Andrea diz que Ricardo será candidato a cargo majoritário: “governador ou senador”

A deputada Andrea Murad falou sobre a entrada de Roseana Sarney na disputa pelo governo do estado. A entrada murchou a pré-candidatura do pai, Ricardo Murad, ao governo do Estado. Andrea diz agora que Ricardo pode ser candidato a Senador, mas isto jogaria mais lenha na fogueira dos pré-candidatos do grupo Sarney.

Andrea disse que não existe briga pelo fato de Ricardo se lançar pré-candidato e Roseana também. O que poderia evidenciar uma estratégia de ter muitos candidatos para levar a disputa para o segundo turno. “Muito bom a candidatura da ex-governadora. Ela tem todas as condições de disputar. Quanto mais candidatos, melhor para conseguirmos tirar o governador Flávio Dino do governo. O eleitor tem mais opções de voto”.

Apesar disto, a deputada não mostrou convicção da candidatura do pai ao governo e abriu o leque para ser candidato também a Senador. “Ele será candidato a majoritário. Será candidato a governador ou a senador. Ainda pode ser ao governo, mas quer dizer que ele está rompido com a governadora Roseana. Uma coisa não tem nada a ver com a outra”, sentenciou.

Candidata a federal pelo PRP

Andrea Murad confirmou que será candidata mesmo a deputada federal e disse que aguarda a janela partidária para seguir o pai no PRP. A confirmação aumenta a especulação de que Ricardo pode não seguir a candidatura majoritária como afirma Andrea e ser mesmo candidato a deputado estadual.

“Desespero de quem não quer o Hospital de Traumatologia funcionando parece ser enorme”, afirma Lula

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, usou as redes sociais para detonar os factoides implantados pela oligarquia Sarney/Murad sobre o Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO) do Maranhão, que será inaugurado nos próximos meses pelo Governo do Estado.

A unidade, que representa a duplicação do número de leitos ortopédicos oferecidos pelo Estado em São Luís, tem sido alvo de constantes invencionices capitaneadas pela deputada Andrea Murad, a mesma que é filha de Ricardo Murad, ex-secretário de saúde e classificado pela Polícia Federal como líder de organização criminosa que desviou bilhões dos cofres públicos na gestão da ex-governadora Roseana Sarney.

De acordo com as sandices da parlamentar, o Governo do Estado já está pagando o aluguel do prédio que vai abrigar o HTO. O que ela não conta é que o espaço passa por ampla reforma para atender da melhor maneira possível os pacientes. “O aluguel de uma estrutura existente representa uma solução mais barata e mais rápida que a construção de um novo imóvel”, explicou Lula.

Ainda de acordo com ele, “o valor da reforma será descontado do aluguel, conforme expressa previsão do artigo 35 da Lei n. 8.245/91”, o que mostra que “não há irregularidade, não há ilegalidade mas o desespero de quem não quer o Hospital de Traumatologia funcionando parece ser enorme”.

O secretário detonou ainda dizendo que “é triste notar que a oposição não quer o HTO, sabe-se lá por qual motivo. Reafirmo: o debate no estado pode ser muito mais qualificado. O Hospital supre demanda histórica nessa especialidade e será entregue à população neste semestre”, ressaltou o secretário.

O desespero demonstrado por Andrea Murad evidencia o incômodo do clã que dominou o Maranhão por décadas e sugou até o último centavo que pôde, sobretudo da saúde.

“Para tristeza de muitos, o HTO é apenas uma das inúmeras inaugurações que faremos neste segundo semestre. Sorrir, Hospital de Balsas, Centros de Hemodiálise e mais outras unidades por todo o estado. Enquanto os viúvos gritam, a gente trabalha”, completou Carlos Lula.

Marcos Caldas reassume mandato na Assembleia

O suplente do deputado estadual Marcos Caldas (PSDB) reassumiu o mandato no lugar do deputado Alexandre Almeida (PSD), que pediu licença para tratamento de saúde por quatro meses.

Alexandre faz oposição ao governo Flávio na Casa e disse que precisa se dedicar à saúde para retornar com mais força na reta final. “Precisarei fazer alguns exames por recomendação médica e, por isso, terei que me ausentar temporariamente das minhas atividades parlamentares. Com fé em Deus, voltarei em breve com a saúde fortalecida para continuar nosso projeto”.

A última passagem de Caldas pela Assembleia foi marcada por discussões fortes entre Caldas e Andrea Murad (PMDB). As discussões devem se repetir nesta nova passagem.

 

Caso Levi deve ser apurado, mas Andrea pedir investigação é muita incoerência

Caso Levi do Peixe é sério e grave. Mas não se compara aos escândalos milionários da Máfia da saúde associados à campanha da deputada Andrea Murad

A possível compra de apoio eleitoral em troca de distribuição de peixes comprados com recurso da prefeitura de Chapadinha é grave e deve ser apurado. Áudios do deputado Levi Pontes, provavelmente vazados pelo próprio interlocutor da conversa telefônica, mostram o deputado pedindo cotas de peixes para vereadores.

“Agora, eu conversei muito com o dr. Magno, como sempre, vai distribuir cotas de peixe pra zona rural e cidade, pra todos. Às lideranças políticas… Inclusive, já comunicou a minha cota, que eu não sei qual é. (…) Por favor, veja a sua… a dos vereadores todos nossos… estão satisfeitos …” diz trecho da conversa do comunista.

Do que dá para se depreender dos áudios, Levi afirma que combinou com o prefeito Magno Bacelar, de Chapadinha, para fazer a distribuição dos peixes a partir de critério político para garantir sua eleição.

O deputado alega que não utilizou dinheiro público e sempre faz distribuição de peixes de recursos próprios para pessoas carentes.

O caso é grave e deve de fato ser apurado. Mas a cobrança de apuração veio do lado menos apropriado.

A deputada Andrea Murad protocolou requerimento à Mesa Diretora solicitando representação na Comissão de Ética da Assembleia. Outro deputado poderia até pedir investigação contra Levi, mas é incoerência a peemedebista.

Como pode a deputada Andrea pedir investigação sobre abuso de poder econômico e político? Se a comissão de ética resolvesse investigar o uso de helicópteros na campanha de Andrea e as doações de campanha de empresas que tinham ligação com a secretaria estadual de saúde comandada pelo pai da deputada durante a campanha, o caso de Levi pareceria bobagem.

Assembleia: crises internas na base governista e na oposição

Ano pré-eleitoral deixa clima tenso na Assembleia

O clima não está bom nem entre os deputados de oposição nem entre os deputados de governo na Assembleia Legislativa. Além das ríspidas discussões entre governo e oposição, os dois grupos também vivem clima acirrado internamente.

Na base governista, o clima está se acirrando nos municípios. E o governo tem que tomar muito cuidado agora com todas as ações nas cidades que podem causar ciumeira. Quando o governo faz uma ação em uma cidade que aparente beneficiar o aliado político de um deputado, faz com que outro deputado (adversário no município) se revolte.

A consolidação das lideranças em municípios e regiões começa a preocupar todos os deputados de olho na reeleição. Por isso, as disputas de ações do governo nas cidades, aliada à liberação de emendas, tem feito com a base do governo Flávio na Assembleia esteja sustentada por uma corda bamba. Hoje, é difícil confiar solidamente na maioria governista na Assembleia.

Oposição em choque

Desde que o espaçoso Eduardo Braide (PMN) assumiu definitivamente a condição de opositor ao governo na Assembleia, também tem gerado atrito entre oposicionistas.

A deputada Andrea Murad ficou muito irritada com Braide por ter “roubado” sua pauta do ICMS da construção civil. Andrea, que é líder da oposição, andou reclamando que Braide mesmo sabendo que ela tinha as informações e se preparava para atacar fortemente o governo com a história, tomou para si a discussão, fez audiência e levou todos os holofotes da mídia alinhada ao grupo de oposição.

Está causando incômodo o modus operandi invasivo de Braide, fazendo com que os oposicionistas “raiz” percam espaço, principalmente nos meios de comunicação do Clã Sarney.

Política maranhense em notas

Intimidação a delegado

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) tenta enquadrar o delegado da Polícia Civil Antônio Jorge Silva Santos. Ele promove nesta terça-feira (13) audiência da comissão de segurança da Assembleia com o delegado. Isto porque a defesa do prefeito de Mirinzal, Amaury Almeida, alega que foi preso no dia da eleição por perseguição política. Vale lembrar que o segurança de Amaury atirou em um militante de seu adversário na madrugada da eleição.

Encontro indigesto

O velório do ex-governador João Castelo promoveu encontros inusitados na Assembleia Legislativa. Quando descia as escadas saindo da Assembleia Legislativa acompanhado de outros políticos, o governador Flávio Dino deu de cara com a deputada Andrea Murad que subia as mesmas escadas. Saiu faísca! A deputada deu um forte boa tarde e saiu praticamente correndo. Não deu nem tempo de ouvir o “boa tarde” do governador.

Evitando encontro indigesto

Já o senador Roberto Rocha preferiu evitar o encontro. Quando soube que Flávio Dino estava no velório, preferiu se esquivar pelo outro lado da Assembleia e esperar sua saída para entrar e prestar solidariedade à família de Castelo. Rocha e Flávio trocaram farpas nas redes sociais na semana passada por conta da balneabilidade das praias. O atrito virtual pode ser considerado o rompimento definitivo dos companheiros de chapa de 2014.

Último adeus

Após o velório na Assembleia Legislativa, o enterro de João Castelo no cemitério Parque da Saudade foi o momento que marcou o adeus definitivo do ex-governador, com uma salva de tiros, Centenas lotaram o cemitério para a despedida. Seu corpo foi levado para o cemitério em viatura do Corpo de Bombeiros. Foram muitas homenagens ao político ao longo do dia.

Serviços funerários pós-eleição

Por falar em velório e Castelo, o colega de partido, prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, celebrou contrato estranho logo após as eleições municipais. A prefeitura de Imperatriz assinou dia 7 de novembro contrato de R$ 320 mil com a empresa RC Serviços Funerários Ltda., para o fornecimento de urnas mortuárias, mortalha, translado, etc. até o final do ano e do mandato do atual prefeito. (Informações do Blog do Garrone)

Política maranhense em notas

Bira entre PCdoB, PDT e PT

biradopindareO deputado estadual Bira do Pindaré já disse que não fica no mesmo partido do Senador Roberto Rocha. Por isso, está de malas prontas para deixar o PSB. Mas Bira ainda não tem destino certo. O deputado recebeu convites de PDT, PT e PCdoB. Mas está deixando mais para frente sua definição. Bira é um forte nome para a prefeitura de São Luís em 2016. Hoje, ele e Eduardo Braide são os nomes que aparecem com mais chance de protagonizar a disputa de 2020.

Rogério bem próximo do PDT

rogerioQuem está a um passo de acertar com o PDT é o líder do governo na Assembleia Legislativa, Rogério Cafeteira. Rogério se aproximou muito do deputado federal e presidente estadual do PDT, Weverton Rocha, durante a campanha do candidato Edivaldo Holanda Júnior, em São Luís. O próprio Edivaldo também criou uma relação mais próxima com o hoje socialista. As conversas estão adiantadas e Rogério deverá disputar a reeleição pela legenda democrata-trabalhista.

PR pode ser destino de Coutinho

humbertoO presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho, deve deixar o PDT. Apenas em um exercício de observação de cenários e possibilidade, o Blog aposta que o destino de Coutinho deve ser o Partido da República. Não existe ainda convite, mas para as pretensões de Coutinho, seria este o caminho partidário. E pela relação dele com Josimar de Maranhãozinho, presidente da legenda, não teria problemas para a filiação.

Quero bater e ganhar emenda

wellingtondocurso-2Durante o almoço com o governador interino, Humberto Coutinho, na semana passada no Palácio dos Leões, o clima foi de descontração. Por isso não houve sequer uma foto do encontro. Em dado momento do bate papo, o deputado estadual Wellington do Curso (PP) fez uma cobrança a um membro do alto escalão do governo (que não é Márcio Jerry) pelo pagamento de suas emendas. Então, foi solicitado a ele que se defina se quer ser governo ou oposição.

Ausências

andreamuradO deputado Adriano Sarney até iria ao almoço, independente da presença do secretário Márcio Jerry, mas o deputado não estava no Estado. Vale lembrar que Adriano já esteve até em uma mesa com Flávio Dino no Palácio dos Leões quando o governador reuniu a Mesa Diretora da Assembleia que será empossada em 2017. Mas quem realmente não foi e fez questão de dizer que não iria por causa da presença de Jerry foi a deputada Andrea Murad. O curioso é que pela disposição das cadeiras, Andrea sentaria em frente à Márcio, ao lado do líder do governo, Rogério Cafeteira (PSB).

Desculpas

Pedimos desculpas aos leitores pelo ritmo lento de atualização entre esta segunda (7) e terça-feira (8). Estávamos com problemas técnicos já resolvidos. E nesta quarta-feira (9), seguimos com nosso ritmo normal e todas as novidades do mundo político.

Andrea Murad dá mau exemplo em campanha

IMG-20160905-WA0021

A deputada Andrea Murad (PMDB) deu um mau exemplo sobre segurança no trânsito, durante campanha da mãe, Teresa Murad (PMDB), prefeita e candidata à reeleição em Coroatá.

A deputada desfilou de moto sem capacete ferindo o artigo 244 do Código Brasileiro de Trânsito e como representante do povo, dando um péssimo exemplo, já que uma das maiores causas de acidentes graves no interior do Maranhão, é justamente o alto número de acidentes de moto com condutores e/ou passageiros sem capacete.

Política maranhense em notas

Maioria dos maranhenses contra o impeachment

pesquisaimpeachmentO próprio governador Flávio Dino divulgou na noite desta quarta-feira (11) os primeiros números da pesquisa realizada pelo instituto Exata sobre a percepção dos maranhenses com relação ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. 56% dos entrevistados disseram ser contra o impedimento e 39% a favor. Além disso, 54% dos entrevistados apoiam a defesa de Flávio à presidente.

Enfrentamento à manobra dos empresários

assembleiaO prefeito Edivaldo recebeu grande apoio de muitos parlamentares na Assembleia Legislativa. O poder legislativo estadual demonstrou que estará apoiando o processo licitatório e vigilante quanto quanto à tentativa de um grupo de empresários de melar o certame. A postura de enfrentamento e de não recuo do prefeito Edivaldo Holanda Júnior foi muito elogiada pelos parlamentares na sessão. “Eu vejo que o prefeito Edivaldo Holanda Júnior não foge desse compromisso de atender à comunidade, à sociedade e ao povo com um transporte público de qualidade”, disse o deputado Antônio Pereira.

Na Vara de Interesses Difusos

justiçaO processo impetrado pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET) está na Vara de Interesses Difusos e Coletivos. O juiz da Fazenda Pública declarou incompetência da sua Vara para o caso. Agiu corretamente e enviou o processo para Vara específica. Desde o final da manhã o processo está na mesa do juiz Douglas Martins passou a tarde debruçado sobre o processo. A expectativa era de uma resposta ainda nesta quarta (11). O que não deve acontecer pelo adiantado da hora. A última movimentação foi mesmo às 11h46 quando ficou concluso a mudança e pronta para decisão.

Murad ataca Roseana por apoio a Câmara

andreaA deputada Andrea Murad não poupou a ex-governadora Roseana Sarney pelo apoio ao pré-candidato a prefeito Fábio Câmara. Andrea até desdenhou da importância do apoio, afirmando que já está na hora de Roseana se aposentar. A ex-governadora disse que ia se aposentar, eu acreditei, inclusive fui na renúncia dela no Palácio dos Leões, onde houve despedidas e até lágrimas. Então, realmente pensei que depois dela ter ficado estática na campanha do Lobão Filho ela estivesse disposta a parar. Mas se não se movimentou para ajudar a eleger o governador, não creio que se movimentará para eleger Fábio Câmara ou qualquer outro. Precisamos saber a hora de parar”, disparou contra a esposa do seu tio.

Uema pediu ressarcimento de Maranhão

waldirmaranhaoO reitor da Universidade Estadual do Maranhão, Gustavo Pereira, emitiu nota afirmando que a Universidade tomou as atitudes cabíveis com relação aos salários recebidos irregularmente pelo professor Waldir Maranhão, que desde 2007 é deputado federal. Waldir recebeu salários indevidos até janeiro de 2016, quando, segundo a Uema, detectou a irregularidade, bloqueio o pagamento e solicitou o ressarcimento de Maranhão. O período identificado pela atual gestão da irregularidade é de fevereiro de 2014 a janeiro de 2016.

Temer com Sarney na véspera de assumir

temersarneyEnquanto o plenário do Senado analisa o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff , o vice Michel Temer passou a maior parte desta quarta-feira (11) no Palácio do Jaburu, residência oficial, reunido com conselheiros políticos e parlamentares aliados. O vice-presidente Michel Temer deixou o Palácio do Jaburu por volta das 12h35 para almoçar com o ex-presidente e ex-senador José Sarney. O deputado Sarney Filho (PV-MA), filho do ex-presidente e ex-senador, deve assumir o Ministério do Meio Ambiente no eventual governo Temer.

Política maranhense em notas

Humberto Coutinho desmente Andrea Murad

humbertoA deputada Andrea Murad (PMDB) tentou dar a entender que os aliados do governador Flávio Dino na Assembleia Legislativa estariam insatisfeitos com o comunista, citando até o presidente da Assembleia, Humberto Coutinho (PDT). “Ele é ingrato com o Presidente desta Casa que o elegeu governador junto com o pai de Fábio Macedo, e junto com o Deputado Zé Reinaldo Tavares. Ele é ingrato e deve ser ingrato com os três, com o Presidente desta Casa eu sei que ele é”, afirmou. Humberto cortou na hora. “Deputada, eu respeito as suas ideias de Oposição, V. Exa. e os seus pares, mas a minha relação com o Governador é muito boa, ouviu?”. Mais direto impossível.

E tem moral mesmo

flaviohumbertoE se tem alguém que tem o respeito do governador Flávio Dino é o presidente Humberto Coutinho. É alguém que Flávio faz questão de ouvir. Desde o início do mandato Flávio e Humberto estão afinados e o presidente faz o elo com o parlamento. Claro que muitas demandas de deputados não são atendidas – até porque não dá pra atender tudo – mas o diálogo existe com Humberto e o secretário Marcelo Tavares. Hoje mesmo se reuniram o secretário Márcio Jerry e o diretor de Comunicação da Assembleia, Carlos Alberto, os homens de confiança de Flávio e Humberto.

E Roberto Rocha, Andrea?

andreaAndrea Murad disse que Humberto Coutinho, Zé Reinaldo e Dedé Macedo elegeram Flávio Dino. Uma baita “injustiça” com o senador Roberto Rocha. Afinal, foi o senador que elegeu Flávio, segundo ele! Embora, o que sentimos quando conversamos com eleitores da chapa Flávio-Roberto seja exatamente o contrário.

Socialistas confiantes na vitória

Os dirigentes do PSB estão muito mais confiantes hoje do que há uma semana quanto à permanência do diretório estadual. Após sondagens junto à direção nacional, a percepção dos socialistas é de que será mantido o diretório comandado por Luciano Leitoa. A direção nacional mantém a confiança em Leitoa na condução da legenda, e, mesmo que Roberto Rocha imponha o diretório estadual como moeda de troca para votar a favor do impeachment, não deverá ter o pleito acatado. Isto porque a queda de Dilma já está tão sacramentada, que não vale a pena negociar agora nestes termos.

TJ mantém condenação de Lisboa

lisboaA 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça votou contra o recurso do ex-prefeito de Bacabal, Raimundo Lisboa. Ele foi condenado, em primeira instância, por ato de improbidade, com a suspensão de seus direitos políticos por três anos, proibição de contratar com o Poder Público pelo mesmo período e, ainda, ao pagamento de multa. O Ministério Público alega que o então prefeito manteve pessoas contratadas irregularmente no quadro de servidores do Executivo.

Rosângela deixa cargo nos Correios

rosangelacuradoO deputado federal Weverton Rocha (PDT-MA) anunciou na Câmara Federal que a odontóloga Rosângela Curado deixa o cargo que possuía como assessora na presidência nacional dos Correios para retornar a Imperatriz e se dedicar exclusivamente à pré-campanha. Weverton lembrou que quando se licenciou, Rosângela Curado esteve no mandato e deixou uma marca na comissão de seguridade social. Weverton salientou o conhecimento que a pré-candidata tem hoje em Brasília. “Ela é mulher, guerreira e eficiente. Tenho orgulho de saber que ela está firme dentro da cidade de Imperatriz”.