou influenciar no PSDB de Timon.

Edinho volta ao palanque

edinhobarreirasApós participar de sua primeira disputa eleitoral em 2014, quando foi candidato a governador do Estado, o derrotado Edinho Lobão voltou à cena política em Barreirinhas. Ele participou do lançamento da pré-candidatura de Albérico Filho à prefeitura daquele município. O ex-prefeito é o candidato sarneysta ao cargo. Também participaram do ato os deputados estaduais Adriano Sarney e Elilázio Júnior (ambos do PV).

Lula fala sobre o desafio

lulaentrevistaO novo secretário estadual de Saúde, Carlos Lula, concede entrevista nesta terça-feira (3) ao programa Avesso, da TV Guará. Lula abre o verbo sobre os desafios à frente da gigantesca máquina da saúde estadual, a perseguição da qual passará a ser alvo por parte do grupo de Ricardo Murad e as metas para reverter o quadro da saúde no estado.

A favor do impeachment: Sarney confirma a comitiva de tucanos seu oportunismo

sarneyaecioO ex-presidente José Sarney recebeu uma comitiva de senadores do PSDB durante a festa de seu aniversário. Estavam presentes os senadores Aécio Neves (MG), Aloysio Nunes (SP) e Tasso Jereissati (CE). Os tucanos presentes confirmaram ao jornal O Estado de São Paulo que o Clã Sarney garantiu empenho em favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

“Para nós foi uma surpresa porque até então não sabíamos do posicionamento deles”, afirmou um dos tucanos presentes.

Ficou claro pela ação dos dois filhos políticos de Sarney – Roseana e Sarney Filho – que o próprio oligarca trabalhava pelo impeachment.

Depois de se locupletar com o poder dentro do governo petista, Sarney demonstra mais uma vez sua faceta de estar sempre ao lado do poder.