Servidores sobrevivem de doações e fazem rifa para pagar contas no RJ

Crise no Rio de Janeiro é dramática para servidores e comércio sente o reflexo.

Jornal Extra – RJ – Com os vencimentos de novembro parcelados, e nenhuma previsão de receber ao menos parte do 13º salário, os servidores públicos do Estado do Rio se preparam para um Natal sem comemorações. Entre as categorias, o clima é de companheirismo diante dos problemas financeiros que muitos estão enfrentando. Aos 66 anos, Mariá Casanova, a Dona Mariá, como é conhecida entre os servidores, chora ao falar das dificuldades que passa.

— O que vamos ter este ano é a ceia da miséria, a miséria em que este governo nos deixou. Pagar os salários em dia é obrigação de qualquer governo. E não estão cumprindo essa obrigação básica — disse a funcionária da Secretaria de Saúde.

Emocionada, Mariá mostrou a rifa com a qual pretende sortear um conjunto de cama, com lençol e fronhas. Ela cobra R$ 10 de quem se interessa pela oferta. O dinheiro arrecadado, segundo ela, servirá para alimentação e para quitar contas de luz atrasadas em mais de dois meses:

— Já estou sofrendo com uma ação de despejo por parte da proprietária do meu apartamento. Não pago aluguel há dois meses. Vou ficar sem ter onde morar, e ainda devendo contas de luz, água e telefone.

O Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais (Muspe) tem auxiliado os mais necessitados. É comum a retirada de cestas básicas na sede do Sindicato dos Judiciários (SindJustiça-RJ). Na sexta-feira passada, por exemplo, o pensionista Ivan Costa, de 36 anos, foi retirar sua cesta básica:

— É um alento diante de tanta tristeza. Eu não penso no Natal que vou ter. Minha maior preocupação é reparar minha casa. Sem a pensão, não tenho como consertar os estragos da chuva desta semana.

Tanto Mariá quanto Ivan receberão seus proventos de novembro de forma parcelada, até 17 de janeiro.

Comércio prevê perdas sem funcionalismo

A receita gerada pelos servidores públicos já é considerada perdida pelo comércio no estado. Para o presidente do Clube dos Diretores Logistas do Rio (CDL-Rio), Aldo Gonçalves, a previsão é de retração do setor em comparação ao ano passado.

— Tínhamos uma previsão otimista de crescimento de 1% neste fim de ano. Hoje, com os servidores sem salários e 13º, esperamos uma retração — disse Gonçalves, sem antecipar os valores que deixarão de circular.

Segundo o dirigente, a crise que afeta o serviço público estadual atrapalhou o ano todo do comércio fluminense.

— Não tivemos resultados positivos em nenhuma data comemorativa: Dia das Mães, dos Pais, das Crianças… Em todos os momentos, tivemos perdas — avaliou.

O pensionista Ivan Costa diz que não há como pensar em comprar nada além do básico neste momento:

— Recebo pouco mais de um salário mínimo (R$ 880), e o dinheiro já é parcelado. Não tem como pensar em nada além de alimentação e moradia.

Nelson Pereira

Aposentado do Tribunal de Justiça do Rio, 77 anos

‘A tendência é que tudo piore em 2017’

Neste último mês, a crise já começou a nos afetar. Eu, por exemplo, demorei quase 20 dias para receber minha aposentadoria como técnico judiciário. Estou sempre na Alerj para acompanhar as decisões que mudarão nossas vidas. Infelizmente, a tendência é que tudo piore nos próximos meses. Vamos esperar para ver como serão pagos os salários em 2017.

Saiba o que funciona no feriado de adesão do MA à Independência

#Comerciários comemoram seu dia em São LuísIDifusora – Nesta quinta­feira (28), o feriado de adesão do Maranhão à Independência do Brasil irá mudar o funcionamento de alguns serviços na capital. Os bancos por exemplo, não irão funcionar. Usuários podem usar canais alternativos de atendimento bancário, como os caixas eletrônicos, internet banking para fazer transações financeiras.

As lojas dos shoppings centers podem funcionar das 14h às 20h, as praças de alimentação e parques abrem logo ao meio dia. Cinemas seguem o horário normal das sessões já definidas.

Os supermercados devem funcionar normalmente e abrir logo no início da manhã, mediante o pagamento de hora extra de 100%, por hora de trabalho. Já o comércio está autorizado a funcionar das 08h às 14h, mediante o pagamento de 100% sobre o valor da hora normal e mais gratificação para o trabalhador.

Nas repartições públicas, o feriado estadual foi adiado para a sexta-­feira (29), quando não haverá expediente. O Tribunal de Justiça do Maranhão também transferiu o feriado de quinta para sexta-feira, quando vai manter plantão judicial de segundo grau, garantindo o atendimento às demandas judiciais urgentes, nas esferas cível e criminal.

Confira o que funciona durante o carnaval

De O Imparcial

carnavalDe sábado (14) a quarta-feira (17), o comércio e alguns serviços públicos terão um ritmo de funcionamento diferente dos dias normais. Para que você possa curtir a folia e não passar por algum tipo de transtorno, caso necessite de algum desses serviços, O Imparcial traz o que funciona e o que não funciona nos cinco dias da Festa de Momo.

O São Luís Shopping funcionará normalmente no sábado de Carnaval (14). Já de domingo a terça-feira, as lojas e quiosques estarão fechados, reabrindo somente às14h da Quarta-Feira de Cinzas. O Danny’s Park e Praça de alimentação funcionarão das 12h às 22h, de segunda a quarta-feira. O Cinépolis funcionará normalmente todos os dias. O Hiper Bompreço funcionará das 8h às 14h e as Lojas Americanas, das 12h às 14h, no domingo. Na segunda e terça-feira, o Hiper Bompreço funcionará das 8h às 22h, e as Lojas Americanas, das 12h às 22h. Na Quarta-feira de Cinzas, Hiper Bompreço e
Lojas Americanas funcionarão das 13h às 22h.

No Shopping da Ilha, todas as lojas, quiosques e demais pontos comerciais, funcionarão normalmente durante o sábado. Já no domingo, segunda-feira a terça-feira, as lojas e quiosques estarão fechados. Nesses mesmos dias, a praça de alimentação e lazer funciona das 12h às 22h. O cinema UCI Kinoplex funcionará das 13h30 às 22h, de domingo a quarta-feira. O supermercado Mateus vai funcionar no domingo, das 7h30 às 14h. Na segunda e terça-feira, o estabelecimento estende o funcionamento até às 22h, e na Quarta-feira de Cinzas, abrirá ao meio dia e segue até às 22h. Também na quarta-feira, as lojas e quiosques voltarão a abrir as portas, das 14h às 22h; praça de alimentação das 12h às 22h e cinema, das 13h30 às 22h.

Todos os setores do Rio Anil Shopping funcionarão normalmente no sábado. Já no domingo, segunda e terça-feira, lojas, quiosques e Academia Estação Saúde, não funcionarão, somente reabrindo na Quarta-feira de Cinzas, às 14h. A Praça de Alimentação, Praça de Eventos e Space Play, funcionarão todos os dias do Carnaval, das 12h às 20h e, na quarta-feira, das 12h às 22h. O Cinesystem funcionará em horário normal todos os dias. O Supermercado Mateus funcionará de sábado a terça-feira, das 8h às 22h e, na quarta-feira, das 13h às 22h. Já as Lojas Americanas, funcionará no sábado, das 10h às 22h; no domingo, das 8h às 14h; segunda e terça, das 12h às 20h e na quarta-feira, das 13h às 22h.

O Tropical Shopping e o Monumental Shopping funcionarão normalmente no sábado (14), retornando suas atividades normais somente na Quarta-feira de Cinzas (18) a partir das 14h.

Comércio

A Câmara de Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL) informou que o funcionamento do comércio da capital maranhense será alterado no período carnavalesco. A CDL explicou que, de acordo com a Convenção Coletiva de Trabalho, firmada entre empregadores e empregados do comércio, as lojas da Rua Grande devem fechar a partir das 14h do sábado (14) e só reabrem na Quarta-feira de cinzas (18) às 13h. Os estabelecimentos lojistas situados em shopping centers funcionam normalmente até às 22h do sábado de carnaval, retomando as atividades na quarta-feira, a partir das 14 h.

A instituição informa ainda que nos shoppings, o funcionamento das praças de alimentação está liberado, nos horários habituais.

Supermercados

A Associação Maranhense de Supermercados (Amasp), informou que, de sábado a terça-feira, os supermercados deverão funcionar em horário normal aos dos demais períodos do ano. Já na Quarta-feira de Cinzas, os estabelecimentos estarão fechados no período da manhã, somente abrindo às 13h.

Bancos

Os bancos estarão fechados na segunda e na terça. O atendimento ao público será retomado somente na Quarta-feira de Cinzas, a partir das 12h.

Plantões

Os plantões de Polícia funcionarão normalmente durante o feriado. Como informa o portal do Tribunal de Justiça, o expediente no Judiciário do Estado do Maranhão será suspenso na segunda-feira (16) e volta apenas na quarta-feira (18). Estará funcionando apenas em regime de plantão, para o atendimento das demandas urgentes – habeas corpus, mandados de segurança, agravos de instrumento e suspensão de liminares.

Todos os hospitais atenderão normalmente no regime de plantão. As farmácias funcionarão normalmente no sábado e no domingo, algumas ficarão abertas até às 12h. Já na segunda e terça-feira, todas estarão fechadas, reabrindo ao meio-dia de quarta-feira.

Prefeitura realiza fiscalização do comércio informal no Espigão‏

Operacao_Blitz_Urbana_Espigao_091114_Foto_FabricioCunha_(121)A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria de Urbanismo e Habitação (Semurh), realizou no último fim de semana uma operação especial para fiscalização do comércio informal no Espigão Costeiro da Ponta d’Areia. A ação foi realizada pela Blitz Urbana, órgão vinculado à Semurh, em parceria com a Guarda Municipal e Companhia de Policiamento de Turismo Independente da Polícia Militar.

O superintendente de Fiscalização de Postura da Blitz Urbana, Márcio Aragão, explicou que a operação foi realizada em observância à Lei nº 3.016/89 que disciplina o comércio informal e ao artigo 88 da Lei Municipal 1.790/68 sobre o livre trânsito para acesso da população. “Fizemos contenção e retirada do comércio informal com base na legislação vigente, visto que não existe autorização emitida para essa atividade na referida área”, informou Márcio Aragão.

Durante a operação, foram retirados dezenas de ambulantes que estavam estabelecidos de forma irregular na região do Espigão Costeiro. Para garantir o ordenamento do uso e ocupação do solo urbano conforme a legislação urbanística, foi realizada na segunda-feira (10) uma reunião com representantes da Semurh, Polícia Militar e Secretaria de Estado da Cultura.

Além da Blitz Urbana, devido às especificidades da área, o ordenamento do uso do solo será feito de forma solidária em conjunto com a Polícia Militar. Na ocasião, também foi discutida a organização do comércio na região. Os representantes da Secretaria de Estado de Cultura explicaram que a ocupação dos quiosques existentes no local está sendo definida pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) e que não há possibilidade de ampliação da quantidade.

Confira o que funciona durante o carnaval em São Luís

Do Jornal Pequeno

Em função do Carnaval, na próxima semana, o comércio de São Luís será alterado a partir deste sábado (1° de março).

Com a mudança, o horário o comércio da Rua Grande e dos bairros vão fechar a partir das 14h e só reabrem na Quarta-Feira de Cinzas, às 13h.

ruagrande_0

Em relação aos supermercados e shoppings, o funcionamento segue o seguinte horário: no sábado, funcionam até às 22h; no domingo, das 8h às 14h; na segunda-feira funcionam regularmente, fecham na terça e reabrem na Quarta-Feira de Cinzas, às 13h. 

Fiscais do Ministério do Trabalho e membros do sindicato dos comerciários realizarão blitzes para fiscalizarem o cumprimento dos horários de fechamento dos estabelecimentos, conforme acordo realizado em convenção coletiva.

O descumprimento do acordo implicará em multa ao estabelecimento no valor de um salário e meio da categoria por funcionário que estiver trabalhando.

Operação
No sábado (1°), o Sindicato dos Comerciários vai realizar uma ação onde acompanhará o fechamento das lojas.

Confira o que funciona em São Luís durante o Reveillon

comercioNa administração pública, apenas serviços essenciais funcionam 31 e 1º. O comércio da capital funciona durante todo o dia 31 de olho nas últimas compras de Reveillon. Quem precisar dos serviços de lotéricas e correios, deverá utilizar durante a manhã dia 31, senão só poderá utilizar dia 2 de janeiro. Já os bancos, não funcionarão nem 31, nem 1º.

Comércio
Na Rua Grande, as lojas funcionam na véspera do feriado até às 19h. No dia 1º, as lojas da Rua Grande fecham as portas.

Os shoppings de São Luís também terão horário especial. O Tropical Shopping e o Monumental Shopping dia 31, funcionam das 9h às 20h, e no dia 1º, os dois estabelecimentos permanecerão fechados.

No São Luís Shopping as lojas permanecerão abertas dia 31, de 9h às 18h. No dia 1º, apenas a praça de alimentação funcionará, das 12h às 22h.

O Shopping da Ilha funciona no dia 31, das 10h às 18h.

As lojas do Rio Anil Shopping funcionam no dia 1º de janeiro, só as praças de alimentação, eventos funcionam das 12h às 22h.

Correios e lotéricas

No dia 31, as agências dos Correios funcionarão até as 12h. Casas lotéricas atenderão até as 13h, quando são encerradas as apostas, mas algumas podem estender seu horário ou manter o expediente normal. As agências bancárias não funcionarão, mas os clientes terão à sua disposição os serviços 24 horas dos canais de atendimento alternativos como caixas eletrônicos, internet banking e mobile banking. O consumidor que tem contas a pagar (luz, telefone, água etc) com vencimento na data festiva poderá fazer o pagamento no primeiro dia útil após o feriado, dia 2 de janeiro, sem multa.

Bancos

Nesta segunda-feira (30) o funcionamento está sendo normal nas agências bancárias. Já no dia 31 de dezembro não haverá atendimento ao público. O mesmo, acontece em 1º de janeiro. As agências retomam as atividades normais na quinta-feira (2).

Com informações do G1 Maranhão. 

Prefeitura intensificará fiscalização do comércio informal neste fim de ano

fiscalizaçãoO fim de ano terá a fiscalização do comércio informal no Centro intensificada com a continuidade do projeto Postura Legal. Com a proximidade de períodos festivos, como Natal e Ano Novo, a Prefeitura de São Luís, através da Secretaria de Urbanismo e Habitação (Semurh), irá realizar ações contínuas de disciplinamento na área.

O objetivo será o combate ao empachamento urbano (obstrução do passeio público), resultante da desorganização de barracas, carrinhos e mercadorias de vendedores ambulantes nas calçadas e vias do Centro. De acordo com o superintendente de Postura da Semurh, Márcio Aragão, as vistorias passam a ser realizadas por equipes de plantão, durante todos os dias, entre 7h e 20h, de segunda-feira a sábado, e de 7h às 15h, aos domingos.

As atuações terão foco principalmente na Rua Grande e adjacências, em cumprimento ao acordo fechado entre a Prefeitura, a Associação dos Vendedores Ambulantes e Similares de São Luís, e do Sindicato do Comércio dos Vendedores Ambulantes de São Luís, e também em conformidade com o Código de Postura do Município (Lei 1.790/68) e com a Lei do Comércio Ambulante de São Luís (3.016/ 96).

Com as ações, os comerciantes informais serão mantidos nas transversais da Rua Grande, em posição rente aos muros, com fiscalização feita por técnicos da Blitz Urbana, órgão vinculado à Semurh. O disciplinamento também é uma prévia do projeto de padronização de barracas dos ambulantes.

De acordo com o secretário municipal de Urbanismo e Habitação, Diogo Lima, com a uniformização das bancas, cada ponto terá estrutura desmontável, no tamanho de 1,20m x 0,80m, e serão localizadas nas transversais da Rua Grande. A padronização, que está em fase de licitação, foi proposta pelos órgãos representantes do comércio informal.