Imagem do Dia: Flávio, Weverton e Brandão

A imagem do dia é de uma reunião que aconteceu na noite desta quinta-feira, 15, entre o governador Flávio Dino, o vice-governador Carlos Brandão e o senador Weverton. Na pauta: o diálogo e o consenso?

“Hoje tive longa e produtiva reunião com o vice-governador Carlos Brandão e com o senador Weverton. Somos aliados de longa data e temos compromisso quanto à continuidade das mudanças positivas no Maranhão. No tempo certo, irei coordenar os diálogos necessários com o nosso grupo”, disse o governador Flávio Dino.

Luciano Leitoa diz que falta articulação a Brandão e reforça convite para Dino se filiar ao PSB

Em entrevista à TV Mirante, o presidente estadual do PSB e ex-prefeito de Timon, Luciano Leitoa, criticou a falta de articulação política do vice-governador Carlos Brandão, que é pré-candidato a governador.

“Eu acho que o vice-governador, inclusive, erra no partido que ele escolhe. O PSDB bate no Lula, bate no Bolsonaro. Nacionalmente, na minha opinião, falta a ele uma capacidade maior de articulação política”, disse.

“Nessa articulação política, eu vejo um cenário muito complicado e as relações pessoais também. Eu acho que para ser Governador do Estado do Maranhão, tem que saber se relacionar bastante”, alfinetou o líder político.

Leitoa afirma que ver com bons olhos o senador e também pré-candidato, Weverton, e elogiou a articulação política que o jovem parlamentar tem. “Hoje eu vejo o Weverton, que eu conheci carregando mochila no estado do Maranhão como um todo, foi deputado federal, hoje consegue ser senador e consegue a proeza, inclusive, de ter o apoio dos Presidentes da Câmara, do Senado, da Assembleia Legislativa do Maranhão e da Famem”, disse o ex-prefeito.

“Eu digo, você quer ser Governador, tem que ter no mínimo a capacidade de articulação política”, disse Luciano.

No final, Luciano fez o convite para o governador Flávio Dino se filiar ao PSB para disputar a presidência da República. “O Governador Flávio Dino é um quadro nacional, qualquer partido gostaria muito de ter o melhor Governador do Brasil. Eu reitero aqui novamente o convite ao Governador para o PSB, porque com certeza absoluta que com a experiência que ele tem, tem muito a contribuir com o PSB nacional”, finalizou.

Luciano Genésio deve ser elo com Fufuca para sacramentar aliança PDT-PP em 2022

Após a senadora Eliziane, o PSB, e o PSL declararem apoio ao projeto político do senador Weverton (PDT) para Governo Estadual em 2022.

O jovem parlamentar pode receber o apoio dos Progressistas, presidido no Maranhão pelo deputado federal André Fufuca.

Na última eleição da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Fufuquinha apoiou o candidato à presidente da Famem apoiado pelo vice-governador, Carlos Brandão.

Acontece que Brandão, que também é pré-candidato ao Governo, esqueceu o correligionário e não cumpriu os acordos feitos com os prefeitos do partido.

Outro fator que pode contribuir, e muito, para a adesão do partido a pré-candidatura de Weverton é o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio.

O gestor é vice-presidente da Famem e tem uma relação próxima com o senador e o deputado. Como um articulador nato, ele pode ser o elo entre os dois.

Vale destacar que Genésio será primordial na (pré) campanha de WR, pois o mesmo tem uma articulação na região da Baixada e deve levar dezenas de prefeitos para o projeto.

As articulações também acontecem em Brasília. O presidente da Câmara, Arthur Lira, que tem articulado junto com os partidos o apoio ao Weverton, é do PP. A conjuntura nacional pesará nessa conjuntura política.

Pedro Lucas assume o comando político do PSL no Maranhão

Em uma reunião com a presença do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e do senador Weverton (PDT), o dirigente nacional do PSL, Antonio Rueda, sacramentou a entrega do comando do partido no Maranhão ao deputado federal Pedro Lucas.

“É com alegria que comunico que o comando político do PSL no Maranhão está entregue ao deputado Pedro Lucas, com as bênçãos do presidente Arthur Lira”, afirmou Rueda.

“O partido está em boas mãos e eu tenho certeza que vai crescer no estado”, afirmou o senador Weverton.

O encontro aconteceu na residência oficial da Câmara dos Deputados e também tratou dos planos para 2022. “É uma satisfação estar nesse momento em uma articulação com o PSL, pensando no Maranhão e defendendo uma pré-candidatura do senador Weverton ao governo em 2022”, afirmou o deputado Pedro Lucas.

O presidente da Câmara, Arthur Lira, que foi um dos articuladores da aproximação de Pedro Lucas com o PSL, celebrou a conversa e afirmou que a troca de comando é importante para os destinos do partido no estado. Arthur Lira também endossou a pré-candidatura de Weverton ao governo do estado e falou que ele tem apoio para trabalhar pelo estado. “Estamos acompanhando de perto o caminho da escolha que o Maranhão vai fazer em 2022 e essa união de forças que converge em torno de uma candidatura de Weverton”, afirmou.

“O Maranhão tem um senador com apoio como pré-candidato a governador para fazer as transformações que o estado precisa e dar continuidade ao que está dando certo”, finalizou Arthur.

O vice-presidente do PSL destacou a capacidade política de Pedro Lucas e endossou o projeto do grupo para as eleições do próximo ano no estado. “Se tudo der certo em 2022 o Maranhão terá um novo comando e esse estado que é tão abençoado vai ser comandado pelo nosso amigo Weverton”, completou Antonio Rueda.

O pai do deputado, prefeito Pedro Fernandes, e outras lideranças se filiarão imediatamente ao partido. O deputado Pedro Lucas permanece, por enquanto, no PTB, mas assume oficialmente o comando político dos rumos do PSL no estado.

PSB com Weverton para governo e Flávio Dino para senado

O presidente estadual do PSB e membro da executiva nacional, ex-prefeito e ex-deputado Luciano Leitoa divulgou nota em relação ao posicionamento que o partido adotará nas eleições do próximo ano.

“O PSB está ao lado da pré-candidatura ao Senado, do governador Flavio Dino, e à pré-candidatura do senador Weverton Rocha ao Governo do Estado”, comunicou.

De acordo com Leitoa, a aliança entre PSB e PDT está consolidada no plano nacional e a direção nacional dá autonomia nos estados. “É a posição natural do partido, também aliado ao PDT no plano nacional, conforme tem sido reiterado em encontros e reuniões das duas legendas”.

A aliança entre o PDT e PSB, projetada para ser um laboratório dos partidos para a disputa presidencial de 2022, terminou as eleições formando uma espécie de cinturão em capitais de estados do Nordeste. Os dois partidos firmaram dobradinhas em sete capitais, com vitórias em três delas.

Veja a nota:

0 PSB/MA TEM POSIÇÃO

O Partido Socialista do Maranhão sempre teve posição clara nos embates políticos, ao longo da história, alinhado aos ideais da esquerda democrática.

Em relação às eleições de 2022 o PSB está ao lado da pré-candidatura ao Senado, do governador Flavio Dino, e à pré-candidatura do senador Weverton Rocha ao Governo do Estado.

É a posição natural do partido, também aliado ao PDT no plano nacional, conforme tem sido reiterado em encontros e reuniões das duas legendas.

Luciano Leitoa

Presidente estadual PSB/MA
Membro da executiva nacional.

Eliziane abre mão de candidatura ao governo e declara apoio a Weverton

Em entrevista à TV Mirante nesta sexta-feira (2), a senadora Eliziane Gama (Cidadania) lançou o nome do senador Weverton Rocha (PDT) como pré-candidato a governador do Maranhão para as eleições 2022.

A parlamentar era cogitada como pré-candidata ao governo, com a declaração, abre mão de disputar e agora soma-se ao projeto de Weverton.

Segundo ela, Weverton reúne hoje as melhores condições de concorrer ao governo no grupo do governador Flávio Dino.

“Havia uma disposição de eu ser pré-candidata a governadora do Maranhão. Nós temos hoje dentro do nosso grupo dois nomes que se posicionam, o do vice-governador Carlos Brandão e do meu colega de Senado Weverton Rocha. Num debate interno dentro do Cidadania, nós entendemos que não era o momento hoje da nossa pré-candidatura ao governo do estado, como ao mesmo tempo entendemos dentro do grupo, que é coordenado pelo nosso líder o governador Flávio Dino, que o nome do Weverton acabou encontrando mais condições, envolvendo mais lideranças políticas, trazendo na verdade propostas importantes”, afirmou Eliziane.

A parlamentar também declarou apoio a pré-candidatura de Flávio Dino ao Senado Federal.

“Hoje nós temos o Weverton como pré-candidato ao governo e nosso governador Flávio Dino como candidato para o cargo que desejar. Ele terá nosso apoio incondicional”, disse.

2022: Escutec também aponta liderança de Weverton dentro do grupo de Dino

Neste sábado, 27, o Jornal O Estado do Maranhão divulgou uma Pesquisa Escutec sobre as eleições de 2022.

Os números colocam a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) e o senador Weverton Rocha (PDT) na liderança.

O parlamentar fica em situação de destaque dentro do grupo de Flávio Dino, uma vez que Roseana já deixou claro que pretende concorrer a um cargo proporcional.

No primeiro cenário, estimulado, com doze nomes:

Roseana – 23%
Weverton – 14%;
Edivaldo Holanda Júnior – 13%
Carlos Brandão – 9%
Roberto Rocha – 8%
Eliziane Gama – 3%
Wellington do Curso – 3%
Simplício Araújo – 2%

Os demais nomes: deputado federal licenciado Márcio Jerry; o prefeito Lahesio Bonfim (São Pedro dos Crentes); o deputado federal Josimar de Maranhãozinho e o secretário estadual de Educação, Felipe Camarão, pontuaram com 1%, cada. Nenhum dos candidatos 8% e 13% não souberam ou não responderam.

No segundo cenário, estimulado, no qual são apresentados:

Roseana – 29%
Weverton – 20%
Brandão – 12%
Rocha – 11%
Nenhum deles – 18%
NS/NR – 10%

No terceiro cenário, no qual são citados apenas os nomes de Weverton, Brandão e RR.

Weverton 25%,
Brandão 15%
Rocha 13%.
Nenhum deles 30%
NS/NR 17%

Senado

O levantamento também mensurou a preferência do eleitorado em relação a única vaga para o Senado que estará em disputa.

Flávio Dino – 51%
Roberto Rocha – 21%
Josimar de Maranhãozinho – 8%.
Nenhum deles – 15%.

Presidente

Luiz Inácio Lula da Silva – 54%
Jair Bolsonaro – 20%
Ciro Gomes – 7%
Sérgio Moro – 3%
João Dória – 2%
Luciano Huck – 2%
João Amoedo – 2%
Eduardo Leite – 1%
Nenhum deles – 5%

A pesquisa Escutec foi realizado no período compreendido entre os dias 20 a 25 deste mês. Foram ouvidos 1.400 eleitores. A margem de erro é de 2%, para mais ou para menos, e possui nível de confiabilidade de 90%.

Pesquisa Exata mostra que Lulismo cresceu no Maranhão após eleição de Bolsonaro

A Pesquisa divulgada nesta terça-feira, 23, pelo Instituto Exata, aponta a liderança do ex-presidente Lula contra Jair Bolsonaro nas próximas eleições.

Em 2018, o Partido dos Trabalhadores (PT) teve como candidato o professor Fernando Haddad, apoiado por Lula, e obteve, no Maranhão, 61,26% dos votos válidos, enquanto Bolsonaro obteve apenas 24,28%.

Na pesquisa da Exata, Lula aparece com 69%, contra 16% de Jair Bolsonaro. A comparação com os números da última eleição demonstram um crescimento ainda maior do lulopetismo no Maranhão pós governo Bolsonaro.

O potencial político do lulismo segue muito alto no estado. A tendência é de crescimento nos próximos meses, quando começar, de fato, a pré-campanha e com a alta rejeição de Bolsonaro.

Pesquisa Exata mostra cenários de sucessão de Flávio Dino

O Instituto Exata divulgou hoje, 23, uma pesquisa sobre a intenção de votos da população para as próximas eleições de 2022 de Governador, Senador e Presidente da República.

A pesquisa foi realizada por meio de abordagem em domicílios sorteados. Ao todo, foram ouvidas 1403 pessoas de diversas regiões do Maranhão.

A margem de erro da pesquisa foi de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos. O intervalo de 95% de confiabilidade.

O primeiro cenário é para governador. Na espontânea, quando o entrevistado é questionado em quem ele votaria se as eleições fossem hoje sem apresentar nomes.

GOVERNADOR – ESPONTÂNEO

Flávio Dino – 10,98%
Roseana Sarney – 5,20%
Senador Weverton – 2,71%
Roberto Rocha – 2,07%
Dr. Lahesio – 0,86%
Josimar de Maranhãozinho – 0,78%
Carlos Brandão – 0,78%
Edivaldo Holanda Júnior – 0,50%

Os demais pontuaram abaixo de 0,50%. Nenhum, brancos e nulos soma-se 3,42% e o que “não sabe/não respondeu” aparece com 70,49%.

GOVERNADOR – ESTIMULADA

No cenário B, onde são avaliados os nomes do senador Weverton, o vice-governador Carlos Brandão e o deputado federal Josimar Maranhãozinho.

Weverton aparece com 32%, seguido de Brandão com 16% e, em terceiro, Josimar com 13%.

No cenário C, o senador Weverton aparece com 36% contra Carlos Brandão com 20%. Nenhum, branco e nulo soma 23%. Não sabe/não respondeu aparece com 21%.

SENADOR – ESTIMULADA

Para o cargo de senador, o atual governador Flávio Dino aparece com 45%, seguido da ex-governadora Roseana Sarney com 18%. Em terceiro, aparece o senador Roberto Rocha com 16%, Josimar Maranhãozinho com 6%, em quarto, e o presidente da Alema, Othelino Neto com 4%, em quinto lugar. Nenhum, branco e nulo soma 5%. Não sabe/não respondeu aparece com 6%.

PRESIDENTE – ESTIMULADA

Para o cargo de presidente da República, Lula aparece com 69%, seguido de Jair Bolsonaro com 16%, logo em seguida, Ciro Gomes com 6%. Em quarto, o ex-juiz Sergio Moro com 4% e, em quinto, Doria com 1%. Nenhum, branco e nulo soma 3%. Não sabe/não respondeu aparece com 1%.

Edivaldo Holanda Júnior começa estadualizar pré-campanha visando 2022

O ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, começa a estadualizar a pré-campanha visando as eleições do próximo ano. Ele é cogitado para disputar aos cargos de deputado estadual, federal ou compor uma chapa majoritária.

Edivaldo mantém uma boa relação com o governador Flávio Dino e amizade com o senador Weverton, presidente estadual do seu partido.

O ex-gestor tem um recall político na capital. Mas tenta ampliar sua base eleitoral para os outros municípios. Por meio das redes sociais, ele começa a sinalizar uma aproximação com municípios do interior maranhense.

Hoje, 22, ele publicou um card parabenizando a cidade de Balsas por seu aniversário de 103 anos de emancipação política.