Presidente nacional do PDT se reúne com Flávio Dino e reforça pré-candidatura de Weverton

Nesta terça-feira, 20, o Governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), se reuniu com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, com o senador Weverton e o deputado federal licenciado e Secretário de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano, Márcio Jerry.

Durante o encontro, conversaram sobre programas de governo, sobre articulação política e eleições 2022.

“Conversamos sobre o Programa Escola Digna, do Governo do Estado, lembrando sempre Brizola e Darcy Ribeiro. E dialogamos sobre conjuntura política do Brasil e do Maranhão”, disse o Governador e presidente estadual do PSB.

“Com os companheiros discutindo o futuro do Maranhão e do Brasil”, disse o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi. 

A visita reforça a prioridade total que a direção nacional do PDT tem pela candidatura de Weverton ao governo do Maranhão. O partido espera pela decisão do colegiado de partidos que fazem parte da base de Dino que, pelos critérios estabelecidos, deve escolher Weverton como candidato do grupo.

Eduardo Holanda: o escolhido de Bolsonaro no Maranhão

O novo presidente do PRTB no Maranhão, Eduardo Holanda recebeu o convite da equipe da pré-campanha do Presidente da República, Jair Bolsonaro, para coordenar o movimento jovem no estado.

A expectativa é de que Eduardo assuma um cargo executivo até dia 11 de novembro. Hoje ele compõe a equipe de secretários internacionais.

Ele é cotado como pré-candidato a deputado federal pelo partido e pode receber o apoio da Assembleia de Deus. A rejeição do deputado Pr. Gil pode ajuda-lo a receber os votos dos evangélicos.

Holanda tem recebido apoio de importantes nomes, principalmente no projeto de reeleição de Bolsonaro.

PCdoB, PDT e PT cada vez mais próximos no Maranhão

Os partidos de esquerda, PCdoB, PT e PDT estão cada vez mais próximos no estado do Maranhão.

Um fato que prova isso é a conferência do PCdoB realizada na cidade de Barreirinhas, na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, com a presença do deputado e presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry, do prefeito Amílcar Rocha (PCdoB), o vice-prefeito Antônio Diretor (PL), do deputado estadual Marcos Caldas (PDT) e, principalmente, do senador e pré-candidato a governador, Weverton Rocha.

Jerry e Weverton têm cumprido inúmeras agendas pelo o estado e, assim, o PCdoB mostra sua preferência por Weverton para 2022.

“Uma grande satisfação estar presente no encontro que marca o início das conferências municipais do partido”, disse o senador Weverton.

Estiveram presentes também o presidente do Cidadania, Ronildo e do PT, Abmael.

Primo de Edivaldo assume comando do partido do vice-presidente Mourão

O primo do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda, o pastor Eduardo Holanda é o novo presidente da executiva Estadual do PRTB/MA.

O partido deixa de ser presidido por Jairzinho Filho, filho do ex-vereador e apresentador Jairzinho, falecido em 2013.

Eduardo Holanda é diretor do Jornal Diário Popular IPTV e deve disputar o cargo de deputado federal.

Em São Luís, o PRTB será presidido por Lima, ex-porta-voz da Rede.

Em entrevista, Rubens Júnior diz que define partido em outubro

Em entrevista a O Imparcial, o deputado federal licenciado e atual secretário de Estado de Articulação Política, Rubens Jr revelou o seu destino político, os bastidores para a escolha do candidato ao governo nas eleições de 2022, além de outros assuntos.

Ao ser perguntado a possibilidade de mudar de partido ou vai permanecer na legenda do PCdoB, com a saída do governador Flávio Dino do PCdoB para o PSB, Rubens disse que tomará a decisão apenas em outubro.

“Eu me lembro de uma música de Flávio José, cantor nordestino que diz assim: amanhã pode acontecer tudo, inclusive nada. Então, definição político-partidária, só depois que soubermos as regras do jogo. Por enquanto, fico no PCdoB, onde eu estou muito bem e tenho quase 14 anos de filiação. Só depois de outubro, depois de saber as regras do jogo que eu posso lhe dar uma certeza”, disse o deputado.

Ele também falou sobre qual cargo irá concorrer e reafirmou que é pré-candidato a deputado federal. “Na política a gente é servidor. Servidor público. Servir ao povo. A política é um instrumento para que a gente possa servir cada vez mais a população. Mas hoje eu te diria que sou pré-candidato a deputado federal para disputar mais um mandato. Estou animado com esse novo momento que o Brasil vive. O governo Bolsonaro está mal avaliado e tem a elegibilidade do Lula. O nosso sampo político se organizando nacionalmente, inclusive com a filiação do governador Flávio Dino, onde o mesmo se projeta como uma liderança nacional e eu acredito que eu possa contribuir mais ainda no Congresso Nacional. Hoje eu diria que sou pré-candidato a deputado federal”, completou.

Eleito com 111.584 para o cargo de deputado federal nas eleições de 2018, Rubens Jr está em seu segundo mandato e pretende, nas eleições do próximo ano, concorrer novamente a uma vaga na Câmara Federal. Formado pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e mestre em Direito Constitucional pelo Instituto Brasileiro de Direito Público (IDP), iniciou a carreira como analista judiciário do Tribunal de Justiça do Maranhão. Foi deputado Estadual no Maranhão por dois mandatos, nos períodos de 2006 a 2014.

Raimundo Penha elogia diálogo de Flávio Dino para escolha do candidato a governador

O vereador de São Luís e presidente municipal do PDT, Raimundo Penha (PDT), concedeu uma entrevista ao Programa Ponto Continuando, da Rádio Educadora.

Sobre as eleições de 2022, o vereador disse que o Partido Democrático Trabalhista (PDT) sempre caminhou com o governador Flávio Dino e reafirmou que a legenda tem o pré-candidato a governador Weverton. Ele também elogiou a condução do atual governador na articulação junto aos partidos.

O parlamentar falou sobre o trabalho na comissão da mobilidade urbana e da fiscalização nos terminais de integração da cidade. Ele e alguns colegas fizeram o acompanhamento da abertura dos postos de venda de crédito. Disse que mantém um diálogo constante com o Secretário de Trânsito e Transporte.

Penha é autor da lei municipal nº 6.471/19, que amplia o horário de atendimento nos postos da bilhetagem eletrônica da capital maranhense.

Raimundo avaliou o trabalho e diálogo com a Secretaria de Educação, para garantir a vacinação contra a Covid-19 para os professores e profissionais da educação do município. Ele enfatizou sobre a importância do retorno das aulas de forma segura e defende que o processo deve ser conversado com todos os atores envolvidos, entre professores, pais e alunos.

O jovem também falou sobre as atividades da Comissão de Constituição, Justiça, Legislação, Administração, Assuntos Municipais e Redação Final (CCJ), da Câmara Municipal de São Luís, onde analisaram proposições que tramitam na Casa Legislativa. Disse que zeraram a pauta da comissão e que têm realizado um esforço para acompanhar de perto todas as proposições.

Atualmente, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal de São Luís é composta por 6 vereadores, sendo 5 titulares e 1 suplente. Integram a CCJ como titulares o presidente Raimundo Penha, os vereadores Álvaro Pires (PMN), Karla Sarney (PSD), Chico Carvalho (PSL), Rosana da Saúde (Republicanos) e, como suplente, Marcos Castro (PMN).

Penha também falou sobre a discussão do trabalho para análise do Projeto de Lei nº 105/2021, do Poder Executivo Municipal, que dispõe sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022. Também tratou sobre o Plano Diretor da cidade.

PSB deve ter disputa acirrada para deputado estadual

O Governador do Maranhão, Flávio Dino, quando assumiu a presidência do Partido Socialista Brasileiro (PSB), cuidou logo de convidar grande parte dos seus secretários e auxiliares para filiarem-se ao partido, visando as eleições de 2022.

Como uma espécie de “revoada”, os secretários e pré-candidatos a deputado estadual e federal estão indo para a legenda socialista. Acontece que já são 6 secretários. É pouco provável um único partido fazer uma bancada tão grande na Assembleia Legislativa, pela regra de hoje, sem coligação.

O secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula se filia, nesta quinta-feira (8), ao PSB. Além dele, também passarão a integrar as fileiras do partido os secretários Jefferson Portela (Segurança), Rogério Cafeteira (Esporte), Catulé Jr. (Turismo) e Marcos Pacheco (Políticas Públicas), além da presidente do Procon, Karen Barros. O esposo, deputado Duarte Jr., se filiou na legenda socialista na semana passada.

Entre eles, Jefferson deve disputar uma vaga de federal, ao lado de Duarte e Bira do Pindaré. Os demais, disputarão vagas de deputado estadual, ou seja, muita gente para poucas vagas.

Carlos Lula é o nome mais forte nome entre os novos socialistas com plenas condições de se eleger, em função do excelente desempenho que tem à frente da SES, sobretudo no período da pandemia.

Os demais brigarão muito. A legenda já possui o deputado de mandato Edson Araújo.

Deputados e secretários do PCdoB se reúnem para discutir sobrevivência do partido

Os deputados e secretários que são filiados ao PCdoB se reuniram para discutir a sobrevivência do partido no Maranhão.

Segundo o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto, a reunião foi produtiva. A bancada de deputados estaduais do PCdoB e pré-candidatos serão liderados pelo deputado federal e presidente do Diretório Estadual do partido, Márcio Jerry.

“Conversamos sobre a conjuntura política para 2022 e as ótimas perspectivas para o Maranhão. Seguimos unidos e cada vez mais fortes”, disse o presidente da Alema.

Rogério Cafeteira, Catule Jr., Marcos Pacheco e Karen Barros se filiarão ao PSB

Na próxima quinta-feira (8), os secretários Rogério Cafeteira (Esporte), Catulé Jr. (Turismo) e Marcos Pacheco (Políticas Públicas) se filiarão ao Partido Socialista Brasileiro (PSB).

O ex-deputado Rogério Cafeteira anunciou sua desfiliação do DEM nesta terça-feira, 06. “Hoje encerro um ciclo na minha vida política com o pedido de desfiliação do DEM. Meu agradecimento ao presidente Juscelino Filho e demais colegas de partido. Seguirei me dedicando às lutas sociais e políticas pelo povo maranhense em uma nova legenda partidária”, disse.

A esposa do deputado Duarte Júnior e presidente do Procon, Karen Barros também irá se filiar ao PSB.

O ato de filiação coletiva contará com a presença do presidente estadual do PSB e governador Flávio Dino.

Flávio Dino e líderes partidários decidem que critérios objetivos definirão o candidato a governador

Nesta segunda-feira, 5, o governador Flávio Dino (PSB) reuniu, no Palácio dos Leões, com presidentes de partidos da base governista.

Durante o encontro, Flávio Dino pregou a unidade e deixou claro para os partidos e os secretários que estavam lá que não tem candidato a governador.

Segundo ele, a discussão vai começar agora e ser tomada em conjunto com os partidos até novembro. Diferente do que muitos já queriam impor que Brandão seria o candidato de Flávio. O próprio deixou claro que isso é uma inverdade.

“Nesta segunda, fiz reunião com líderes dos partidos que integram o nosso governo. Todos compareceram e fizemos ótimo debate sobre metas administrativas cumpridas e novos compromissos. A união faz a força, para seguir com políticas inovadoras e concretizando mudanças no Maranhão”, disse o governador Flávio Dino.

“Tivemos uma boa reunião hoje entre os líderes de partidos e o governador Flávio Dino, em que tratamos dos avanços conquistados no Maranhão e reafirmamos um pacto pela união”, disse o senador Weverton.

“Juntos continuaremos trabalhando pelo estado e construiremos um caminho para 2022, tendo Flávio Dino como candidato a senador. Voltaremos a nos reunir em novembro quando, uma vez definidas as regras eleitorais para 2022, decidiremos sobre a candidatura ao governo do estado”, afirmou o senador.

Na reunião, Flávio Dino confirmou sua pré-candidatura ao Senado e pediu apoio dos líderes partidários ao seu projeto.

Ficou definido que tudo começa agora e serão usados os mesmos critérios vitoriosos do grupo de 2012 a 2018, como agregação de forças políticas, pesquisas eleitorais e compromisso com uma agenda de governo que priorize os maranhenses.

Os líderes assinaram uma Carta de Compromisso. O único que não assinou foi o deputado federal Josimar de Maranhãozinho, presidente estadual do PL, que deixou o encontro antes do seu término.

Presentes no encontro, o senador Weverton Rocha (PDT); o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), o secretário da Indústria e Comércio, Simplício Araújo (SDD); e o próprio Josimar de Maranhãozinho concordaram no que se refere a apoiar o candidato a governador que atender aos requisitos estabelecidos.