“É preciso garantir atendimento pleno, presencial e online nas agências bancárias para a classe”, enfatiza Kaio Saraiva, pré-candidato à presidência da OAB/MA

“Essencial é garantir aos advogados e advogadas o atendimento pleno e efetivo nas agências bancárias para recebimento dos alvarás e RPVs para otimizar o dia a dia profissional com o recebimento dos valores devidos ao cliente e de seus honorários”. É o posicionamento do diretor-financeiro da OAB/MA, Kaio Saraiva, em reunião entre a Superintendência da Caixa Econômica Federal, Diretoria da OAB/MA e a Comissão de Assistência, Defesa e Prerrogativas da Advocacia.

Há alguns meses, a OAB requereu a prioridade na expedição de alvarás ao Judiciário. Depois, foi criada a Central de Alvarás, plataforma on-line para agilizar esse pagamento. Acontece que algumas agências bancárias eliminaram o atendimento presencial comprometendo a prestação do serviço à classe advocatícia. “Em alguns casos, a advogada ou o advogado se deslocou até à agência com seu cliente, mas encontrou as portas fechadas. A advocacia deve ser garantido também o atendimento presencial”, pontuou Kaio.

Os advogados e advogadas de algumas cidades vivenciam essa dificuldade e levaram a conhecimento da Ordem. As agências bancárias se recusaram a fazer o pagamento de alvarás por meio presencial. O convênio assinado com a CEF deixa claro que a Central de Alvarás é mais uma possibilidade, uma ferramenta disponível para a advocacia, e não a única opção.

Em resposta à demanda, os representantes da CEF se comprometeram a conversar, tanto com a Superintendência da Caixa em Imperatriz, relativa à região sul do estado e que abrange as cidades onde há maiores reclamações sobre o não atendimento presencial para a advocacia de outros municípios.

Trabalho de Kaio Saraiva na OAB/MA volta a ser destaque

A gestão do advogado Kaio Saraiva, diretor-tesoureiro da OAB do Maranhão, voltou a ser destaque, neste último fim de semana, na imprensa maranhense.

Reportagem do Jornal O Imparcial, publicada no Caderno Elite, mostrou, mais uma vez, o excelente trabalho realizado pelo causídico no que diz respeito à gestão financeira da entidade; promoção da qualificação dos advogados e advogadas ; defesa das prerrogativas; e estruturação de serviços para a advocacia maranhense.

Na semana passada, vale destacar, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil aprovou, de forma unânime e com louvor, a prestação de contas de Saraiva referente ao ano de 2019.

Pré-candidato à sucessão do presidente Thiago Diaz, Kaio Saraiva também comandou a Escola Superior de Advocacia (ESA) onde qualificou, por exemplo, cerca de 10 mil advogados com cursos nas mais diversas áreas.

Na entrevista concedida a O Imparcial, o diretor-tesoureiro, além de tratar de aspectos familiares e da sua trajetória profissional, comentou o trabalho desenvolvido na entidade em pleno período de pandemia.

“Reorganizamos contratos, ampliamos o alcance da ESA e demos apoio ao trabalho das comissões. Em 2020, veio a pandemia e tivemos que nos reinventar e replanejar mediante tanta instabilidade. Nossa receita é compartilhada com a CAAMA (20%), Conselho Federal (10%) e Fida (3%), e a imprevisibilidade da pandemia, somada a responsabilidade de manter os serviços da casa (com despesas administrativas na capital e em 17 subseções), o emprego e o pagamento dos funcionários da casa, diante da inadimplência trazida pelo momento, seria impossível qualquer redução de anuidade, sob risco de não cumprir com os compromisso da instituição. Assim, o foco foi buscar soluções para a advocacia continuar sua atividade. Estive a frente com Thiago Diaz e nossa diretoria em diversas ações em prol da advocacia. Solicitamos a prioridade no pagamento de alvarás e RPVs, criamos a central de alvarás, solicitamos a retomada dos prazos processuais e, além do atendimento presencial, a realização de audiências online. Isso é um ganho não só para o profissional da advocacia, mas para a sociedade, pois facilita o acesso do cidadão à justiça. O compromisso dos jovens advogados passou a ser online. Com todas as dificuldades, conseguimos ainda investir em estruturas e melhorias para a classe”, disse.

Esquecido – Em uma outra reportagem, também divulgada neste fim de semana, O Imparcial tratou acerca da eleição que definirá o comando da OAB maranhense.

Além de Saraiva, foram lembrados outros nomes que, neste momento, se apresentam como pré-candidatos.

Curiosamente, o nome do atual presidente da Caixa de Assistência dos Advogados do Maranhão (CAAMA), Diego Sá, não foi citado.

Sá foi indicado duas vezes para o comando da Caixa, que é um braço da Ordem, por Thiago Diaz, pré-candidato a conselheiro federal.

Sem Diaz e o seu grupo, o causídico jamais teria chegado aonde chegou.

Comandada por Kaio Saraiva, gestão financeira da OAB/MA tem prestação de contas aprovada pelo Conselho Federal

Em sessão remota por vídeo conferência, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil aprovou, nesta segunda-feira (28), a prestação de contas da gestão financeira da OAB do Maranhão relativa ao ano de 2019.

A relatoria, na oportunidade, destacou o cumprimento dos provimentos 101 e 185 do CF, em especial os relacionados a boa gestão, equilíbrio financeiro e transparência.

A prestação de contas, vale destacar, foi aprovada com louvor e de forma unânime.

A gestão que tem à frente do financeiro o diretor-tesoureiro Kaio Saraiva tem sido destaque na advocacia pelo compromisso com qualificação, defesa de prerrogativas e estruturação de serviços para a advocacia maranhense.

A gestão financeira de 2019 foi essencial para que a OAB/MA pudesse enfrentar os desafios trazidos pela pandemia e não reduzir os serviços prestados.

Mesmo diante desse contexto, a OAB seguiu com os investimentos em qualificação, infraestrutura e melhorias para a classe, mantendo todos os colaboradores do quadro.

“Não tinha dúvidas em relação a gestão do Kaio Saraiva que, mais uma vez, surpreendeu de maneira positiva, pois o bom gestor se conhece nos momentos de crise, onde precisa de criatividade para manter os investimentos em alta mesmo com a elevada inadimplência em virtude da pandemia”, enfatizou o presidente Thiago Diaz.

“Ficamos satisfeitos pela aprovação das contas pelo Conselho Federal. Isso reflete a integridade do trabalho e da aplicação responsável dos recursos da advocacia, e que foram revestidos sempre em melhores condições de trabalho para todos os advogados e advogadas do nosso Estado”, disse Kaio Saraiva.

Kaio Saraiva apresenta Projeto de Lei que prevê isenção do pagamento de custas para a execução de honorários advocatícios

Isentar a advocacia do pagamento de custas processuais nas ações de Cobranças, Execução e cumprimento de sentenças de honorários advocatícios. É o conteúdo do projeto de lei apresentado pelo Diretor-Tesoureiro da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Maranhão (OAB/MA), Kaio Saraiva, ao deputado estadual Roberto Costa durante o Colégio de Presidentes realizado hoje em Bacabal.

Colégio de Presidentes reúne representantes da advocacia das 17 Subseções da OAB maranhense. Ações e diálogos são traçados em prol da melhoria do exercício da advocacia do Maranhão. Para Kaio Saraiva, pré-candidato à presidência da Instituição para o triênio 2022/2024, a proposta impacta positivamente na vida de centenas de advogados e advogadas.

“Nada mais justo que o profissional, que faz parte do sistema de Justiça possa promover e receber os seus honorários sem que sejam cobradas custas processuais”, enfatizou Kaio Saraiva.

Kaio Saraiva destacou ainda que os honorários advocatícios são considerados como verba alimentar e, por isso, não é razoável cobrar dos advogados para que estes possam cobrar tais valores.

OAB/MA garante mais estrutura e apoio profissional para advocacia na região Sul Maranhense

Na itinerância pelo Sul do Estado, representantes da Diretoria da OAB/MA, Thiago Diaz (presidente) e Kaio Saraiva (diretor-tesoureiro) entregaram dois Parlatórios em Imperatriz e Porto Franco, duas salas de vídeo conferência e atendimento em Açailândia, participaram de reunião sobre Prerrogativas com o INSS e com a Caixa Econômica, em Balsas.

Mesmo com a pandemia, em razão de uma gestão equilibrada, a OAB segue concretizando investimentos, entregando estruturas e dialogando com a classe em busca de melhorias profissionais para as advogadas e os advogados maranhenses.

Os investimentos da Ordem, além da valorização e do cuidado com a classe, refletem equilíbrio econômico da instituição que tem ä frente o diretor-tesoureiro, Kaio Saraiva, pré-candidato ä presidência da Instituição, com total apoio do grupo que elegeu o atual presidente da seccional, Thiago Diaz. “É uma gestão voltada para melhoria do dia a dia do advogado e advogada. Hoje continuamos a entregar estruturas, ofertar cursos em um momento desafiador para as finanças da Casa. O que só confirma a competência e comprometimento da gestão, em especial do diretor-financeiro, Kaio Saraiva”, afirmou Thiago Diaz.

“Trabalhamos intensamente em prol da advocacia, quer por meio da qualificação, pela entrega de estruturas que proporcionam condições dignas para o exercício profissional. Tudo isso em prol da valorização da classe e do fortalecimento institucional da OAB/MA. No projeto para 2022, vamos em busca de uma Ordem mais altiva e democrática, em uma construção coletiva”, afirmou Kaio Saraiva.

Algumas das conquistas ao longo dos 05 anos de Gestão:
• 9 sedes entregues no Maranhão;
• Mais de 80 salas em Fóruns;
• Mais de 20 Parlatórios;
• Descontos automáticos de até 30% para a jovem advocacia;
• Profissionalização do Sistema de Prerrogativa;
• Centenas de cursos presenciais e online com cerca de 10 mil profissionais qualificados;
• Terceira menor anuidade do país.

Em entrevista, Kaio Saraiva reafirma candidatura à presidência da OAB-MA

Em entrevista ao programa Ponto Continuando, da Rádio Educadora AM, o atual tesoureiro-geral da Ordem dos Advogados do Brasil-Seccional Maranhão, Kaio Saraiva, reafirmou que é pré-candidato a presidente da OAB-MA.

Kaio destacou o trabalho da ordem em tempo de pandemia. Segundo ele, diversas medidas foram tomadas, entre elas, o adiamento do pagamento da anuidade por três meses. Também mantiveram condições de parcelamentos, retiraram juros em multa, possibilitaram os jovens advogados 5 anos de desconto na anuidade. “Tivemos um diálogo com o poder judiciário e as instituições, tentando viabilizar o retorno das atividades, de forma eletrônica”, disse.

“Nós fomos a primeira instituição do país, a primeira OAB, a solicitar retorno dos prazos processuais, algumas situações que impactam diretamente o dia a dia do advogado, como o atendimento do poder judiciário, canais de atendimento alternativos, a expedição de alvarás por prioridade, entre outros”, disse.

Sobre as provas da OAB para os novos formados, ele lembrou que apenas um exame aconteceu após o início da pandemia. A OAB-MA tomou a medida de fazer o juramento de forma online para facilitar os novos formados e aprovados no exame.

Kaio explicou que os advogados em situação vulnerável terão um auxilio hospitalar para manter seu sustento familiar. O advogado precisa ter uma renda de até R$ 2.400, comprovante de internação e informar via protocolado ou e-mail da presidência da OAB-MA.

O tesoureiro disse ainda que os advogados tem mantido a anuidade em dias, pois é uma das menores do País. Destacou ainda que durante o mandato de Thiago Diaz, a OAB-MA saiu de cinco sedes para 12 instaladas em todo o Maranhão.

Entre as propostas, o pré-candidato à presidente da OAB-MA prometeu intensificar a defesa e valorização da profissão do advogado e a garantia do estado democrático. Disse que ampliará ainda mais a estrutura disponibilizada pela OAB e garantir espaços de apoio para os advogados em São José de Ribamar e no bairro da Cohab, em São Luís.

Ao final da entrevista, Kaio destacou o diálogo e o respeito com as instituições. Ressaltou que tem o apoio do atual presidente Thiago Diaz, que é candidato a conselheiro federal. “É um grande orgulho ter a possibilidade de um dia poder representar a sua classe. E para mim, nesse momento, representar algo muito maior, que é o reconhecimento de trabalho, reconhecimento de gestão e de poder continuar mudando e trabalhando pelos advogados e pelas advogadas”, finalizou.