Trabalho de Kaio Saraiva na OAB/MA volta a ser destaque

A gestão do advogado Kaio Saraiva, diretor-tesoureiro da OAB do Maranhão, voltou a ser destaque, neste último fim de semana, na imprensa maranhense.

Reportagem do Jornal O Imparcial, publicada no Caderno Elite, mostrou, mais uma vez, o excelente trabalho realizado pelo causídico no que diz respeito à gestão financeira da entidade; promoção da qualificação dos advogados e advogadas ; defesa das prerrogativas; e estruturação de serviços para a advocacia maranhense.

Na semana passada, vale destacar, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil aprovou, de forma unânime e com louvor, a prestação de contas de Saraiva referente ao ano de 2019.

Pré-candidato à sucessão do presidente Thiago Diaz, Kaio Saraiva também comandou a Escola Superior de Advocacia (ESA) onde qualificou, por exemplo, cerca de 10 mil advogados com cursos nas mais diversas áreas.

Na entrevista concedida a O Imparcial, o diretor-tesoureiro, além de tratar de aspectos familiares e da sua trajetória profissional, comentou o trabalho desenvolvido na entidade em pleno período de pandemia.

“Reorganizamos contratos, ampliamos o alcance da ESA e demos apoio ao trabalho das comissões. Em 2020, veio a pandemia e tivemos que nos reinventar e replanejar mediante tanta instabilidade. Nossa receita é compartilhada com a CAAMA (20%), Conselho Federal (10%) e Fida (3%), e a imprevisibilidade da pandemia, somada a responsabilidade de manter os serviços da casa (com despesas administrativas na capital e em 17 subseções), o emprego e o pagamento dos funcionários da casa, diante da inadimplência trazida pelo momento, seria impossível qualquer redução de anuidade, sob risco de não cumprir com os compromisso da instituição. Assim, o foco foi buscar soluções para a advocacia continuar sua atividade. Estive a frente com Thiago Diaz e nossa diretoria em diversas ações em prol da advocacia. Solicitamos a prioridade no pagamento de alvarás e RPVs, criamos a central de alvarás, solicitamos a retomada dos prazos processuais e, além do atendimento presencial, a realização de audiências online. Isso é um ganho não só para o profissional da advocacia, mas para a sociedade, pois facilita o acesso do cidadão à justiça. O compromisso dos jovens advogados passou a ser online. Com todas as dificuldades, conseguimos ainda investir em estruturas e melhorias para a classe”, disse.

Esquecido – Em uma outra reportagem, também divulgada neste fim de semana, O Imparcial tratou acerca da eleição que definirá o comando da OAB maranhense.

Além de Saraiva, foram lembrados outros nomes que, neste momento, se apresentam como pré-candidatos.

Curiosamente, o nome do atual presidente da Caixa de Assistência dos Advogados do Maranhão (CAAMA), Diego Sá, não foi citado.

Sá foi indicado duas vezes para o comando da Caixa, que é um braço da Ordem, por Thiago Diaz, pré-candidato a conselheiro federal.

Sem Diaz e o seu grupo, o causídico jamais teria chegado aonde chegou.

Comandada por Kaio Saraiva, gestão financeira da OAB/MA tem prestação de contas aprovada pelo Conselho Federal

Em sessão remota por vídeo conferência, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil aprovou, nesta segunda-feira (28), a prestação de contas da gestão financeira da OAB do Maranhão relativa ao ano de 2019.

A relatoria, na oportunidade, destacou o cumprimento dos provimentos 101 e 185 do CF, em especial os relacionados a boa gestão, equilíbrio financeiro e transparência.

A prestação de contas, vale destacar, foi aprovada com louvor e de forma unânime.

A gestão que tem à frente do financeiro o diretor-tesoureiro Kaio Saraiva tem sido destaque na advocacia pelo compromisso com qualificação, defesa de prerrogativas e estruturação de serviços para a advocacia maranhense.

A gestão financeira de 2019 foi essencial para que a OAB/MA pudesse enfrentar os desafios trazidos pela pandemia e não reduzir os serviços prestados.

Mesmo diante desse contexto, a OAB seguiu com os investimentos em qualificação, infraestrutura e melhorias para a classe, mantendo todos os colaboradores do quadro.

“Não tinha dúvidas em relação a gestão do Kaio Saraiva que, mais uma vez, surpreendeu de maneira positiva, pois o bom gestor se conhece nos momentos de crise, onde precisa de criatividade para manter os investimentos em alta mesmo com a elevada inadimplência em virtude da pandemia”, enfatizou o presidente Thiago Diaz.

“Ficamos satisfeitos pela aprovação das contas pelo Conselho Federal. Isso reflete a integridade do trabalho e da aplicação responsável dos recursos da advocacia, e que foram revestidos sempre em melhores condições de trabalho para todos os advogados e advogadas do nosso Estado”, disse Kaio Saraiva.

Thiago Diaz reafirma pré-candidatura a conselheiro federal

O presidente da OAB Maranhão, Thiago Diaz, concedeu uma entrevista ao programa Ponto Continuando e falou sobre a gestão à frente da ordem e sobre as eleições para a presidência e conselho federal.

Diaz falou sobre a agenda cumprida nos municípios durante sua gestão e a atenção aos advogados maranhenses. Ele falou também sobre as medidas tomadas durante a pandemia, com adaptação do trabalho de forma remota, com investimentos em equipamentos e cursos onlines para os associados.

Thiago destacou o trabalho em todo Estado com 17 Subseções, que foram criadas e instaladas após um estudo preliminar de viabilidade feito pela Instituição, que levou em consideração o número de advogados efetivamente residentes na base territorial, a existência de comarca judiciária, o levantamento e a perspectiva do mercado de trabalho. Falou que a ordem irá entregar mais obras e melhorias para os advogados.

“Sigamos focados e unidos em prol das melhorias para o advogado maranhense”, disse Thiago Diaz, presidente da OAB-MA.

O jovem disse que mantém um diálogo constante com o Poder Judiciário e órgãos competentes e busca garantir celeridade nos processos e atividades.

Thiago comentou sobre o exame da Ordem, uma avaliação a que se submetem, por força de lei, os bacharéis em Direito, em que demonstram que possuem capacitação, conhecimentos e práticas necessários ao exercício da advocacia. Segundo ele, o exame é essencial e as faculdades precisam preparar melhor os estudantes para esse importante processo.

Durante a entrevista, o presidente da OAB destacou a parceria e o desempenho do seu tesoureiro, Kaio Vyctor Saraiva, que é pré-candidato a sua sucessão. “Ele tem mostrado ser um excelente gestor e compromisso com os advogados. Ele sempre teve essa preocupação com a advocacia do interior do Maranhão”, disse.

Ele reafirmou que é pré-candidato a conselheiro federal da OAB, na chapa encabeçada por Kaio, e que ainda não tem pretensões políticas para as eleições 2022.

OAB/MA garante mais estrutura e apoio profissional para advocacia na região Sul Maranhense

Na itinerância pelo Sul do Estado, representantes da Diretoria da OAB/MA, Thiago Diaz (presidente) e Kaio Saraiva (diretor-tesoureiro) entregaram dois Parlatórios em Imperatriz e Porto Franco, duas salas de vídeo conferência e atendimento em Açailândia, participaram de reunião sobre Prerrogativas com o INSS e com a Caixa Econômica, em Balsas.

Mesmo com a pandemia, em razão de uma gestão equilibrada, a OAB segue concretizando investimentos, entregando estruturas e dialogando com a classe em busca de melhorias profissionais para as advogadas e os advogados maranhenses.

Os investimentos da Ordem, além da valorização e do cuidado com a classe, refletem equilíbrio econômico da instituição que tem ä frente o diretor-tesoureiro, Kaio Saraiva, pré-candidato ä presidência da Instituição, com total apoio do grupo que elegeu o atual presidente da seccional, Thiago Diaz. “É uma gestão voltada para melhoria do dia a dia do advogado e advogada. Hoje continuamos a entregar estruturas, ofertar cursos em um momento desafiador para as finanças da Casa. O que só confirma a competência e comprometimento da gestão, em especial do diretor-financeiro, Kaio Saraiva”, afirmou Thiago Diaz.

“Trabalhamos intensamente em prol da advocacia, quer por meio da qualificação, pela entrega de estruturas que proporcionam condições dignas para o exercício profissional. Tudo isso em prol da valorização da classe e do fortalecimento institucional da OAB/MA. No projeto para 2022, vamos em busca de uma Ordem mais altiva e democrática, em uma construção coletiva”, afirmou Kaio Saraiva.

Algumas das conquistas ao longo dos 05 anos de Gestão:
• 9 sedes entregues no Maranhão;
• Mais de 80 salas em Fóruns;
• Mais de 20 Parlatórios;
• Descontos automáticos de até 30% para a jovem advocacia;
• Profissionalização do Sistema de Prerrogativa;
• Centenas de cursos presenciais e online com cerca de 10 mil profissionais qualificados;
• Terceira menor anuidade do país.

Pagamento da anuidade 2021 da OAB/MA é prorrogado por Thiago Diaz

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Maranhão (OAB/MA) Thiago Diaz, decidiu prorrogar, até o dia 30 deste mês, o pagamento da anuidade 2021.

A medida visa beneficiar causídicas e causídicos maranhenses devido ao cenário econômico negativo que continua sendo imposto pela pandemia do novo coronavírus.

Ficam prorrogadas, também, as condições de parcelamento no boleto (6 vezes) e no cartão de crédito (7 vezes), sem juros, na Seccional e nas Subseções. Estão prorrogados ainda os descontos concedidos à Jovem Advocacia, previstos na Resolução nº 017/2017.

Os jovens advogadas e advogados, tanto da capital quanto do interior do Estado, têm direito a descontos e, efetuando o pagamento até o dia 30 de junho, podem optar pelo parcelamento em até 6 (seis) parcelas no cartão de crédito e em até 6 (seis) parcelas no boleto bancário, mantendo o desconto.

O advogado ou a advogada que tiver menos de 01 ano de inscrição, terá um desconto de 30% sobre o valor cheio da anuidade, pagando apenas o valor de R$ 581,00 (quinhentos e oitenta e um reais).

Foi disponibilizado, também, o parcelamento no cartão de crédito sem juros, na Seccional, nas Subseções e por meio de pagamento “on-line”, via cartão de crédito e para emissão de boleto no site da OAB MA, desde que o parcelamento não se estenda para além do mês de dezembro de 2021, de modo a não comprometer as previsões orçamentárias do Conselho Seccional.

Os serviços referentes ao pagamento de anuidades deverão ser solicitados, preferencialmente, pelos telefones (todos são Whats App) (98) 2107-5437, 2107-5416, 98826-1976, 99179-9022 e 98802-7580, 99156-3705, 99112-5586 e pelos e-mails: [email protected]

Imagem do Dia: Thiago Diaz muito à vontade com Flávio Dino

Considerado principal adversário do governador Flávio Dino no meio jurídico, o presidente da seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA), Thiago Diaz, tem mudado de postura e já parece cada dia mais próximo do Palácio dos Leões. Quem acompanhou a reunião desta quarta-feira (23) viu um Diaz muito à vontade no Palácio. O presidente da OAB-MA reconheceu a atuação do governo no pagamento dos precatórios e convidou o governador para participar do 8ª Conferência Estadual da Advocacia do Maranhão.

Ex-aliado de Thiago Diaz denuncia farsa no Portal da Transparência da OAB-MA

Ex-aliado começa a mostrar possíveis irregularidades da gestão de Diaz. Ameaça concreta

Após renunciar ao cargo de presidente da Comissão de Legislação Participativa por não concordar com anúncio de que Thiago Diaz será mais uma vez candidato à presidência, o advogado Aldenor Rebouças resolveu abrir a caixa preta da gestão.

Nesta quinta-feira (22), Aldenor, anteriormente do círculo íntimo do presidente, teceu várias críticas ao Portal da Transparência da OAB/MA. Segundo publicado por ele em suas redes sociais, no site não contém as demonstrações financeiras do ano de 2016, nem há números do primeiro trimestre de 2017. O clique na aba “Auditoria” traz uma página em branco e continuam opacas as contas da CAAMA, que passou a ser “parceira para qualquer coisa”.

Exigências para a Transparência da OAB que Thiago Diaz não cumpre. Clique para ampliar

De fato, as alegações levantadas por Aldenor procedem.  Quando ainda era candidato em 2015, as Diretrizes defendidas pelo grupo “Renovar para todos”, em 02/06/2015, eram claras em relação ao Portal de Transparência:  “o detalhamento das despesas deverá conter a destinação do recurso (qual a pessoa física ou jurídica que recebeu, com CNPJ), o valor pago e o bem adquirido ou serviço prestado. E mais: O Portal de Transparência deverá permitir acesso a todas as notas fiscais e/ou comprovantes de despesas relacionadas a cada despesa feita”, mas ao entrar no site não há nenhuma informação detalhada, apenas despesas genéricas e, assim mesmo, do ano de 2016.

Confira o Portal da Transparência da OAB aqui

Thiago Diaz e sua diretoria nunca prestaram contas para a classe em um ano de gestão. Afinal, por que Thiago Diaz não mostra suas contas? O que ele tem a temer?

Essa é apenas mais uma das quebras de campanha de Thiago Diaz, que anteriormente tinha prometido não aumentar anuidade (aumentou esse ano) e faria uma gestão voltada aos jovens advogados, mas hoje se vê rodeado pelos mesmos caciques que prometeu combater ao se eleger. Além disso, criou uma grave crise institucional com o TJ/MA ao sair arrancando sem permissão vários avisos no mural do Fórum de Coroatá, fazendo com que muitos advogados tenham enorme dificuldade em conseguir alvarás e despachar com os magistrados, efeito colateral da atitude truculenta do atual presidente da OAB/MA.

Thiago Diaz perde forte aliado ao anunciar que pretende reeleição na OAB

Aldenor Rebouças rompe com Thiago Diaz. Presidente da OAB cada vez mais isolado.

O presidente da seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA), Thiago Diaz, caiu em desgraça com um forte aliado em sua campanha e na gestão após afirmar em entrevista que pretende disputar novamente a presidência do órgão. E pode ter novas defecções por estar descumprindo uma das principais promessas de campanha.

O Advogado Aldenor Rebouças renunciou ao cargo de presidente da Comissão de Legislação Participativa da Ordem. Nas redes sociais, Rebouças fez questão de afirmar o rompimento com Diaz pelo que considerou falta de coerência.

“Thiago Diaz, ungido sob a promessa de que não sairia à reeleição, hoje a cogita. Indagado pessoalmente na última sexta-feira (9), o presidente não descartou a possibilidade. É triste ver um jovem repetir prática política antiga. Historicamente avesso à reeleição, fazendo oposição aberta às de Caldas Góis e Mário Macieira, preciso renunciar à presidência de uma comissão confiada. Só pode exigir coerência quem a pratica, inclusive em relação à própria classe. Espero que a ideia de recondução se dissipe e não precise engrossar as fileiras oposicionistas”, pontuou.

Thiago Diaz é mais um exemplo do discurso apolítico que não deu certo. Ele também tinha prometido não aumentar anuidade (aumentou esse ano) e faria uma gestão voltada pros jovens advogados, mas hoje está rodeado dos caciques. Além disto, o presidente da OAB vem mantendo uma relação conflituosa com o Tribunal de Justiça e fazendo com que os advogados sintam o reflexo.

Atuação de Thiago Diaz na OAB tem sido desastrosa e perde credibilidade

O presidente da OAB/MA, Tiago Diaz, coleciona uma série de fiascos à frente do órgão. Sem experiência para lidar até mesmo com a classe dos advogados, e já tendo no repertório crise com todos os setores do sistema judiciário devido as suas atitudes autoritárias e desrespeitosas, Diaz acumula ainda assédio a prefeituras do interior e forte laço com o desastroso governo do presidente Michel Temer, isso tudo em pouco mais de um ano na gestão da Ordem.

A falta de credibilidade de Tiago Diaz no meio jurídico aliada à subserviência àqueles que querem continuar causando problemas financeiros ao Estado deslegitimam a atuação da OAB/MA e os ataques constantes ao Governo Flávio Dino.

Em plena campanha do golpe arquitetada pelo PMDB para tirar Dilma Rousseff da presidência da República, Tiago Diaz recebeu o então vice-presidente Michel Temer, que, na ocasião, palestrou acerca das necessidades de debates com a sociedade para construir soluções para a atual realidade da política brasileira, e ainda defendeu uma “reunificação do país”. Resultado: impeachment.

Na sua coletânea de desastres, Tiago Diaz possui grave denúncia de uso da influência como presidente da OAB/MA para conseguir contratos com prefeituras do Maranhão. A acusação, levantada por um grupo de advogados, envolve a participação do seu irmão, Bruno Diaz, na tentativa de emplacar a assessoria jurídica do seu escritório em dezenas de prefeituras maranhenses.

A catastrófica gestão de Tiago Diaz à frente da OAB/MA resultou inclusive no repúdio de desembargadores à sua conduta. Após arrancar avisos afixados pelo juiz da 2ª Vara, Francisco Lima, no Fórum da Comarca de Coroatá, em uma atitude autoritária e desrespeitosa, Diaz foi veementemente repudiado por toda a corte do Tribunal de Justiça, incluindo a presidência do TJ, à Corregedoria-Geral e a Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA).

Tiago Diaz vive um inferno astral na presidência da OAB/MA. Nesta semana ele sofreu mais uma derrota que evidenciou a sua falta de fundamentação jurídica e o seu interesse político. O pleno do Tribunal de Justiça do Maranhão julgou a Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pela Ordem contra o projeto que reajustou as alíquotas do ICMS para fumo, energia elétrica, combustível e comunicação. Por unanimidade, os desembargadores rejeitaram a medida cautelar.

Em pouco mais de um ano, Tiago Diaz coleciona polêmicas, insucessos e atuações trágicas à frente da OAB/MA. E à medida que o órgão entra em algum assunto polêmico, a credibilidade do seu presidente vai só diminuindo.

Thiago Diaz tenta atrapalhar o pagamento dos servidores em dia

A seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA), entrou com duas ações no Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) pedindo a revogação da Lei nº 10.542, aprovada pela Assembleia Legislativa que reajusta as alíquotas de ICMS para fumo, energia elétrica, comunicação e combustível.

O presidente da OAB-MA, Thiago Diaz, entrou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) com pedido de liminar no Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) e uma Ação Civil Pública, também com pedido de liminar, na Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís.

“Além das violações constitucionais e legais apontadas na ações que ingressamos (ADI e ACP), considero equivocado e abusivo o aumento da alíquota de ICMS pelo Estado do Maranhão neste momento de severa crise econômica e alarmantes índices de desemprego. Entendo que o pagamento de tributo pressupõe a existência de renda, e não vi nos últimos tempos qualquer aumento da renda dos cidadãos e empresas maranhenses a justificar que se aumente ainda mais a já elevada carga tributária de nosso estado. Não podemos correr o risco de quebrar nossas empresas e gerar ainda mais desemprego”, alega o presidente da OAB-MA.

O reajuste do ICMS é fundamental para manter em dia os salários dos servidores estaduais dante da grave crise econômica. Justamente na contramão das argumentações de Diaz, a manutenção dos salários em dia co o reajuste, mantém a economia estável. O comércio sofreu no estado do Rio de Janeiro no final do ano passado porque o governo não pagou os salários em dia. O efeito cascata para a economia pode ser devastador.