Carlos Lula diz que 80% dos internados de covid-19 são não vacinados

Nesta quarta-feira (12), o secretário de Estado de Saúde, Carlos Lula declarou que 80% dos internados por Covid-19 no Maranhão são pessoas que não se vacinaram.

Em vídeo divulgado nas redes, Lula enviou uma mensagem à população, apelando para que todos se vacinem.

“Eu faço um apelo a todo mundo que não se vacinou, ou se vacinou pela metade: se você tomou a primeira dose, não tomou a segunda, vá tomar a segunda; tomou a segunda e não tomou a terceira, vá tomar a dose de reforço. Não tomou ainda? A gente tem vacina para você”, declarou.

Carlos Lula anuncia novas medidas para atendimento aos pacientes das síndromes gripais no Maranhão

O secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, usou as redes sociais para divulgar o plano de ações para atendimento aos maranhenses com sintomas de gripe ou acometidos por síndromes mais graves, como a Covid-19. As ações anunciadas antecipam um possível aumento de casos de internação, como acontece em outros estados.

“Para ampliar a assistência aos pacientes com síndromes gripais, anuncio uma série de medidas que serão executadas pela Secretaria de Estado da Saúde”, escreveu no Twitter.

Estas são as medidas anunciadas para a capital e interior: ampliação de leitos de internação para adultos e crianças com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG); ambulatórios para crianças com sintomas gripais em São Luís, Balsas, Pinheiro e Santa Inês; ambulatório para adulto e crianças com sintomas de gripe em Pedreiras, Mirador e quatro na Grande Ilha, no Hospital Aquiles Lisboa, no IEMA (antigo Cintra) e nos CEM Padre José Bráulio Sousa Ayres e Domingos Vieira Filho. Todos os ambulatórios realizam testagem rápida de antígeno para descartar ou confirmar novos casos da Covid-19.

Carlos Lula também anunciou o retorno dos Hospitais Dr Genésio Rêgo e Cuidados Intensivos ao perfil de atendimento exclusivo aos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Em Miranda, Carlos Lula e Dr. Cardoso lideram Frente da Esperança

Ao que tudo indica, o nome do secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, faz parte de uma coalizão partidária e popular, em Miranda, com a Frente da Esperança. Nesta terça-feira (14), a iniciativa foi destaque durante o encontro do pré-candidato a deputado estadual com o Dr. Cardoso, liderança política na região.

“Miranda foi uma das cidades que mais receberam recursos ao longo dos últimos anos, recurso este que não vimos ser convertido em benéfico para a população. A política não serve para ninguém se enriquecer. O sentido da política é mudar a vida das pessoas”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Para o Dr. Cardoso, o apoio a Carlos Lula se deve principalmente ao bom trabalho realizado na pandemia. “Hoje temos a possibilidade de apoiar uma pessoa que se posicionou com maestria na pandemia, salvando vidas e levando vacinas. Foram essas coisas que nos estimularam para que ele olhe com carinho para a nossa cidade. Como médico, eu tenho prazer de trabalhar ao lado de pessoas como Carlos Lula”.

A Frente da Esperança é uma mobilização que tem como ponto fundamental a garantia de uma política pública responsável e compromissada com melhorias para a cidade em todos os seus contextos.

Localizada na região de Itapecuru-Mirim, a cidade de Miranda é central é passagem para quem tem como destino os municípios da Baixada Maranhense e da Região Sul do estado.

“População maranhense mais protegida”, afirma Carlos Lula sobre antecipação da dose de reforço

“Seguimos atentos ao cenário da pandemia no país. Com a confirmação de casos da variante ômicron no país, que é uma variante de preocupação, estamos em alerta. A antecipação da dose de reforço é importante para que a população maranhense esteja ainda mais protegida contra a doença. Aproveito e reforço a importância de todos se imunizarem contra Covid-19, assim que possível também com a terceira dose”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, sobre a redução do intervalo entre a dose de reforço e a última dose do esquema básico de vacinação contra a Covid-19.

Com a decisão adotada na reunião da Comissão Intergestores Bipartite, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e representantes das secretarias municipais de saúde aprovaram a redução do intervalo entre a dose de reforço e a última dose do esquema básico de vacinação contra a Covid-19. O intervalo entre as doses passa a ser de quatro meses e a vacina a ser utilizada deve ser, preferencialmente a Comirnaty do Laboratório Pfizer/Wyeth.

A dose de reforço deverá ser, preferencialmente, com a Pfizer, podendo, de maneira alternativa, serem usadas as vacinas da Janssen ou AstraZeneca, independente do esquema vacinal primário. Vale destacar que os municípios possuem doses da vacina Pfizer em estoque.

Carlos Lula recebe mais um título em reconhecimento a atuação no combate à pandemia

A cidade de Presidente Dutra reconheceu a contribuição do secretário estadual de Saúde, Carlos Lula, no enfrentamento à pandemia no Maranhão e à sociedade local. Nesta sexta-feira (26), o gestor da saúde recebeu o Título de Honra ao Mérito concedido por unanimidade pela Câmara de Vereadores, de autoria do vereador Wallas Sousa (PTB).

Para Carlos Lula, os resultados alcançados são fruto dos investimentos e do esforço da Secretaria. “Fizemos o que era necessário ser feito. Expandimos a rede hospitalar, no nosso Hospital de Presidente Dutra abrimos ala de leitos Covid, ambulatório para pacientes com os sintomas iniciais e ainda implantamos a unidade da Rede Cuidar para garantir tratamento às pessoas com sequelas da Covid”, lembrou o secretário.

Durante a solenidade, o vereador Wallas Sousa ressaltou os esforços de Carlos Lula para alcançar a menor taxa de mortalidade por Covid-19 do país. Desde 2020, o Maranhão mantém o primeiro lugar no ranking dos estados com o menor número de mortes por 100 mil habitantes, mesmo após a segunda onda, com as variantes Gamma e Delta, em circulação.

Carlos Lula também destacou em sua fala o apoio logístico do Governo do Maranhão para garantir agilidade na distribuição de vacinas contra a Covid-19 às 217 cidades, bem como as ações desenvolvidas pela Secretaria no apoio aos municípios para vacinação da população, com o envolvimento dos profissionais da rede estadual e da Força Estadual de Saúde.

Participaram da solenidade o prefeito Raimundinho da Audiolar (Republicanos) e o presidente da Câmara Municipal, o vereador Aristeu Nunes (Republicanos).

Carlos Lula destaca diferencial do Maranhão no controle da transmissão do novo coronavírus

O ritmo de transmissão de coronavírus no Maranhão é 0,94. Segundo dados do projeto Covid-19 Analytics, executado em parceria pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o indicador se mantém abaixo de 1 há três meses.

“Recordo que o diferencial do Maranhão, frente ao restante do país logo em 2020, foi instalar os primeiros leitos para enfrentamento da Covid-19 quando ainda não tínhamos confirmação da doença no estado. Nestes dois anos ampliamos nossa rede hospitalar, com leitos de UTI, por todo o Maranhão. E, desde o início do ano, o Governo esteve envolvido com a força-tarefa da vacinação, barreiras sanitárias e testagem”, pontuou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Com a manutenção do indicador abaixo de 1, o secretário Carlos Lula reforçou que a rede estadual da Saúde também tem intensificado as cirurgias eletivas e a retomadas de procedimentos específicos da média e alta complexidade. “Estamos garantindo o acesso aos serviços do Sistema Único de Saúde de forma resolutiva e perto do domicílio dos maranhenses. A melhora do quadro epidemiológico possibilita o retorno integral do atendimento aos pacientes não-Covid, por isso, os programas Mais Cirurgias e Saúde na Praça vão acontecer em várias cidades”, disse.

Mais investimentos

Somente este ano, o Governo do Maranhão abriu as UTIs de Barreirinhas, Imperatriz e Grajaú, além dos leitos do Hospital Aquiles Lisboa e da Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão, as Policlínicas de Açailândia, de Barra do Corda e do Idoso (São Luís), Sorrir de Presidente Dutra e da Ponta do São Francisco.

Nesta semana, o governador Flávio Dino e o secretário Carlos Lula inauguram o primeiro Hospital Regional de Pedreiras, que também contará com ala Covid e não-Covid.

Carlos Lula entrega reforma do Hospital Municipal de Morros

O secretário Carlos Lula entregou a obras de melhorias no Hospital Municipal de Morros, neste sábado (2). Com a estrutura reformada, a população vai contar com salas próprias para consultas médicas e exames de imagem, além do atendimento de urgência e emergência.

A unidade recebeu novos equipamentos e material para uso de atendimento clínico e cirúrgico. “O hospital é moderno e foi amplamente reformado, com capacidade para trabalhar em conjunto com o nosso Hospital Regional de Morros. Eu tenho certeza que quem ganha com isso tudo é a população”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Acompanhando a visitação na unidade municipal, o prefeito de Morros, Milton Jose Sousa Santos, destacou a qualidade dos serviços feitos. “O meu agradecimento ao governador Flávio Dino e ao secretário Carlos Lula, que têm demonstrado compromisso não apenas com Morros, mas também com todo o Maranhão”, agradeceu.

Na ocasião, a Câmara dos Vereadores entregou título de cidadão morroense ao secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Carlos Lula anuncia reforma de hospital municipal e destina ambulância para São Domingos do Azeitão

 O secretário de estado da Saúde do Maranhão, Carlos Lula, esteve reunido na manhã desta terça-feira (31) com a população do município de São Domingos do Azeitão. Para fortalecer a rede de saúde, o gestor fez a entrega de uma ambulância equipada e anunciou a reforma do hospital municipal.

Acompanhado do governador Flávio Dino, do prefeito Lourival Leandro dos Santos Junior , de secretários de estado e autoridades municipais, Carlos Lula anunciou os investimentos na área da saúde para o município de São Domingos do Azeitão.

“Precisamos dar condições para que as pessoas sejam tratadas. Por isso temos muitas novidades para o estado no campo da saúde. A população de São Domingos do Azeitão será beneficiada com a nova ambulância e a reforma do hospital municipal. Por isso a união de esforços fortalece a rede de cuidados para população e impacta positivamente na melhoria da qualidade de vida das pessoas”, frisou Carlos Lula.

Ambulância

Para o transporte sanitário dos pacientes, a ambulância conta com prancha, maca, umidificador, cadeira de rodas, cilindro e bala de transporte para oxigênio para o transporte sanitário seguro da população.

Carlos Lula anuncia recursos para ampliar a radioterapia do Hospital Aldenora Bello

Nesta quinta-feira (26), o secretário Carlos Lula esteve no Hospital Aldenora Bello, para anunciar o investimento do Governo do Maranhão em mais de R$ 8,2 milhões. Os recursos serão destinados a ampliação do serviço de radioterapia e outros serviços oncológicos.

“Vamos acabar com a agonia da pessoa com câncer só comecar o tratamento depois de meses. O financiamento do serviço está garantido pelo Governo do Maranhão”, disse o secretário Carlos Lula.

Com o investimento do Governo do Maranhão, o Hospital dobra sua capacidade mensal para atendimento aos pacientes com câncer.

“Teremos uma velocidade maior de saída dos pacientes, conseguindo zerar a espera e possibilitar um tratamento de qualidade para todos os maranhenses”, comemora o vice-presidente presidente do hospital, Antônio Dino.

O custeio para manutenção e ampliação do serviço de radioterapia do hospital filantrópico vai beneficiar centenas de maranhenses por meio dos recursos do Governo do Maranhão.

O Lula da Saúde também é o Lula da Obra

O secretário Carlos Lula esteve acompanhado do governador Flávio Dino e do ex-presidente Lula no início da vacinação com a segunda dose dos operários do Hospital da Ilha, nesta quinta-feira (19). Os trabalhadores estão envolvidos na obra do maior hospital público construído pelo Governo do Maranhão.

“A vacina tem que ir para perto das pessoas, a gente tem que facilitar o acesso das pessoas à vacinação. A gente sabe que o pessoal da construção civil entra muito cedo e sai muito tarde, teria dificuldade de ter acesso a pontos centralizados, então a gente descentralizou e atingiu quase 100% de vacinação desses profissionais na capital”, disse Carlos Lula.

O ex-presidente Lula aplaudiu a iniciativa de Carlos Lula em aproximar a vacinação dos trabalhadores da construção civil. “O que eu quero é derrotar este vírus, que tá matando tanta gente no Brasil. Esse negócio de vacinar as pessoas em seu local de trabalho é uma coisa excepcional”, elogiou.

Flávio Dino também destacou a importância da atuação de cada trabalhador na obra do Hospital da Ilha. “É o maior complexo hospitalar do Maranhão que vai começar a ser entregue em dezembro, a primeira fase. Com isso, todos vocês vão ter o orgulho de passar nesta avenida [São Luís Rei de França] e dizer que construiu o maior e melhor hospital do Maranhão”, disse.